Momentos-chave
Histórico de atualizações
  • Bom dia!

    Este liveblog termina aqui. Pode continuar a seguir as novidades da pandemia de Covid-19 no novo liveblog do Observador, a que pode aceder aqui.

    Ter Covid-19 e gripe ao mesmo tempo aumenta o risco de morte, avisam autoridades de saúde britânicas

  • Covid-19. Aldeia em Freixo de Espada à Cinta reclama testes móveis após surgimento de surto

    Uma aldeia no município de Freixo de Espada à Cinta, onde há sete casos positivos, pede testes móveis à Covid-19, uma vez que o centro de testagem mais próximo está a 100 km de distância.

    Covid-19. Aldeia em Freixo de Espada à Cinta reclama testes móveis após surgimento de surto

  • Brasil soma 377 mortos e 13.439 infetados em 24 horas

    O Brasil contabilizou 377 mortos e 13.439 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, informou hoje o Ministério da Saúde, acrescentando que investiga a possível ligação de 2.428 óbitos com a doença.

    O país sul-americano totaliza agora 137.272 vítimas mortais e 4.558.068 casos de infeção, quando a taxa de letalidade da doença se encontra fixada em 3%.

    Já a taxa de incidência da Covid-19 no Brasil é agora de 65,3 mortes e de 2.169 casos por cada 100 mil habitantes.

    No Brasil, país lusófono mais afetado pela pandemia, mas também uma das nações com maior número de recuperados – 3.887.199 de pessoas diagnosticadas conseguiram curar-se da Covid-19 –, 533.597 pacientes infetados encontram-se sob acompanhamento médico.

    Geograficamente, os estados com maior número de infetados são São Paulo (937.332), que é o foco da pandemia no país, Bahia (295.996), Minas Gerais (271.194) e Rio de Janeiro (252.046).

    No topo da lista das unidades federativas com maior número de óbitos estão São Paulo (33.984), Rio de Janeiro (17.727), Ceará (8.834) e Pernambuco (8.016).

  • Covid-19. Cinco alunos de escolas da região de Leiria infetados no arranque do ano letivo

    Dois alunos do Instituto Politécnico de Leiria e outros três da Escola Profissional, da Escola Básica 2,3 Dom Dinis e da Escola Secundária Afonso Lopes Vieira testaram positivo.

    Covid-19. Cinco alunos de escolas da região de Leiria infetados no arranque do ano letivo

  • Cabo Verde regista mais 24 novos casos e uma morte em 24 horas

    Cabo Verde contabilizou mais uma morte provocada pela Covid-19, aumentando para 52 o número de óbitos associados à doença, e mais 24 novos casos, totalizando um acumulado de 5.281 infeções, informou hoje o Ministério da Saúde.

    Cabo Verde passa assim a registar um total de 52 óbitos desde o início da pandemia, correspondendo a uma taxa de letalidade à volta de 1%.

    Nas últimas 24 horas, o país contabilizou mais 24 novos casos positivos, o menor número diário registado nos últimos 27 dias, de um total de 189 amostras analisadas.

    Nas últimas 24 horas, o país registou mais 75 recuperados, passando a totalizar 4.674 pessoas que já foram dadas como curadas da doença.

    Cabo Verde tem neste momento 553 casos ativos, mantém dois doentes transferidos para os seus países, de um total de 5.281 casos positivos acumulados de Covid-19 desde 19 de março.

  • Covid-19. OMS pede 15 mil milhões de dólares no imediato para manter iniciativa de vacinas

    Tedros Ghebreysus afirmou que “15 mil milhões são imediatamente necessários” para manter a funcionar a iniciativa COVAX, que visa conseguir uma distribuição equitativa de vacinas para a Covid-19.

    Covid-19. OMS pede 15 mil milhões de dólares no imediato para manter iniciativa de vacinas

  • Covid-19. Sobe para 21 número de infetados no Lar da Cruz Vermelha em Valença

    Aumento acontece após terem sido conhecidos esta segunda-feira os resultados dos testes feitos a utentes e funcionários.

    Covid-19. Sobe para 21 número de infetados no Lar da Cruz Vermelha em Valença

  • Madeira com mais três casos positivos

    A Madeira tem hoje mais três doentes infetados de Covid-19, elevando para 203 os casos positivos na região, revelou o Instituto da Administração da Saúde (IASAÚDE).

    Hoje há três novos casos positivos a reportar, pelo que a região passa a contabilizar um total cumulativo de 203 casos confirmados de Covid-19”, refere o boletim diário epidemiológico, salientando-se tratar-se de três casos importados identificados na operação de rastreio do aeroporto da Madeira, dois provenientes da Colômbia e um do Reino Unido.

