Momentos-chave
Histórico de atualizações
  • Para o Observador é também um Sayonara a estes liveblogs diários com que acompanhámos em permanência, ao longo de 24 horas, todos os dias dos Jogos Olímpicos, que duram desde o dia 23 de julho. Obrigada por nos ter acompanhado. E até Paris.

  • Sayonara Tóquio, bonjour Paris, obrigado atletas – pelo que fizeram, pelo que vão fazer e pelo que aguentaram da cerimónia de encerramento

    A chama olímpica apagou-se 2h15 depois, a chama da cerimónia de encerramento estava há muito apagada e sobravam poucos atletas além do Japão. Agora é hora de recuperar. Tóquio passou, Paris é já ali.

    Sayonara Tóquio, bonjour Paris, obrigado atletas – pelo que fizeram, pelo que vão fazer e pelo que aguentaram da cerimónia de encerramento

  • O adeus, com o fogo de artifício da praxe.

    https://twitter.com/Olympics/status/1424363836484816900

  • Apaga-se a chama olímpica em Tóquio. É o fim dos Jogos Olímpicos de 2020

    Sete crianças e uma adultoa apresentam uma performance de agradecimento em cima do palco, com os olhos postos na chama olímpica. A pira fecha-se e apaga-se a chama olímpica em Tóquio. É o fim dos Jogos Olímpicos de 2020.

    “Arigato” (obrigado em português) é a palavra que se pode ler no estádio olímpico de Tóquio.

  • No palco das estrelas, termina-se a olhar para o céu

    No final da cerimónia de encerramento de Tóquio 2o20, olha-se para as estrelas através de um telescópio em cima do palco. E há lá palco com mais estrelas do que os Jogos Olímpicos.

  • Thomas Bach encerra os Jogos Olímpicos

    Thomas Bach, presidente do Comité Olímpico Internacional, declarou encerrados os Jogos da XXXII Olimpíada e pediu aos jovens que se preparem para Paris 2024. Desta vez são apenas três anos e não quatro, como é habitual.

  • Jogos Olímpicos de Tóquio foram os jogos "da esperança, da solidariedade e da paz"

    Thomas Bach, presidente do Comité Olímpico Internacional, elogiou a prestação dos atletas, das lágrimas aos sorrisos. “Inspiraram-nos com o poder unificador do desporto e isso é de salientar devido aos desafios que tiveram de enfrentar devido à pandemia e ofereceram ao mundo o mais precioso dos presentes: esperança”, afirmou.

    Os Jogos Olímpicos trouxeram “paz” e “fé no futuro”, foram os jogos da “esperança, da solidariedade e da paz”, disse Thomas Bach.

    “Em nome de todos os atletas dizemos: obrigado, Tóquio, obrigado, Japão”, agradeceu, ao não esquecer os voluntários e o trabalho que foi feito durante toda a organização.

    O presidente do Comité Olímpico Internacional deixou ainda um agradecimento muito especial ao comité organizador por não terem desistido de um evento em tempo de pandemia. Foi uma “desafiante viagem”.

  • "Atletas fizeram face a uma situação inimaginável e mostraram que são verdadeiros atletas olímpicos"

    Seiko Hashimoto, presidente do comité organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, recorda que este evento decorreu durante uma pandemia e agradeceu a todos os que apoiaram e contribuíram para estes JO.

    “Os Jogos Olímpicos de Tóquio são a prova de toda a vossa energia e amor pelo desporto. Os atletas fizeram face a uma situação inimaginável e mostraram que são verdadeiros atletas olímpicos”, disse, frisando que por cada vitória há uma “cruel derrota” para outro atleta.

  • Na cerimónia de Tóquio, Paris esteve em direto (nem Macron faltou)

    Em Tóquio foram transmitidas imagens de França, com vários atletas olímpicos em frente à Torre Eiffel e com uma enorme multidão a dar as boas-vindas aos Jogos Olímpicos. Nas imagens viu-se ainda Emmanuel Macron, presidente francês.

    É a primeira vez que numa cerimónia de encerramento se vai em direto até à próxima cidade dos Jogos Olímpicos. E em festa. Paris estava ao rubro, com aviões a deixar no ar as cores da bandeira francesa, com os atletas num palco e rodeados de centenas de pessoas.

  • Bandeira olímpica já foi entregue e ouve-se A Marselhesa em Tóquio

    Está a ser passado o testemunho. A bandeira olímpica é entregue a Thomas Bach, presidente do comité olímpico, que, por sua vez, a dá a Rachida Dati, presidente da Câmara de Paris, local onde se vão realizar os próximos Jogos Olímpicos, daqui a três anos.

