O jornal local San Jose Mercury News não é nenhum Washington Post, mas o jornalista Gary Webb faz lembrar a dupla Woodward e Bernstein, que desvendou o caso Watergate, nos anos 70. No filme “Matem o Mensageiro”, que chega aos cinemas portugueses esta quinta-feira, o ator Jeremy Renner, duas vezes nomeado ao Óscar, faz justiça a Gary Webb, ao mostrar no grande ecrã a história verídica do jornalista que desvendou, nos anos 90, um grande escândalo que envolveu droga, a interferência americana na soberania da Nicarágua e a CIA.

A história é intrigante. Gary Webb descobre uma história que o leva a investigar as origens sombrias da epidemia de crack que assolou as ruas de Los Angeles. Acaba por descobrir que a agência norte-americana CIA, durante o mandato de Ronald Reagan, estava envolvida no contrabando da cocaína para os Estados Unidos, usando os lucros das vendas para armar os rebeldes na Nicarágua e assim ajudá-los a depor o Governo socialista.

Apesar das advertências dos grandes traficantes e dos agentes da CIA para suspender a investigação, Webb continuou irredutível e a investigação levou-o a visitar prisões da Califórnia e da Nicarágua, corredores do poder em Washington e bairros perigosos de Los Angeles. Pôs em risco a própria vida e a da família para, no final, mostrar aos americanos que havia algo de podre nos métodos da CIA, e que isso estava a ceifar vidas americanas.

[jwplatform lCr1BG68]

 

Michael Cuesta, produtor executivo da série “Homeland – Segurança Nacional”, já mostrou do que é capaz quando se dedica aos meandros da CIA. Como realizador de “Matem o Mensageiro”, recupera os resquícios da Guerra Fria e como o poder pode ser usado para demover (e destruir) um jornalista de perseguir a verdade. Na vida real, Gary Webb ganhou o prémio “Bay Area Journalist of the Year” pela investigação, mas as falácias de argumentação acabaram por matar o mensageiro.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A interpretação de Jeremy Renner é o centro das atenções, mas o elenco conta ainda com Mary Elizabeth Winstead, Paz Vega, Oliver Platt, Robert Patrick, Michael Sheen, Ray Liotta e Andy Garcia.