Histórico de atualizações
  • Este liveblog fica por aqui. Se quiser acompanhar as notícias relacionadas com a Covid-19 desta quarta-feira, pode fazê-lo aqui.

    China com maior número de casos dos últimos três meses

  • Campanha #MedSafetyWeek alerta para importância de notificar suspeitas de reações às vacinas

    O propósito é ajudar “a identificar novas reações e a obter mais informações sobre os efeitos conhecidos”, encorajando os profissionais de saúde e os cidadãos a ficarem vigilantes.

    Campanha #MedSafetyWeek alerta para importância de notificar suspeitas de reações às vacinas

  • Empresas obrigadas a pagar despesas adicionais com teletrabalho

    Estas despesas incluem os acréscimos de custos de energia e da rede instalada no local de trabalho em condições de velocidade compatível com as necessidades de comunicação de serviço.

    Empresas obrigadas a pagar despesas adicionais com teletrabalho

  • Mais de 4.000 doentes com cancro ficaram por diagnosticar no último ano

    Para analisar o impacto da pandemia Covid-19 na prestação de cuidados de saúde em Portugal, foram comparados os dados disponíveis referentes ao ano de 2019, 2020 e 2021.

    Mais de 4.000 doentes com cancro ficaram por diagnosticar no último ano

  • Brasil volta a registar mais de 100 mortes em 24 horas

    O Brasil registou 149 óbitos devido à Covid-19 nas últimas 24 horas, um dia depois de ter contabilizado o menor número de mortes desde abril de 2020, com 98 vítimas mortais, adiantou esta terça-feira o Ministério da Saúde brasileiro.

    De acordo com o boletim epidemiológico do governo, o país sul-americano assinalou mais 6.431 novos casos de infeção pelo novo coronavírus entre segunda-feira e esta terça-feira, perfazendo um total de 21.821.124 casos positivos e 608.071 mortes.

    Segundo o Ministério da Saúde, mais de 155 brasileiros receberam a primeira dose da vacina contra o vírus SARS-COV-2 e 120,8 milhões completaram o esquema de vacinação.

    Todavia, os números divulgados são parciais, uma vez que o estado de Mato Grosso não tem conseguido atualizar os dados desde sexta-feira, quando o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) os recebeu pela última vez.

  • Guiné-Bissau regista mais três novos casos na segunda-feira

    A Guiné-Bissau registou mais três novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo dados esta terça-feira divulgados pelo Alto Comissariado para a Covid-19.

    Segundo os dados, na segunda-feira, foram registados mais três novos casos para um total acumulado de 6.137 e realizados 138 testes.

    Mais 23 pessoas foram dadas como recuperadas da doença para um total acumulado de 5.611 e há 379 casos ativos no país.

    Os dados indicam que 12 pessoas estão internadas devido à doença.

  • Deputados aprovam alargamento do teletrabalho a pais com filhos até 8 anos

    O Código do Trabalho prevê o direito ao teletrabalho para trabalhadores com filhos até aos três anos, quando compatível com a atividade desempenhada e a entidade empregadora disponha de recursos.

    Deputados aprovam alargamento do teletrabalho a pais com filhos até 8 anos

  • São Tomé e Príncipe com recorde de 327 recuperações em 24 horas

    São Tomé e Príncipe registou o recorde de 327 recuperações e um caso do novo coronavírus nas últimas 24 horas, reduzindo o número de casos oficialmente ativos de Covid-19 para 38.

    De acordo com o boletim divulgado pelo Ministério da Saúde de São Tomé e Príncipe, o país não registou qualquer morte nas últimas 24 horas.

    O documento revela que o único caso registado nas últimas 24 horas foi na ilha de São Tomé onde também registou-se o recorde diário de 327 recuperações.

  • Mais 23.154 pessoas com vacinação completa na última semana

    Já são 8.885.782 os portugueses com o esquema vacinal contra a Covid-19 completo.

    Desde o último relatório são mais 23.154 portugueses com a vacinação completa, de acordo com o relatório de vacinação divulgado semanalmente pela DGS. No que diz respeito às primeiras doses, também há mais 15.219 pessoas que iniciaram o esquema vacinal na última semana.

    Percentualmente, no que diz respeito às primeiras doses as faixas etárias dos 12 aos 17 anos passa aos 90% de cobertura (era de 89%), a dos 18 aos 24 anos aos 93% (era de 92%).

    Já a vacinação completa, esta semana, aumenta apenas um ponto percentual na cobertura na faixa etária dos 25 aos 49 anos para os 94%.

