O que é o CES?

Mostrar Esconder

A Consumer Eletronics Show, mais conhecida pela sigla CES, é uma feira anual e internacional de tecnologia que se realiza nos Estados Unidos da América há 48 anos.

É hábito as marcas aproveitarem a enorme afluência de público e jornalistas ao local para apresentarem novos produtos e inovações tecnológicas. A edição desde ano, 2016, decorreu em Las Vegas, entre 6 e 9 de janeiro.

Tecnologia, inovação e muita, muita internet das coisas. De 6 a 9 de janeiro o CES voltou à cidade norte-americana de Las Vegas, o primeiro grande evento tecnológico do ano e que serve de montra para a tecnologia de consumo que vai chegar ao mercado no futuro próximo. São milhares de produtos distribuídos por 3.600 expositores, é sabido que a maioria não vai vencer no competitivo mercado dos gadgets, mas esta feira é uma gigantesca montra de ideias, que reúne no mesmo espaço as grandes e as pequenas empresas e marcas. Reunimos algumas das principais novidades e também algumas curiosidades do futuro que está a chegar, cada vez mais depressa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Acer

Chromebase 24 — Sim, é um all-in-one bem ao estilo iMac. É o primeiro equipado com ChromeOS, o sistema operativo da Google baseado em Linux. O ecrã deste Chromebase é um FullHD de 23.8 polegadas que, segundo a Acer, é o maior de todos os dispositivos ChromeOS no mercado. Tem um processador Intel Core (a marca não especifica qual), quatro microfones integrados e uma webcam ajustável. Não é conhecido o preço e a data de lançamento para o mercado português.

Crédito: Acer

Aspire Switch 12 S — A Acer volta a apostar nos computadores híbridos e apresenta-nos este, fabricado em alumínio, com 7,88 milímetros de espessura. Está equipado com uma unidade de processamento Intel Core M, um ecrã 4K protegido com Gorilla Glass, colunas frontais com tecnologia da Dolby e uma porta USB-C que, de acordo com a Acer, permite transferências de ficheiros com velocidades até 40 Gbps. Estará disponível na Europa a partir de 1.199 euros.

Crédito: Acer

Mais novidades:

  • Acer H7, uma série de ecrãs LCD com portas USB-C.
  • TravelMate P648, um computador portátil com disco rígido SSD, fino mas robusto.
  • Liquid Jade Primo, um smartphone de gama média equipado com Windows 10 e um ecrã de 5.5

Huawei

Mate 8 — Nem passou um ano desde o lançamento do Mate S e já foi revelado o sucessor: o Mate 8. Este novo telemóvel, um octacore de seis polegadas, virá já com o Marshmallow (Android 6). Terá uma bateria com mais autonomia e quanto às câmaras, recebe um upgrade para 16 megapíxeis na principal, mantendo os oito megapíxeis na das selfies.

M8-1

Crédito: Huawei Press Center

MediaPad M2 10 — Um ecrã de 10.1 polegadas e uma caneta stylus são as novidades da marca chinesa para o segmento dos tablets. Acaba por ser a própria caneta — a M-Pen — a receber o maior destaque: tem 2048 níveis de pressão e estará incluída nos modelos com 3 GB de RAM.

Watch Elegant & Jewel — O smartwatch da Huawei tem agora duas novas versões de luxo. A Elegant e a Jewel são duas variantes pensadas para o público feminino. Este último inclui 68 cristais Swarovski à volta do aparelho, de 1.5 milímetros cada. Ambos os relógios são fabricados em aço inoxidável banhado a ouro. Tudo o resto permanece igual aos modelos anteriores, com os preços a variarem entre 499 dólares (Elegant) e 599 dólares (Jewel).

Crédito: Huawei Press Center

LG

A marca sul-coreana apresentou um novo televisor 4K HDR que tem na espessura uma das características mais impressionantes: apenas 2.57 milímetros.

Crédito: LG

O novo televisor OLED G6 estará disponível na primeira metade do ano em dois tamanhos – 65 e 77 polegadas – virá equipado com uma barra de som da Harman Kardon e vai custar, espera-se, menos de 10 mil dólares. Ainda no segmento topo de gama e com características idênticas, foi anunciado o modelo E6, com 65 e 55 polegadas.

