Histórico de atualizações
  • Este liveblog fica por aqui.

    Para acompanhar as notícias desta segunda-feira sobre a pandemia de Covid-19 consulte este liveblog.

    Covid-19. Restrições de mobilidade em Madrid começam hoje

  • Evo Morales promete vacinas gratuitas caso o candidato do seu partido ganhe as próximas eleições

    Evo Morales, ex-presidente da Bolívia, prometeu este domingo vacinas gratuitas contra a Covid-19 aos 11 milhões de habitantes do país caso o candidato do seu partido, o Movimento para o Socialismo, ganhe as próximas eleições gerais, marcadas para o próximo dia 18 de outubro.

  • Brasil regista mais de 16 mil infeções e 363 mortes

    O Brasil registou mais 16.389 novos casos só nas últimas 24 horas, um dia depois de ter chegado aos 4,5 milhões de infetados. O país contabiliza agora mais 363 mortes.

    Os dados em causa não têm em conta os seguintes estados: Tocantins, Amapá e Roraima, dado que as autoridades locais não reportam a informação mais atualizada ao domingo.

    Desde o início da pandemia, quase 137 mil pessoas morreram. É o país mais afetado no mundo, considerando as mortes por Covid-19, a seguir aos Estados Unidos da América.

  • Líbano soma mais de 1.000 infeções nas últimas 24 horas

    O Líbano registou 1.006 novas infeções nas últimas 24 horas, além de 11 mortes. Os dados mais recentes elevam os números do país para 29.303 casos e 297 mortes desde fevereiro último. Os casos aumentaram após a grande explosão que ocorreu no porto de Beirute a 4 de agosto, a qual vitimou mais de 190 pessoas.

  • Cabo Verde com mais 71 infetados e um óbito em 24 horas

    Cabo Verde diagnosticou mais 71 infetados pelo novo coronavírus e um óbito nas últimas 24 horas, elevando o total acumulado a 5.257 casos e 51 mortos devido à doença desde 19 de março, divulgou hoje o Ministério da Saúde.

    Em comunicado, o ministério referiu que os laboratórios de virologia do arquipélago processaram 474 amostras desde sábado e 57 deram resultado positivo para o novo coronavírus no concelho da Praia, capital do país.

    Ainda na ilha de Santiago, principal foco da doença no país, foram registados casos positivos de covid-19 nos concelhos de Santa Catarina (02), São Miguel (02) e São Domingos (01).

    Foram igualmente diagnosticados casos da doença nas ilhas de São Vicente (03), Sal (03), Fogo (02) e Santo Antão (01).

    No concelho de Santa Catarina, ilha de Santiago, registou-se uma morte por complicações associadas à covid-19. Em seis meses já morreram em Cabo Verde 51 pessoas devido à doença.

    Nas últimas 24 horas foram ainda dados como recuperados da doença 18 casos, em todo o arquipélago.

  • Angola com mais cinco mortos e aproxima-se dos 4.000 infetados

    As autoridades angolanas anunciaram hoje mais 90 casos de covid-19 e cinco mortes, com o total de infetados a aproximar-se dos 4.000.

    Entre os novos casos, dois são de Cabinda e 88 de Luanda e as idades dos pacientes variam entre 3 e 89 anos, sendo 47 pessoas do sexo masculino e 43 feminino, detalhou o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

    Dois homens e três mulheres, sendo quatro angolanos e um eritreu, de 36, 45, 48, 58 e 79 anos morreram devido à doença, todos de Luanda.

    Angola soma 3.991 casos de covid-19, dos quais 152 óbitos e 2.394 doentes na fase ativa, com um em estado crítico e 11 em estado grave, estando os restantes recuperados.

    Os laboratórios processaram 1.493 amostras, num acumulado de 74.639 até à data, acrescentou Franco Mufinda.

  • Moçambique anuncia mais duas mortes e 234 novas infeções

    Moçambique anunciou mais duas mortes pelo novo coronavírus, elevando o total de mortos para 43, registando ainda 234 novas infeções, anunciou o Ministério da Saúde.

    As vítimas mortais são duas mulheres moçambicanas, de 60 e 81 anos, que estiveram internadas em unidades hospitalares da cidade de Maputo, onde o seu estado clínico se agravou até morrerem no sábado.

    Ainda segundo a atualização de dados de hoje, Moçambique passou a ter um total acumulado de 6.771 casos, dos quais 6.486 casos são de transmissão local e 285 são importados.

    À semelhança de dias anteriores, das 234 novas infeções de hoje, a cidade de Maputo registou o maior número de casos (104), correspondendo a 44% do total diário.

    As autoridades de saúde anunciaram ainda mais duas pessoas recuperadas, elevando o total para 3.622 (53,5%), enquanto 37 pessoas estão internadas em centros de isolamento e padecem também de “patologias crónicas diversas, associadas à covid-19”.

