O Parlamento aprovou por unanimidade um voto de pesar pela morte do ator Nicolau Breyner, na segunda-feira.

O voto foi da autoria de todas as bancadas parlamentares. No final, o Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, pediu uma salva de palmas em homenagem ao ator, que também chegou a ser candidato autárquico pelo CDS, e o plenário correspondeu em uníssono.

Nicolau Breyner morreu aos 75 anos, vítima de ataque cardíaco.