    Depois da bandeira estar nas mãos dos próximos realizadores dos JO, ouve-se A Marselhesa, o hino francês.

    A acompanhar o hino estão a ser transmitidas imagens de uma orquestra em vários locais icónicos da capital francesa. Ao mesmo tempo, iça-se a bandeira de França ao lado da olímpica, da japonesa e da grega.

  • Depois de a música tradicional japonesa ter tomado conta da cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos, ouve-se o hino olímpico em Tóquio pela voz do soprano masculino Tomotaka Okamoto.

  • Um obrigado especial dos Jogos Olímpicos a todos os voluntários que ajudaram a tornar esta edição de Tóquio possível. Seis deles subiram ao palco para receber um ramo de flores em representação de todos os que fizeram parte da realização deste evento.

  • Algumas imagens da festa no relvado do Estádio Olímpico.

  • Estão entregues as últimas medalhas destes Jogos Olímpicos

    Na cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos ouve-se por duas vezes o hino do Quénia. Na maratona feminina houve duas atletas quenianas no pódio, Peres Jepchirchir conquistou o ouro, e os EUA arrecadaram o terceiro lugar. Já na maratona masculina também venceu o queniano Eliud Kipchoge, com Países Baixos e Bélgica no segundo e terceiro lugares.

  • Está a ser hasteada a bandeira da Grécia enquanto se ouve o hino do país onde se iniciaram os Jogos Olímpicos. Ao lado está a bandeira olímpica e a bandeira do Japão.

  • Uma visão do que é Tóquio dentro do estado olímpico

    A cerimónia continua com um momento maravilhoso de luzes pelo estádio, com fogo de artifício e que termina com os anéis olímpicos a serem projetados no centro do estádio (também com milhões de luzes).

    Ao som de Tokyo Ska Paradise Orchestra, o comité organizador quis trazer um pouco de Tóquio para dentro do estádio olímpico, tendo em conta que, devido à pandemia da Covid-19, as equipas que estiveram no Japão não tiveram a possibilidade conhecer a cultura e a cidade em que estiveram a competir.

  • EUA ocupam primeiro lugar do pódio dos países mais medalhados à frente da China

    Enquanto os atletas se vão juntando e festejando as presenças e as conquistas nestes Jogos Olímpicos, vamos a contas: os EUA conquistaram 113 medalhas nestes Jogos Olímpicos, com 39 de ouro, 41 de prata e 33 de bronze. Em segundo lugar ficou a China, com 38 medalhas de ouro, 32 de prata e 18 de bronze, totalizando 88 medalhas. O Comité Olímpico da Rússia arrecadou 71 medalhas, 20 de ouro, 28 de prata e 23 de bronze, o que lhe valeu o terceiro lugar.

    O anfitrião dos Jogos Olímpicos, o Japão, conseguiu ficar no pódio das medalha de ouro, ao conquistar 27 primeiros lugares do pódio.

  • Aos porta-estandartes juntam-se alguns atletas e membros de comitivas dos países presentes nestes Jogos Olímpicos. Os medalhados portugueses, à exceção de Pichardo, já não se encontram em Tóquio, pois regressaram a território nacional depois dos feitos conseguidos no Japão. O canoísta Emanuel Silva está no relvado com a bandeira portuguesa.

    Estão centenas de pessoas nos relvados, muitas bandeiras e muitos telemóveis a filmarem o momento histórico para qualquer atleta.

  • No balanço destes Jogos, os melhores de sempre em resultados para Portugal, o presidente do Comité Olímpico de Portugal deixou elogios aos atletas, mas também uma crítica especial: a Nélson Évora, por causa do bate boca com o medalha de ouro Pablo Pichardo.

    A análise à “guerra” Nelson Évora-Pichardo: “Ninguém está acima de Portugal, independentemente dos estados de alma que possa ter”

    O balanço de uma Missão cumprida. “Foram os melhores Jogos mas é importante não regressarmos ao que tínhamos”, diz José Manuel Constantino

  • Pedro Pichardo leva a bandeira portuguesa à despedida olímpica. Já estão a entrar os porta-estandartes

    Entram os porta-estandartes na cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A bandeira portuguesa é levantada por Pedro Pichardo, um dos medalhados lusos destes JO, o único que trouxe a medalha de ouro para Portugal. Aos pódios com a bandeira nacional juntaram-se Patrícia Mamona, Jorge Fonseca e Fernando Pimenta.

1 de 4