    Desde o anúncio do primeiro caso, a 22 de março, o país testou cumulativamente 124.785 casos suspeitos.

  • Aulas do 1.º ciclo em escola de Lisboa suspensas “nos próximos dias”

    As aulas do 1.º ciclo na escola pública das Laranjeiras, em Lisboa, foram suspensas, devido à falta de funcionários em número suficiente, já que um destes testou positivo para a Covid-19.

    De acordo com o Agrupamento de Escolas das Laranjeiras, numa nota enviada ao final da tarde aos encarregados de educação dos alunos da Escola Básica1/Jardim de Infância (EB1/JI) das Laranjeiras, a que a Lusa teve acesso, “o 1.º ciclo da EB1/JI das Laranjeiras não vai poder abrir nos próximos dias”.

    “Esta situação deve-se ao facto de não haver assistentes operacionais (AO) em número suficiente, uma vez que uma AO testou positivo à covid-19 e em sequência outras três vão ser testadas e ficar em isolamento”, lê-se na nota.

    Segundo o agrupamento, “a situação vai sendo avaliada dia a dia”. “Assim que tenhamos AO em número suficiente para abrir a escola, informá-lo-emos”, garante o agrupamento.

    Além de as aulas do 1.º ciclo ficarem suspensas, também “o serviço de CAF [Componente de Apoio à Família] para o 1º ciclo não vai poder funcionar”.

    A escola explica aos encarregados de educação que, após ter sido informada do resultado do teste e ter comunicado com a delegada de saúde do Centro de Saúde Sete Rios, que decretou que “os contactos do caso positivo (3 colegas de trabalho da assistente operacional), classificados como de alto risco, deverão ficar em isolamento profilático durante 14 dias desde a última exposição”, foi contactada a Câmara Municipal de Lisboa para pedir a “colocação/deslocação de algumas AO para a escola”.

    A autarquia informou o agrupamento que “não tem AO que possa deslocar para colmatar a situação”.

    As aulas dos alunos do 1.º ciclo da EB1/JI das Laranjeiras começaram na quinta-feira.

  • Mais 10.569 novos casos e 12 mortos em França

    Morreram mais 12 pessoas com o novo coronavírus em França nas últimas 24 horas. Segundo o Ministério da Saúde daquele país, houve mais 10.569 novos casos, menos do que no dia anterior. No sábado, registaram-se 13.498 infeções e 26 óbitos.

    Ao todo, França já contabilizou 453.763 casos de Covid-19 e 31.585 mortes.

  • Covid-19: PCP propõe lei para apoio direto a trabalhadores da Cultura

    O PCP entregou um projeto de lei na Assembleia da República que prevê três modalidades de apoio direto aos trabalhadores e de emergência a entidades do setor da Cultura, foi este domingo anunciado.

    Covid-19: PCP propõe lei para apoio direto a trabalhadores da Cultura

    Leia o artigo na íntegra aqui.

  • EUA ultrapassam fasquia de 1 milhão de testes diários

    Os Estados Unidos da América realizaram mais de um milhão de testes de diagnóstico num só dia, ainda que especialistas assegurem que são precisos 6 a 10 milhões de testes diários de maneira a controlar a pandemia.

    Este sábado, 19 de setembro, foram efetuados 1.061.411 milhões de testes, de acordo com o COVID Tracking Project, citado pela Reuters.

    O recorde surge numa altura em que se assistiu à redução do número de testes em semanas anteriores. O novo coronavírus já matou quase 200.000 americanos e infetou, ao todo, mais de 6.7 milhões de pessoas só naquele país, o mais afetado no mundo.

  • Coronavírus encontrado em embalagens de lulas importadas na China

    As autoridades da província de Jilin, no nordeste da China, encontraram vestígios do novo coronavírus em embalagens de lulas importadas.

    De acordo com a Reuters, as autoridades estão agora a solicitar que todas as pessoas que compraram e comeram as respetivas lulas façam o teste de despiste. Uma das embalagens intercetadas veio da Rússia.

    A alfândega chinesa disse na sexta-feira que vai suspender as importações de empresas durante uma semana caso os respetivos produtos alimentares congelados testem positivo para a Covid-19 — suspensão essa que pode estender-se até um mês se os produtos testarem três vezes (ou mais) positivos.

    A Organização Mundial da Saúde continua a dizer que não existem evidências de que a Covid-19 se espalhe através de alimentos ou embalagens.

  • Maior cidade de Myanmar em confinamento a partir de segunda-feira

    A maior cidade de Myanmar, Rangum, vai estar em confinamento já a partir de segunda-feira, depois de no domingo o país ter registado um número recorde de infeções diárias.

    Myanmar contabiliza este domingo 671 novos casos, num total de 5.541 infeções e 92 mortes. A maior parte dos casos mais recentes diz respeito à cidade de Rangum.