  • Madeira com 51 novos casos e 211 ativos nas últimas 24 horas

    A Madeira registou 51 novos casos de infeção por SARS-CoV-2 e 18 recuperações nas últimas 24 horas, contabilizando agora 211 casos ativos, anunciou esta terça-feira a Direção Regional da Saúde (DRS).

    Dos 51 novos casos, cinco são importados e os restantes são de transmissão local, informa o boletim epidemiológico, acrescentando que há esta terça-feira mais 18 doentes recuperados.

    Relativamente ao isolamento dos casos ativos, 15 pessoas estão hospitalizadas no Hospital Dr. Nélio Mendonça, uma delas em cuidados intensivos, e 20 doentes cumprem isolamento numa unidade hoteleira dedicada, permanecendo os restantes em alojamento próprio, refere a DRS.

    Estão também a ser acompanhados 267 contactos de casos positivos pelas autoridades de saúde da região e 34.499 viajantes com recurso à aplicação “Madeira Safe”.

  • Primeiro mês da última fase do desconfinamento com menos infeções e mortes por Covid-19

    Foram registadas 31.386 infeções por Covid-19, número que baixou para as 21.372 no total de outubro. A mesma tendência verificou-se no número de óbitos, que desceu dos 232 em setembro para os 182.

    Primeiro mês da última fase do desconfinamento com menos infeções e mortes por Covid-19

  • Países Baixos vão impor restrições para travar subida de infeções por Covid-19

    Os Países Baixos vão voltar a impor restrições à população devido à recente subida de casos de infeção pela Covid-19, de acordo com o ministro da saúde Hugo de Jonge:

    “Não podemos evitar tomar novas medidas. O número de pacientes com Covid-19 nos hospitais está a subir rapidamente”, disse o responsável.

    O número de casos do novo coronavírus está a subir há um mês, e atingiu o valor na semana passada, o valor mais alto desde julho, segundo a agência Reuters. 84% da população adulta do país está totalmente vacinada contra a Covid-19.

  • Espanha regista 5.820 novos casos e 55 mortes desde sexta-feira

    A Espanha registou 5.820 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 desde sexta-feira, tendo o Ministério da Saúde espanhol também notificado mais 55 mortes atribuídas à doença Covid-19 durante este período de três dias.

    A incidência acumulada de contágios baixou ligeiramente, tendo passado de 49,9 casos (sexta-feira) para 49,0 casos (hoje) por cada 100.000 habitantes diagnosticados nos últimos 14 dias.

    Nas últimas 24 horas, deram entrada nos hospitais de todo o país 185 pessoas com Covid-19 e o número de doentes hospitalizados subiu para 1.740 (eram 1.640 na sexta-feira), o que corresponde a 1,42% das camas ocupadas.

    Destes, 405 estão em unidades de cuidados intensivos (413 na sexta-feira), ocupando 4,44% das camas desses serviços.

    O diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias, Fernando Simón, assegurou esta terça-feira que a transmissibilidade da Covid-19 diminuiu em Espanha graças à vacinação e que não vê necessidade de administrar uma terceira dose “em geral”, sendo preferível doar a vacina a outros países que precisem mais dela.

  • Canadá doou cerca de meio milhão de vacinas da AstraZeneca a Angola

    O Governo do Canadá doou esta terça-feira cerca de meio milhão de doses de vacinas da AstraZeneca ao Governo angolano, no âmbito da iniciativa Covax, cujo lote foi entregue esta terça-feira no aeroporto internacional 4 de Fevereiro, em Luanda.

    O lote composto por 456.000 doses foi entregue formalmente à ministra da Saúde de Angola, Sílvia Lutucuta, pelo cônsul honorário do Canadá em Angola, Allan Cain.

    Em declarações aos jornalistas, Sílvia Lutucuta disse que o novo lote de vacinas vai reforçar o programa nacional de vacinação em curso em Angola e que as mesmas começarão a ser distribuídas pelo país nesta quarta-feira.

    Angola, que espera imunizar 60% da população elegível até dezembro, deve receber igualmente nos próximos dias mais sete milhões de doses da vacina da Sinopharm e um lote de mais de cinco milhões de doses da Johnson & Johnson de forma gradual.

  • África com mais 119 mortes e 3.232 novos casos em 24 horas

    África registou 119 mortes associadas à Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 218.590 o total de óbitos desde o início da pandemia, e 3.232 novos contágios, de acordo com os dados oficiais mais recentes.

    Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o total acumulado de casos de infeção no continente desde o início da pandemia é agora de 8.502.091 e o de recuperados da doença é de 7.904.168, mais 5.423 nas últimas 24 horas.

