456kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Estreia da Semana

Cinema

"Elvis": espalhafato e muitos lugares-comuns

Baz Luhrmann rodou "Elvis" do ponto de vista do coronel Tom Parker, o agente chupista de Elvis Presley, mas o filme é uma frenética coleção de generalidades. Eurico de Barros dá-lhe duas estrelas.
Cinema

"Buzz Lightyear" fica aquém do infinito

Em "Buzz Lightyear", de Angus MacLane, o Ranger do Espaço dos filmes "Toy Story" não é um brinquedo, mas sim a personagem "real" em que este foi baseado. Eurico de Barros dá-lhe duas estrelas.
Cinema

"Donbass": violência, absurdo e manipulação

Rodado em 2018, "Donbass", de Sergei Losznitza, mantém toda a atualidade após a invasão da Ucrânia pela Rússia, mas não deixa de estar isento de críticas. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cinema

"Revolta". Insurreição nas ruas, conflito em casa

Em "Revolta", primeira realização do argumentista Tiago R. Santos, dois casais jantam-se num apartamento em vez de se juntarem à revolução nas ruas. Eurico de Barros dá-lhe duas estrelas.
Cinema

“Top Gun: Maverick”: tão previsível como vencedor

Em "Top Gun: Maverick", a continuação de "Top Gun: Ases Indomáveis", de Tony Scott, Tom Cruise e o realizador Joseph Kosinski combinam a nostalgia e a novidade. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cinema

"Eiffel": a Torre ofuscada por um amor fictício

O francês Martin Bourboulon mistura a história da construção da Torre Eiffel com um romance inventado em "Eiffel", que sacrifica o espectacular ao íntimo. Eurico de Barros dá-lhe duas estrelas.
Cinema

Ficção científica presunçosa e fofinha

O arranjo impossível de um andróide está na base de "A Vida Depois de Yang", de Kogonada, passado num futuro multicultural, "high tech", maçudo e implausível. Eurico de Barros dá-lhe uma estrela.
Cinema

O retrato de uma lenda da comédia italiana 

Em "O Rei do Riso", Mario Martone mostra a vida e a arte do napolitano Eduardo Scarpetta, antecessor de Totò na comédia, mas que só fez teatro e nunca filmes. Eurico de Barros dá-lhe quatro estrelas.
Cinema

A recriação dramatizada do incêndio de Notre-Dame

Em vez de fazer uma montagem de imagens existentes, Jean-Jacques Annaud reconstituiu em "Notre-Dame em Chamas" o fogo que atingiu a catedral em abril de 2019. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cinema

“O Homem do Norte”: aço, sangue fogo e magia

Realizado por Robert Eggers, "O Homem do Norte" é a história de "Hamlet" reduzida ao essencial e situada entre os belicosos vikings da Islândia do século IX. Eurico de Barros dá-lhe cinco estrelas.
Cinema

Salgueiro Maia. História diligente mas telegrafada

Assinado por Sérgio Graciano, "Salgueiro Maia — O Implicado" recria a carreira e sobretudo a vida pessoal e familiar do homem que foi decisivo no 25 de Abril. Eurico de Barros dá-lhe duas estrelas.
Cinema

Uma difícil e perigosa viagem de Cabul a Copenhaga

"Flee — A Fuga", do dinamarquês Jonas Poher Rasmussen, é uma animação documental sobre a odisseia de um afegão que fugiu aos talibãs com a família em 1989. Eurico de Barros dá-lhe quatro estrelas.
Cinema

"Cordeiro": um estranho conto de fadas islandês 

No seu primeiro filme, Valdimar Jóhansson vai buscar inspiração às narrativas tradicionais do seu país e conta a estranha história de uma família especial. Eurico de Barros dá-lhe quatro estrelas.
Cinema

Juliette Binoche no mundo do trabalho mal pago

Em “Ouistreham — Entre Dois Mundos”, Emmanuel Carrère adapta o livro da jornalista Florence Aubenas sobre as mulheres que limpam os "ferries" da Mancha. Eurico de Barros dá-lhe quatro estrelas.
Cinema

"Belle": fantasia adolescente para a era digital

Em "Belle", a sua nova e ambiciosa longa-metragem animada, o japonês Mamoru Hosoda recria a história da Bela e do Monstro entre o mundo real e o virtual. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cinema

Do Japão com sofrimento, teatro, tabaco e um Saab

É impossível referir ou sintetizar numa simples crítica toda a riqueza de "Drive My Car", o mais recente e brilhante filme do japonês Ryûsuke Hamaguchi. Eurico de Barros dá-lhe cinco estrelas.
Cinema

Batman perdido em negrume e solenidade presunçosa

"The Batman", realizado por Matt Reeves e com Robert Pattinson no papel do Homem-Morcego, é lúgubre, balofo, depressivo e interminável. Eurico de Barros dá-lhe uma estrela.
Cinema

"Belfast": a vitória de Kenneth Branagh

Candidato a sete Óscares, "Belfast" é uma viagem sincera e profundamente sentida aos tempos de menino de Kenneth Branagh, no meio de um conflito sangrento. Eurico de Barros dá-lhe quatro estrelas.
Cinema

Valeu a pena esperar pelo Quixote de Terry Gilliam

Terry Gilliam nunca desistiu de "O Homem que Matou Don Quixote", que levou quase 30 anos até conseguir filmar, após muitas e incríveis vicissitudes. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cultura