Nos smartphones, a LG aposta agora em levar para os modelos de gama média as qualidades dos modelos premium. Os novos K7 (5 polegadas) e K10 (5,3 polegadas) estarão disponíveis em inúmeras configurações, com versões 3G e/ou LTE, diferentes capacidades de armazenamento e processamento. A lista de opções é extensa e deverá ser ajustada de acordo com os diferentes mercados. Estarão disponíveis em breve mas os preços ainda não são conhecidos.

Samsung

Galaxy TabPro S — É o novo híbrido da Samsung (computador e tablet num só). A marca sul-coreana seguiu a tendência e apresentou um design semelhante ao do Surface da Microsoft, mas é mais fino e leve e, ao contrário do concorrente, já vem com uma caneta stylus e uma capa-teclado de origem. A cereja no topo do bolo é o ecrã Super AMOLED de 12 polegadas, com uma resolução de 2160 por 1440 píxeis. O processador é um Intel Core M, tem 4 GB de RAM, 128 GB de espaço de armazenamento e porta USB-C. Tem uma autonomia anunciada de 10 horas, corre o Windows 10, estará disponível em fevereiro mas ainda não são conhecidos os preços das duas versões: Wi-Fi e LTE/4G.

Crédito: Samsung Mobile Press

Gear S2 Classic — A gama Classic do relógio inteligente da marca ganhou duas novas versões: a platinum (platina) e a rose gold (ouro, 18 quilates). Serão os modelos de luxo do relógio apresentado pela Samsung em Berlim, na IFA 2015. De resto é semelhante aos modelos atuais e há planos para disponibilizar em breve o serviço de pagamentos Samsung Pay por NFC no relógio. Mas uma das grandes novidades anunciadas foi a compatibilidade com o sistema operativo iOS (iPhone), à partida ainda durante este mês de janeiro, um passo que rompe com a exclusividade do ecossistema Android. Será que, no futuro, vai ser possível ligar um Apple Watch a um smartphone Android? A porta está aberta. Os novos modelos Gear S2 em ouro e platina estarão disponíveis em fevereiro, preço a anunciar.

Crédito: Samsung Newsroom/Flickr

Family Hub Refrigerator — Este frigorífico mais parece saído de um filme futurista. A nova (e cara) proposta da Samsung nos grandes eletrodomésticos é um dos exemplos mais flagrantes das potencialidades da Internet das Coisas, apresentadas nesta edição do CES — é um frigorífico com aquilo que parece ser um tablet gigante embutido numa das portas (21.5 polegadas). Suporta comandos de voz e, claro, acesso à internet. É um quadro digital onde podem fixados recados ou imagens do Instagram, por exemplo, enviadas diretamente do smartphone. A ligação permanente aos dispositivos móveis permite manter a agenda e a lista de compras atualizada. Mas caso fique na dúvida enquanto faz compras no supermercado, pode sempre olhar remotamente para o interior: de cada vez que abre e fecha a porta do frigorífico, ele tira uma fotografia das prateleiras. Terá ainda a possibilidade de realizar encomendas através de uma nova loja Groceries, criada pela MasterCard. Preço? 5 mil dólares, a partir de maio.

Crédito: Samsung Newsroom/Flickr

Mais novidades:

  • Uma máquina de lavar roupa que permite adicionar peças ao tambor sem interromper a lavagem já em curso. Basta carregar num botão e abrir uma pequena porta.
  • A nova linha de televisores SUHD com tecnologia Quantum dot, gama de cor e brilho melhorados, sistema operativo Tizen que permite congregar os conteúdos e dispositivos de televisão, vídeo e jogos, reconhecendo-os automaticamente e eliminando a necessidade de usar diferentes comandos. Outra novidade é a capacidade de controlar, a partir do televisor, outros dispositivos ligados em rede (IoT).
  • Na área do som, a Samsung apresentou um sistema sem fios com a tecnologia Dolby Atmos, até agora reservada às salas de cinema. Relativamente ao novo smartphone Galaxy S7 não foram apresentados detalhes, mas os rumores continuam. Mais detalhes sobre as novidades apresentadas pela Samsung neste link.

Panasonic

A marca japonesa apresentou aquele que diz ser o primeiro televisor LED LCD do mundo que cumpre com a nova especificação Ultra HD Premium da UHD Alliance. O novo modelo DX900 reproduz 4K de forma nativa e HDR.

O regresso ao som analógico (vinil) está cada vez mais na moda e por isso o grande destaque da Panasonic vai para o regresso dos “pratos” Technics, que tinham sido descontinuados em 2010. As reclamações foram muitas e por isso a marca anunciou, em setembro passado, o regresso do novo gira-discos Technics Grand Class SL-1200G, um equipamento que se tornou numa referência no segmento profissional.