  • Angola regista 29 novas infeções e 47 recuperações em 24 horas

    Angola registou 29 novos casos de Covid-19 e 47 pessoas recuperaram da doença, nas últimas 24 horas, período em que não foi reportado nenhum óbito, anunciou esta terça-feira a direção nacional de Saúde Pública angolana.

    Segundo o boletim epidemiológico da entidade sanitária, Luanda reportou o maior número de novos casos, com 23, seguido pelas províncias do Cunene (dois), Huíla (dois) e Benguela e Moxico com um caso cada.

    Os laboratórios de Angola processaram nesse período 2.199 amostras por RT-PCR com uma taxa diária de positividade de 1,3%. O cumulativo aponta para 1.119.673 amostras processadas com uma taxa de positividade de 5,8%.

  • Trabalhadores australianos despedidos por não tomarem vacina contra a Covid procuram emprego no Facebook e Telegram

    Vários australianos que foram despedidos por não aceitar tomar a vacina contra a Covid-19 recorrem a grupos do Facebook e Telegram para procurar emprego em locais de trabalho que não exigem vacinação, segundo o The Guardian.

    A medida do Governo australiano que obriga funcionários da área da saúde, professores, polícias e membros de outras classes profissionais a vacinar-se contra o novo coronavírus para manter o seu trabalho levou milhares de cidadãos ao desemprego.

  • Câmara de Lisboa prolonga plano de testagem gratuita até ao final do ano

    O plano de testagem gratuita e ilimitada à Covid-19 em Lisboa foi prolongado até ao final do ano, anunciou esta terça-feira a Câmara Municipal, lembrando que o programa é aberto a toda a população, seja ou não residente na capital.

    “O plano municipal de testagem, previsto até final de outubro, foi prolongado pelo novo executivo até final do ano”, lê-se no site da Câmara de Lisboa, agora presidida pelo social-democrata Carlos Moedas.

    O programa de testagem à Covid-19 em Lisboa foi implementado pelo anterior executivo municipal, sob a presidência do socialista Fernando Medina, que falhou a reeleição ao cargo nas autárquicas de 26 de setembro.

    “A Câmara Municipal de Lisboa disponibiliza um sistema de testagem em massa, que permite monitorizar o desconfinamento gradual, acautelando a transmissão do vírus na comunidade e diminuindo os contágios”, referiu a autarquia.

    Os testes à Covid-19 são gratuitos e ilimitados, para residentes e não residentes, e podem ser realizados na rede de farmácias aderentes ou em postos fixos em vários pontos da cidade e mercados, em parceria com o Ministério da Saúde, a Unilabs, a Associação Nacional de Farmácias e a Câmara Municipal de Lisboa.

  • Politécnico de Castelo Branco avalia imunidade da população da Beira Baixa

    O Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) vai iniciar a recolha de amostras para o projeto “Beira Baixa CO(m)VID(a)”, cujo objetivo é avaliar a imunidade da população local ao coronavírus SARS-CoV-2.

    Em comunicado enviado esta terça-feira à agência Lusa, o IPCB refere que a recolha de amostras vai ser feita pela Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias (ESALD) e “tem como objetivo avaliar a imunidade da população da Beira Baixa ao SARS-CoV-2”.

    “Com uma duração prevista de 30 meses, o trabalho tem como objetivo desenvolver um estudo epidemiológico que caracterize a população das zonas rurais do distrito de Castelo Branco, estando prevista a realização de uma avaliação proporcional ao número de habitantes em todos os concelhos e freguesias, por forma a atingir uma amostragem de 8.000 indivíduos”, lê-se na nota.

  • Nagelsmann recupera do novo coronavírus e estará no banco do Bayern Munique

    O treinador alemão Julian Nagelsmann estará já esta terça-feira no banco de suplentes no jogo entre o Bayern Munique e o Benfica, da quarta jornada do grupo E da Liga dos Campeões de futebol, informou o clube germânico.

    Bem-vindo de volta técnico. Julian Nagelsmann estará no banco”, refere o Bayern Munique no sítio oficial na internet, adiantando que o treinador alemão ultrapassou a infeção pelo novo coronavírus, que o afastou do jogo no Estádio da Luz, a 20 de outubro.

    Julian Nagelsmann chegou a viajar para Lisboa, mas falhou o jogo da terceira jornada da Champions, em que o Bayern Munique goleou as águias por 4-0, e um dia depois o clube revelou que o treinador tinha tido um teste com resultado positivo ao novo coronavírus.

    A situação fez com que o treinador, de 34 anos, falhasse também os triunfos do Bayern para o campeonato alemão.

1 de 2