    A região mantém o total de 148 casos recuperados de Covid-19, pelo que são hoje 55 os casos ativos, dos quais 44 são casos importados identificados no contexto das atividades de vigilância implementadas no Aeroporto da Madeira e 11 são casos de transmissão local

  • Covid-19. Lar da Cruz Vermelha em Valença com 15 infetados

    O Lar da Cruz Vermelha de Valença regista 15 casos de infeção pelo novo coronavírus. As visitas ao lar, que tem capacidade máxima de 75 utentes, estão suspensas desde dia 7.

    Covid-19. Lar da Cruz Vermelha em Valença com 15 infetados

  • Líder da Baviera teme que Supertaça europeia seja fonte de contaminação

    O ministro-presidente da Baviera, Markus Söder, admitiu hoje temer que o jogo da Supertaça europeia de futebol, entre Bayern Munique e Sevilha, marcado para quinta-feira, em Budapeste, se torne uma fonte de contaminação de Covid-19.

    “Temos que ter muito cuidado para não correr o risco de ser uma espécie de Ischgl do futebol”, lançou o político alemão em entrevista a uma rádio da Baviera (B5), referindo-se à estância de esqui austríaca que se tornou, no último inverno, um grande foco europeu de contaminação do novo coronavírus.

    A partida que opõe o vencedor da Liga dos Campeões, Bayern Munique, e o vencedor da Liga Europa, Sevilha, vai decorrer no estádio Puskas, com capacidade para 67.000 espetadores, e está a autorizada a presença de cerca de 20.000 fãs nas bancadas.

    Markus Söder informou que os adeptos que quiserem seguir o colosso bávaro até Budapeste, que está classificada pelas autoridades germânicas como “zona de risco” por causa da pandemia, vão ter de ficar em quarentena quando regressarem à Alemanha.

  • Três milhões de consultas não presenciais nos cuidados de saúde primários

    A ministra continua a dar alguns números relativos à atividade e capacidade do SNS e explica agora que espera que o processo de reforço das centrais telefónicas esteja concluído até final de outubro.

    “Estamos a trabalhar, temos um plano e estamos no terreno com ações concretas: reforço das linhas telefónicas, reforço da capacidade de atendimento, garantir que as pessoas têm uma voz do outro lado que as atende”, diz destacando que já foram realizados “três milhões de consultas não presenciais”. “Perdemos atividade presencial, mas melhoramos este nível de resposta”, aponta.

  • SNS tem mais 700 ventiladores que em março

    Escusando-se a dar um número “chave” sobre a capacidade do SNS para receber doentes Covid-19, Marta Temido argumenta que há atualmente uma maior capacidade “de funcionar em rede” e recorda que os protocolos celebrados com outros setores no início da pandemia nunca chegaram a ser ativados e que o mecanismo da requisição civil também não foi utilizado pelo Governo.

    “Temos, por exemplo, mais 700 ventiladores, números redondos, no SNS que tínhamos em março. Tínhamos capacidade laboratorial em março para 3 mil testes e agora são 23 mil testes por dia, estamos melhor preparados”, argumentou a responsável pela tutela da saúde.

  • Lisboa e Vale do Tejo com 300 das 500 camas reservadas à Covid-19 ocupadas

    Segundo a ministra da Saúde a região de Lisboa e Vale do Tejo tem, neste momento, 300 das 500 camas que estão “guardadas” para doentes Covid-19 já ocupadas.

    “Mas são 300 das 500 que fazem parte das 7.000. Ou seja, temos esta capacidade de ir adaptando as respostas àquilo que são as necessidades de cada momento”, afirmou Marta Temido.

  • "Enfrentamos esta fase de crescimento dos números com confiança e preocupação", diz Marta Temido

    Na apresentação do plano outono/inverno, no telejornal da RTP1, a ministra da Saúde diz que o ministério enfrenta a “fase de crescimento dos números com confiança e preocupação”.

    “Temos hoje muito mais meios, mais recursos humanos e técnicos, mais organização e mais conhecimento. Enfrentamos esta fase de crescimento dos números com confiança e preocupação, mas com a consciência que conseguimos reforçar a capacidade laboratorial, de medicina intensiva, dos recursos humanos e os métodos de organização de trabalho ao nível da saúde pública e integração de outras áreas”, afirmou a ministra destacando que foi possível melhorar “aquilo que é a celeridade de deteção de casos”.

    Além dos casos Covid-19, será prioritário também “ter atenção àquilo que são as respostas não Covid”.

  • Contágios e mortes em França recuam nas últimas 24 horas

    O número de casos confirmados de Covid-19 em França recuou para 5.298 e as mortes para 53, nas últimas 24 horas, segundo anunciaram as autoridades francesas.

