Um grupo de cientistas descobriu um fungo nas plantações de bananas que se está a desenvolver de forma tão rápida que poderia acabar com a banana dentro de cinco a 10 anos. Contudo, a sequência genética do fungo já é conhecida e há fortes hipóteses de se conseguir, em breve, encontrar a solução para salvar este fruto.

Os cientistas da Universidade da Califórnia descobriram esta doença que é composta por três fungos diferentes. “Na realidade, a industria mundial da banana pode ficar devastada dentro de cinco a 10 anos pelos fungos”, afirmou o líder dos estudos feitos na Universidade da Califórnia. A doença em questão, chamada Sigatoka, é a junção de três fungos diferentes. Apareceu para grande surpresa dos especialistas e alastrou-se por África, Médio Oriente, Sul da Ásia e Austrália.

O grande problema deste novo fungo é que não só ataca o sistema imunitário da fruta como afeta também o seu metabolismo: “Este novo fungo consegue manipular o metabolismo da banana e afeta os seus nutrientes”, comenta um dos cientistas do grupo. Para solucionar este problema, os cientistas vão usar uma nova fórmula genética para modificarem as bananas e torná-las resistentes a este fungo ou criar um fungicida que previna o fungo de alterar o metabolismo da banana.

Muitas plantações encontram-se em perigo e o fruto poderá sofrer aumentos de preço nos próximos anos caso comece a ser mais difícil a sua produção, sendo que cerca de 100 milhões de toneladas de bananas são produzidas anualmente em 12 países.