Rádio Observador

Ficção Científica

A Ficção Científica à solta no Instituto Superior Técnico

105

O Sci-Fi Lx volta a abrir as portas do Instituto Superior Técnico à ficção científica, num evento de entrada gratuita com uma oferta tão diversificada que inclui até duelos de cavaleiros Jedi.

Sci-Fi Lx 2017/Patrícia de Almeida Gomes e Rute Soares

A Ficção Científica está intimamente ligada à nossa cultura, e os mundos criados por autores como Verne, Bradbury, K Dick e até o nosso João Barreiros, entre muitos outros, moldaram o nosso imaginário. O cinema veio contribuir com a expressão visual destes universos e os videojogos, com a sua capacidade de imersão única, têm-nos levado ainda mais a fundo nestas viagens.

O Sci-Fi Lx volta a abrir as portas do Instituto Superior Técnico à ficção científica, naquele que é o maior festival dedicado ao género em Portugal. Ao longo de dois dias decorrerão uma série de eventos dedicados ao sci-fi, que que vão de abordagens mais académicas com talks, debates e palestras, passando por componentes mais lúdicas como workshops, torneios e até experiências científicas para todas as idades.

Este ano o evento tem como tema a “Sustentabilidade”, uma preocupação real que surge com o mundo em que se vive e refletindo este tema por épocas ficcionais tão distintas como o ambiente steampunk Vitoriano ou o futurismo com bio-implantes e inteligências artificiais coletivas. Numa “articulação entre a ciência e a arte” como é vontade da organização, e que o resultado desta união seja a promoção do sci-fi e do nosso próprio reconhecimento enquanto sociedade.

Entre os momentos dedicados à literatura, em especial às possibilidade de publicação dentro e fora de portas, onde a discussão se estende também à área da banda-desenhada e às portas que a globalização e a Internet abriram para a disseminação de produções sci-fi.

Os jogos, sejam eles de tabuleiro, RPGs ou videojogos serão presença assídua e não poderiam faltar numa convenção que se debruça sobre a ficção científica, com as muitas abordagens que o meio cultural e lúdico tem tido para aproveitar ou histórias pré-existentes ou a criação de novos mundos e universos.

Para além de algumas talks dedicadas ao género e promovidas pelo Rubber Chicken (entre outros convidados) e os torneios que irão decorrer, há um espaço dedicado a estúdios portugueses que estão a desenvolver videojogos sob a temática sci-fi e que estarão a apresentar aos visitantes as suas produções.

Os grandes nomes do sci-fi mainstream não poderiam faltar com o que se espera ser um caloroso debate com o título “Star Wars vs Star Trek” para além de workshops e demonstrações de duelos Jedi a carga da Silver Blade Academy.

O cinema, esse velho apaixonado da e pela ficção científica terá também uma presença ao final da noite de sábado com a exibição do filme Millennium (1989) de Michael Anderson.

O Sci-Fi Lx decorrerá no IST nos próximos dias 15 e 16 de Julho, com entrada gratuita e com uma programação apelativa para toda a família, a mostrar que o sci-fi não só está vivo como se recomenda.

Ricardo Correia, Rubber Chicken

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)