    Na sexta-feira tinham sido anunciadas 123 mortes num único dia, devido à atualização dos números fornecidos pelas autoridades de Île-de-France, na região de Paris, e esta segunda-feira o número diminui para 53 mortos em meio hospitalar.

    O número total de mortos desde o início da pandemia é de 31.338, com 20.778 mortes a terem acontecido no hospital.

    O número de casos positivos nas últimas 24 horas foi de 5.298, face a 13.215 casos confirmados na sexta-feira.

    O número total de casos positivos de Covid-19 em França desde o início da pandemia é de 458.061.

    A taxa de positividade dos testes em França é agora de 5,9%.

  • Aulas na Escola Básica das Laranjeiras reatam amanhã. Câmara Municipal diz que tinha funcionários suficientes para continuar aberta

    A Câmara Municipal de Lisboa nega ter tido conhecimento que havia “dificuldade com o número de assistentes operacionais que conduzisse ao encerramento da escola” e diz que colocou — iniciando funções já na terça-feira — mais quatro assistentes operacionais na Escola Básica das Laranjeiras.

    “As orientações do Ministério da Educação são taxativas e não permitem aos diretores de agrupamento encerrar uma escola por iniciativa própria – tendo de submeter uma proposta nesse sentido ao Ministério da Educação”, recorda a câmara em comunicado, numa espécie de puxão de orelhas à direção da escola que foi encerrada depois de uma funcionária ter testado positivo à Covid-19 e outras três terem sido colocadas em isolamento.

    Segundo a autarquia, na sequência da criação de uma bolsa de funcionários “e mesmo com a infeção entretanto detetada”, “a Escola Básica das Laranjeiras tinha assistentes operacionais em número suficiente (9) para ter equacionado soluções que mantivessem a escola a funcionar – de acordo com as orientações do Ministério da Educação e da Direção Geral de Saúde”.

    Ainda assim, a autarquia colocou mais quatro funcionários para dar apoio na escola.

  • Ministro da Saúde checo deixa o Governo devido a aumento de casos

    O ministro da Saúde da República Checa demitiu-se esta segunda-feira, devido ao aumento recorde do número de novas infeções no país.

    Na hora da saída, Adam Vojtěch disse esperar que se abra agora espaço para numa nova abordagem à Covid-19. De acordo com a Associated Press, ainda não se sabe quem vai substituir Vojtěch.

    O país apresentava uma situação estável, mas o aumento significativo de casos nos últimos tempos estava a deixar o ministro sob pressão.

    Na última quinta-feira, por exemplo, o aumento diário de casos novos superou os 3 mil, praticamente o mesmo que o total do mês de março.

    A República Checa, que tem perto de 11 milhões de pessoas, registou já 49.290 casos confirmados e 503 mortes.

  • Itália regista 1.350 casos em 24h

    Itália registou, nas últimas 24 horas, 1.350 casos de infeção e 17 mortes devido ao novo coronavírus, de acordo com o Ministério da Saúde italiano.

    Os números de hoje apresentam uma pequena descida em relação a ontem, tendo-se registado menos 237 casos e menos duas mortes.

    Desde o início da pandemia, a Itália regista 299.506 casos positivos e 35.724 mortes devido à Covid-19.

  • Espanha regista 31.248 casos durante o fim de semana

    Espanha registou 31.428 novos casos de Covid-19 durante o fim de semana, 2.957 dos quais registados nas últimas 24 horas.

    De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, o país registou ainda 168 mortos desde sexta-feira.

    Desde o início da pandemia, Espanha soma um total de 671.468 casos de infeção e 30.663 mortos.

  • Moçambique anuncia mais uma morte e 141 novas infeções

    Moçambique registou, nas últimas 24 horas, mais uma morte pelo novo coronavírus, elevando o total de óbitos para 44, com o número total de infeções a subir para 6.912, anunciou o Ministério da Saúde.

    As autoridades de saúde anunciaram ainda mais 141 casos positivos de Covid-19, o que eleva o cumulativo para 6.912, dos quais 6.627 são de transmissão local e 285 são importados.

    “Destes, nove casos são crianças menores de 5 anos de idade”, referiu Benigna Matsinhe, diretora adjunta de Saúde Pública, na atualização de dados sobre a pandemia no Ministério da Saúde, em Maputo

    Moçambique contabiliza um total de 3.738 (54%) pessoas dadas como recuperadas, enquanto 56 estão internadas e padecem de “patologias crónicas diversas, associadas à covid-19”.

    Do total de casos, a maioria, 1.965, regista-se na Cidade Maputo, seguida de Maputo província, com 464, e as restantes províncias registam menos de 200 infeções.

1 de 5