Há a barba de linhas bem demarcadas, a que está “por fazer”, a que ocupa grande parte do rosto e a que é desenhada pela moda e a imaginação masculinas, dos estilos mais clássicos aos mais modernos. Depois? Depois há a barba de Adriano Alarcon: “fifty fifty” (cinquenta cinquenta).

Adriano é diretor criativo de uma agência de publicidade e decidiu deixar crescer a barba para abordar esta tendência atual mas também outra: a das selfies. Para isso, cortou a barba apenas de um dos lados da cara, e do outro preencheu-a com pepitas de chocolate, insetos, aparas de lápis, brinquedos e outros objetos originais.

O resultado foi uma divertida sessão fotográfica para o projeto “Fifty Fifty Selfie Barber Shop”, com uma mensagem que, explica o autor, tem tudo a ver com os tempos modernos: “as pessoas não se devem preocupar tanto com a sua própria imagem, não devem ter tanta necessidade de se expressar através dela. Acho que estamos a viver uma época em que todos parecem estar preocupados com a forma certa com que devem olhar para nós ou como nos devemos comportar. Quis brincar e divertir-me um pouco com isto. E isto sim é o mais importante: divertir-se durante toda a sua vida e todo o seu trabalho.”

A sessão decorreu em dois dias, num fim de semana. Ao Observador, Adriano contou uma das histórias mais engraçadas que lhe aconteceu com o novo visual: “domingo de manhã tive de sair de casa para votar nas eleições presidenciais do Brasil. Conseguem imaginar a reação das pessoas que me viram na rua com a cara meio rapada?”

Enquanto imagina, espreite a sessão fotográfica na galeria de imagens inicial.