Crédito: Panasonic

Dispõe da tecnologia Direct Drive e incorpora um novo motor e um sistema de equilíbrio regulado por microprocessador. Na comemoração dos 50 anos da marca, vai ser vendido a partir do verão uma versão (muito) limitada de 1.200 unidades, chamada SL-1200GAE. O modelo Technics Grand Class tradicional vai estar disponível só no próximo inverno, por um preço ainda não revelado.

Sony

A gigante japonesa também aposta neste segmento de nicho em franco crescimento. O PS-HX500 é um novo gira-discos, capaz de converter o som analógico em som digital de alta-resolução, ficheiros .WAV a 24-bit. Estará no mercado em abril e porque foi anunciado como um equipamento para audiófilos, o preço será a condizer: 500 euros.

Crédito: Sony

A Sony mostrou nesta edição do CES muitos outros produtos, alguns dos quais também nos segmentos áudio e vídeo de alta definição. Leitores de CD, Blu-ray 4K e novas barras de som da gama home cinema. Mas também uma coluna portátil e novos auscultadores (com e sem fios) com som de alta resolução, uma série a que chamaram h.ear.

À semelhança das concorrentes LG e Samsung, a marca japonesa deu a conhecer a nova gama de televisores BRAVIA 4K HDR. Com novos processadores, garantem um melhor desempenho no brilho e na intensidade dos negros. O sistema operativo Android TV dá acesso direto ao Google Play (aplicações e jogos) e permite também a transmissão direta de imagem e som a partir dos dispositivos móveis, através do sistema Google Cast. Estará à venda no mercado europeu na primavera, por um preço ainda não anunciado.

A popular câmara Action Cam também foi melhorada. O modelo HDR-AS50 tem um corpo reforçado (vem com caixa estanque incluída, resistente até 60 metros de profundidade), lente Zeiss e um sensor de 11,1 megapixeis. Grava vídeo a 4K e em câmara (muito) lenta. Estará à venda em meados de fevereiro por 220 euros.

Algumas curiosidades

TP-LINK: Uma surpresa vinda da conhecida fabricante de routers. O lançamento da gama Neffos C5 Series, que dá uma primeira pedrada no grande charco que é o mundo dos smartphones. Isso mesmo: a TP-LINK agora também faz telemóveis. Entre eles o C5, o C5 Max e o CS5L. Destaque para o design.

Crédito: TP-LINK

Kodak: A icónica marca norte-americana é mais uma que aproveita a onda revivalista e o prestígio. A câmara Kodak Super 8 foi a solução apresentada no CES deste ano e tem o apoio de três nomes de peso: Steven Spielberg, Quentin Tarantino e J.J. Abrams. Os três realizadores são grandes apreciadores do formato Super 8, que é agora recuperado numa nova máquina que inclui também um LCD e ligações USB, ou seja, conjuga a vertente analógica com a digital. O design é da responsabilidade de Yves Behar, estará disponível numa versão limitada no segundo semestre deste ano e a partir de 2017, no mercado global.

Crédito: Kodak

Bang & Olufsen: A empresa dinamarquesa é conhecida mundialmente pela excelência do design e pela correspondência com a imagem e com o som. Este ano levaram até ao CES uma coluna com 18 saídas capaz de se adaptar a diferentes configurações de espaço e som, com software e amplificadores internos controlados a partir do smartphone. Quem ouviu conta que o som é brilhante. E o preço também: 80 mil dólares cada par.

Crédito: Bang & Olufsen

Intel: Após a aquisição da empresa alemã Ascending Technology, a Intel continua a apostar forte no segmento dos drones. Desta vez estamos a falar de um investimento de 60 milhões de dólares na empresa chinesa Yuneec. Na esta edição do CES, ambas apresentaram o Typhoon H, um drone semiprofissional de seis motores e com a tecnologia Real Sense, desenvolvida pela Intel e pela Ascending e apresentada no CES do ano passado. Graças a ela, o drone é capaz de se esquivar, em tempo real, a obstáculos que possam eventualmente surgir no percurso.

E para finalizar, já lhe mostrámos esta semana o que a empresa chinesa EHang apresentou este ano: um drone capaz de transportar um passageiro. Reveja o vídeo.

[jwplatform vNSTBf0H]

Corrigido a 13 de janeiro, às 18h44.