Russi Taylor, a voz da Minnie desde 1986, morreu na sexta-feira em Glendale, na Califórnia, anunciou a Walt Disney este sábado. A atriz norte-americana tinha 75 anos. Além da companheira do rato Mickey, Taylor deu voz a várias personagens dos DuckTales e dos Simpsons, incluindo ao colega de escola de Bart, Martin Prince. 

Nascida em Cambridge, no estado norte-americano Massachusetts, a 4 de maio de 1944, desde pequena que sonhava em trabalhar na Disney. Durante uma visita à Disneyland teve oportunidade de conhecer Walt Disney, a voz original da Minnie e do Mickey. “A certa altura, durante a nossa conversa, ele perguntou-me o que queria ser quando fosse grande, e disse: ‘Quero trabalhar para si!’”, contou Taylor, citada pela empresa.

A oportunidade chegou em 1986, quando foi selecionada de entre um grupo de 200 candidatos para dar voz à Minnie, que há vários anos não tinha diálogos falados. Antes de entrar para a Disney, Taylor trabalhou para a Hanna-Barbera, a produtora responsável por desenhos animados como os Flintstones ou Scooby-Doo. Ao longo da sua vida, participou em várias séries animadas, como Kim Possible, e filmes, como as duas sequelas de Cinderela, em que fez de fada madrinha.

Wayne Allwine, a voz do Mouse, e Russi Taylor, a voz da Minnie, em 2008. Allwine morreu no ano seguinte, aos 62 anos (Créditos: Stephen Shugerman/Getty Images)

Em 1991, casou com Wayne Allwine, ator que deu voz ao rato Mickey durante 32 anos, desde 1977 até à data da sua morte, em 2009. Em comunicado, a Disney descreveu-os como “inseparáveis”, tal como os seus “equivalentes animados”. Taylor, nomeada “Lenda da Disney” em 2008, esperava que quem sucedesse a si e ao seu marido “gostasse tanto das personagens como nós”.

Bob Iger, CEO da Walt Disney, disse que, com a morte de Russi Taylor, “Minnie perdeu a sua voz”. “Durante 30 anos, a Minnie e a Russi trabalharam juntas para entreter milhões de pessoas no mundo inteiro, numa parceria que tornou a Minnie num ícone global e Russi uma Lenda da Disney adorada por fãs em toda a parte. Estamos muito gratos pelo seu talento pelo seu espírito tremendo e grande alegria que ela trazia para tudo o que ela fazia”, afirmou. Mas Taylor nunca quis ser famosa, como admitiu um dia. “As personagens que interpreto são famosas, e está bem assim para mim.”