Porto

No Teatro Nacional São João, no Porto, está em cena Como Ela Morre. Com texto de Tiago Rodrigues, o espetáculo cruza os destinos do Teatro Nacional Dona Maria II e da companhia de teatro belga tg STAN, dois sítios onde o diretor artístico “tem sido feliz”. Como Ela Morre fala sobre os modos de transmissão das grandes obras do cânone literário ocidental e conta com a interpretação de Isabel Abreu, Pedro Gil, Jolente De Keersmaeker e Frank Vercruyssen. Os bilhetes custam entre 7,50 e 16 euros e têm de ser adquiridos diretamente na bilheteira do teatro. A peça sai de cena este fim de semana.

Entre sexta-feira e sábado, o Teatro Rivoli vai receber, em estreia nacional, La Posibilidad que Desaparece Frente al Paisaje, do projeto de Barcelona El Conde de Torrefiel, liderado pelos coreógrafos Tanya Beyeler e Pablo Gisbert. Apresentado numa escala “elefante e inofensiva”, o espetáculo de dança recria “uma sala de jogos” onde quatro pessoas transcendem “o sentido das suas ações, desconstruindo os ditames do chamado ‘comportamento regular'”. La Posibilidad que Desaparece Frente al Paisaje será apresentado em duas sessões — sexta-feira, às 21h30, e sábado, às 19h — e os bilhetes custam 10 euros.

O Auditório IAC do Tivoli vai receber esta sexta-feira, pelas 21h30, a última sessão de Noite de Outono, a primeira de quatro noites da Tetralogia das Estações do dramaturgo Luís Mestre, “uma celebração de um corpo em fim de linha”. Os bilhetes custam 5 euros.

Lisboa

No ano em que se celebram os 40 anos da Companhia Nacional de Bailando, o Teatro Camões, no Parque das Nações, voltou a receber A Perna Esquerda de Tchaikovski, espetáculo criado para a bailarina Barbora Hruskova, que chegou ao fim da sua carreira. A música é de Mário Laginha e o texto e direção de Tiago Rodrigues. O espetáculo vai estar em cena até 4 de abril e os bilhetes entre 5 e 30 euros. As sessões e horários podem ser consultados aqui.

No Teatro Nacional D. Maria II, no Rossio, está em cena a peça Tiranossauro Rex, “um quebra-cabeças montado a partir de peças de vários outros quebra-cabeças”. Com texto e encenação do brasileiro Alex Cassal, a peça de teatro acontece em cinco espaços diferentes do D. Maria II, como o guarda-roupa, a sala de costura e o bar dos atores, onde são oferecidos ao público diferentes narrativas. O elenco conta com atores como Alfredo Martins, António Pedrosa e Cláudia Gaiolas. Tiranossauro Rex sai de cena este fim de semana e, por isso, esta é a última oportunidade de assistir ao quebra-cabeças. Os bilhetes custam 8 euros.

O São Luiz irá apresentar este fim de semana a última sessão do espetáculo infantil Nocturno. Criado com a ajuda de escolas, o espetáculo infantil, com Joana Gama e Victor Hugo Pontes, inspira-se “em muitas noites possíveis — na aldeia e na cidade, ao relento ou em abrigos improváveis”. A última sessão está marcada para domingo, às 11h. Os bilhetes custam entre 3 (crianças) e 7 euros (adultos). A peça dura, aproximadamente, 40 minutos.