    Segundo o The Guardian, o confinamento vai obrigar ao teletrabalho, sendo que as escolas já se encontram fechadas.

  • Itália: 1.587 novos casos e 15 mortes. País regista ligeiro decréscimo face a dia anterior

    A Itália soma mais 1.587 novos casos e 15 mortes. O boletim deste domingo, 20 de setembro, mostra um ligeiro decréscimo face aos números de ontem, dia em que se contabilizaram 1.638 infeções. Desde o início da pandemia, o país acumula 298.156 casos.

    Ao todo, já morreram 35.707 pessoas na sequência da pandemia. Este domingo são contabilizadas 15 mortes, sendo que no sábado foram 24.

    O Corriere della Sera acrescenta que no boletim de hoje não constam os dados da região italiana de Abruzzo.

  • Reino Unido: 3.899 novas infeções e 18 mortes

    Nas últimas 24 horas, de acordo com dados oficiais, o Reino Unido registou mais 3.899 novas infeções por Covid-19: apesar do número elevado, assiste-se a um decréscimo face ao dia anterior (4.422 infeções). O número total de casos é agora de 394.257.

    Mais 18 pessoas morreram, elevando o total de mortes para 41.777. No sábado registaram-se 27 óbitos.

    Também no sábado assistiu-se ao maior total diário desde o dia 8 de maio.

  • Feira Ibérica de Teatro adiada para 2021 no Fundão

    A segunda edição da Feira Ibérica de Teatro, prevista para outubro no Fundão, distrito de Castelo Branco, foi adiada para o verão de 2021 devido às circunstâncias relacionadas com a pandemia de covid-19, anunciaram hoje os promotores.

    “Considerando que as circunstâncias provocadas pela pandemia covid-19 não permitem a realização da II Feira Ibérica de Teatro do Fundão nas condições que desejaríamos, em registo de qualidade e segurança, assumimos esta decisão tão dolorosa mas, ao mesmo tempo, absolutamente consciente e responsável face aos tempos difíceis que atravessamos”, refere a comissão executiva do evento, em comunicado enviado à agência Lusa.

    O texto, assinado pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Fernandes e por José Alexandre Barata, presidente da direção da ESTE – Estação Teatral do Fundão, refere ainda que, “apesar dos esforços realizados” e da “vontade férrea” em realizar a iniciativa cultural nas datas em que estava agendada, foi decidido “face à análise de contexto e para segurança de todos, adiar a sua realização para o próximo ano, esperando e desejando que seja de maior tranquilidade para as nossas comunidades e em especial para a área das artes do espetáculo”.

    A II Feira Ibérica de Teatro do Fundão estava prevista para junho, foi primeiro adiada para o período entre 7 e 10 de outubro e agora novamente adiada, desta vez para 2021, entre os dias 30 de junho e 3 de julho.

  • Número de infeções baixa para 552 novos casos, mas não havia tantas mortes desde julho

    A 9 de julho registaram-se 13 óbitos. Desde aí que Lisboa e Vale do Tejo não tinha tantas mortes. Dos 552 novos casos de Covid-19, quase metade foram no Norte. Há mais 14 pessoas internadas.

    Leia mais aqui:

    Número de infeções baixa para 552 novos casos, mas não havia tantas mortes desde julho

  • Jantar de gala da Maçonaria junta 200 pessoas na Penha Longa, em Sintra

    Durante o dia os homens estiveram sozinhos em Sintra, e só à noite se juntaram as mulheres, que tiveram direito a uma noite especial – afinal, o jantar também era em sua honra.

    Leia mais aqui:

    Jantar de gala da Maçonaria junta 200 pessoas na Penha Longa, em Sintra

  • Das 13 mortes, 10 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo

    Além de 273 novos casos na região do Norte nas últimas 24 horas, em Lisboa e Vale do Tejo registaram-se mais 179 casos, na região Centro mais 29 casos, no Alentejo mais 35 e no Algarve 33. A Madeira contabilizou mais um caso e os Açores mais dois — ontem e sexta-feira não se tinham contabilizado novas infeções.

    Dos 13 óbitos, 10 foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo e 3 no Norte — ontem contabilizaram-se cinco mortes. As vítimas mortais são três homens e seis mulheres com mais de 80 anos e um homem e uma mulher com idades entre os 70 e os 79 anos.

  • Mais 14 pessoas internadas nas últimas 24 horas

    De acordo com o boletim deste domingo, há 511 pessoas internadas devido à Covid-19 em Portugal, mais 14 casos do que ontem. Destes casos de internamento, há 63 em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), menos um caso relativamente a este sábado.

    45.596 pessoas recuperaram da Covid-19 desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, registaram-se mais 192 casos de recuperação — ontem contabilizaram-se 351 pessoas recuperadas.

    Há ainda menos 26 contactos em vigilância nas últimas 24 horas.

1 de 2