"Morte no Nilo": um crime de lesa-Agatha Christie

Kenneth Branagh realiza e interpreta Poirot neste novo "Morte no Nilo", uma das mais deploráveis e espúrias adaptações de um livro de Agatha Christie ao cinema. Eurico de Barros dá-lhe uma estrela.
Cinema

“Agentes 355”: as Spice Girls da espionagem

Além de um caricato e espalhafatoso filme de ação e espionagem no feminino, "Agentes 355" é mais um exemplo da manipulação de Hollywood pela China. Eurico de Barros dá-lhe uma estrela.
Cinema

Ghostface regressa zangado com os filmes de terror

Wes Craven introduziu o terror auto-referencial no primeiro "Gritos", faz agora 26 anos. E o quinto filme da série, com o mesmo título, não o deixa ficar mal. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cinema

“Licorice Pizza”: nos 70s com um dos filmes do ano

Em "Licorice Pizza", Paul Thomas Anderson conta uma história de amor etariamente desemparelhada e alegremente destrambelhada, passada em 1973, na Califórnia. Eurico de Barros dá-lhe quatro estrelas.
Cinema

“Matrix Resurrections": repetição com maquilhagem

Lana Wachowski pega em Keanu Reeves e Carrie-Ann Moss e regressa ao mundo da Matrix em "Matrix Resurrections" e a sensação predominante é de "déjà vu". Eurico de Barros dá-lhe duas estrelas.
Cinema

Homem-Aranha na teia dos universos paralelos

O novo filme da série "Homem-Aranha" com Tom Holland, consegue conservar a leveza brincalhona e o sentido de humor que o elevam acima da média na Marvel. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cinema

Uma sátira apocalíptica frouxa e grosseira 

Em "Não Olhem Para Cima", Adam McKay usa o fim do mundo para satirizar cientistas, políticos, media, redes sociais e a humanidade em geral, mas falha em grande. Eurico de Barros dá-lhe uma estrela.
Cinema

"West Side Story" e Spielberg: regras são regras

O cineasta americano regressa ao musical clássico realizado por Robert Wise e Jerome Robbins em 1961, com fantasia, mas mais realismo social. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cinema

Almodóvar entre a superficialidade e a ideologia

A mochila sentimentalona e o viés político pesam muito em "Mães Paralelas", o novo filme de Pedro Almodóvar com Penélope Cruz. Eurico de Barros dá-lhe duas estrelas.
Cinema

Lady Gaga açambarca a "Casa Gucci" de Ridley Scott

Muito bem metida na pele da ambiciosa, maliciosa e manipuladora Patrizia Gucci, Lady Gaga domina o banal "Casa Gucci", realizado por Ridley Scott. Eurico de Barros dá-lhe duas estrelas.
Cinema

Culpa, redenção e "poker" segundo Paul Schrader 

Passado entre cartas e fichas de casino, o novo filme de Paul Schrader é mais uma história de um homem solitário em busca de remissão para os seus pecados. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cinema

Wes Anderson, o cinema francês e a "New Yorker"

O novo filme de Wes Anderson destaca, mais do que qualquer outro, a fantasia, o sentido de humor e o engenho do realizador, embora lhe falte vibração humana. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cinema

"Spencer": uma fantasia enganadora sobre Diana

Depois de Jacqueline Kennedy em "Jackie", Pablo Larraín retrata a a princesa Diana em "Spencer", um filme inventado do princípio ao fim, com Kristen Stewart a cabotinar no papel principal.
Cinema

"O Último Duelo" entre o autêntico e o tendencioso

Ridley Scott volta ao filme histórico em "O Último Duelo", que recria um facto real ocorrido na França do século XIV com uma atitude dos nossos dias. Eurico de Barros dá-lhe duas estrelas.
Cinema

"Duna": entre a solenidade e a espectacularidade

A primeira parte do "Duna" de Denis Villeneuve alterna entre a solenidade e as explosões de acção, e perde quando comparada com a versão de David Lynch. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas, à justa.
Cinema

Uma bocejante orgia de tentáculos e dentuças

A continuação de "Venom", em que um jornalista vive em simbiose com um monstro alienígena comedor de cérebros, é mais do mesmo, um filme feio, bruto e sujo. Eurico de Barros dá-lhe uma estrela.
Cinema

Sexo com carros, confusão de géneros e ridículo

A francesa Julia Ducournau ganhou o Festival de Cannes com "Titane", um filme de terror físico pseudo-provocador, incoerente e absurdo até ao risível. Eurico de Barros dá-lhe uma estrela.
Cinema

Um 007 de reencontros, despedidas e surpresas 

Daniel Craig despede-se de James Bond em "007: Sem Tempo Para Morrer", que fecha, de forma inesperada, um longo ciclo para a personagem de Ian Fleming no cinema. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cinema

Woody Allen resgatado por paródias cinéfilas 

Não fossem os "pastiches" dos clássicos do cinema europeu e "Rifkin's Festival", rodado em Espanha, seria um filme de Woody Allen em tom bastante esquecível. Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
Cinema

Clint Eastwood, o rapaz e o galo pela estrada fora

Um velho "cowboy", um miúdo rebelde e um galo de combate viajam de carro da Cidade do México ao Texas em "Cry Macho: A Redenção", de e com Clint Eastwood. Eurico de Barros dá-lhe quatro estrelas.
Cinema

A face menos visível do 11 de Setembro

O caso delicado e problemático da compensação aos familiares das vítimas dos atentados de 11 de Setembro de 2001, é o tema de "Valor da Vida". Eurico de Barros dá-lhe três estrelas.
A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.