Histórico de atualizações
  • Bom dia! Obrigado por ter acompanhado este liveblog. Para ler as notícias referentes à pandemia desta quarta-feira, siga este link.

    Serviços públicos sem marcação prévia a partir de hoje

  • Madeira ainda não prevê vacinar menores de 12 anos

    “Neste momento não há ainda estudos científicos nem nenhum precedente sobre esta matéria”, referiu Miguel Albuquerque, ao sublinhar que não vai avançar, para já, com a vacinação de menores de 12 anos.

    Madeira ainda não prevê vacinar menores de 12 anos

  • Regras de isolamento mais flexíveis nas escolas, máscaras e rastreios continuam

    A duas semanas do início das aulas, a DGS reviu as normas e garante que vão ser mais flexíveis, uma vez que os contactos considerados de baixo risco ou que testem negativo devem regressar à escola.

    Regras de isolamento mais flexíveis nas escolas, máscaras e rastreios continuam

  • Madeira sinalizou 29 novos casos e 231 infetados ativos

    As autoridades da Madeira sinalizaram 29 novos casos de Covid-19 e mais 40 recuperados nas últimas 24 horas, registando 231 infetados ativos e três hospitalizados na região, informou hoje a Direção Regional da Saúde (DRS).

    Hoje, “há a reportar 29 novos casos de infeção por SARS-CoV-2 na Madeira, pelo que a região passa a contabilizar 11.284 casos confirmados de Covid-19” desde o início da pandemia, lê-se no boletim sobre a situação epidemiológica no arquipélago.

    No mesmo documento, a DRS indica que, destes novos casos, sete são importados, nomeadamente do Reino Unido (quatro) e de Lisboa e Vale do Tejo, França e Ilhas Canárias, com um infetado cada. Os restantes 22 são situações de transmissão local.

    A autoridade de saúde madeirense refere que estão diagnosticados hoje 231 casos ativos, sendo 55 importados e 176 de transmissão local.

  • Cabo Verde com 71 infetados e três mortes em 24 horas

    Cabo Verde registou mais 71 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, e três mortes, elevando para 35.354 o acumulado de casos desde março de 2020, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde.

    De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde, os laboratórios de virologia do arquipélago processaram 1.586 amostras desde segunda-feira, com uma taxa de positividade global de 4,5%.

    No concelho da Praia, capital e principal foco da pandemia de covid-19 no país, foram registados mais nove infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas (em 366 amostras, taxa de positividade de 2,5%), contando agora com 336 casos ativos. O concelho contabilizou ainda três mortes por complicações associadas à doença no mesmo período.

  • Rio de Janeiro adia para 15 de setembro exigência de certificado de vacinação

    A cidade brasileira do Rio de Janeiro adiou para 15 de setembro a entrada em vigor do certificado de vacinação contra a Covid-19 para permitir acesso a vários locais públicos, prevista para esta quarta-feira, anunciaram hoje fontes oficiais.

    A autarquia justificou o adiamento com instabilidade no ‘ConecteSUS’, uma nova aplicação do Ministério da Saúde que permite ao cidadão brasileiro visualizar ou guardar o seu certificado de imunização.

    “Em virtude da instabilidade do ‘ConecteSUS’ para retirada dos certificados de vacinação, a Prefeitura do Rio de Janeiro adia para o dia 15 de setembro o início da verificação da situação vacinal para entrada em estabelecimentos fechados”, indicou o município, num comunicado enviado à imprensa.

  • Mês termina com 69 mil infeções, quase mais 900% do que em agosto de 2020

    Apesar de grande maioria da população estar vacinada contra a Covid-19, sendo este o fator diferenciador, Portugal registou 69 mil casos de infeção no mês de agosto — mais 898% que no mês homólogo.

    Mês termina com 69 mil infeções, quase mais 900% do que em agosto de 2020

  • Angola com 213 novos casos e sete óbitos nas últimas 24 horas

    Angola registou 213 novas infeções pelo novo coronavírus, sete óbitos associados à Covid-19 e 99 recuperações, nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde pública hoje divulgado.

    Os casos confirmados foram reportados nas províncias de Luanda (101), Benguela (41), Huíla (34), Huambo (7), Cabinda (6), Lunda Sul (5), Zaire (5), Bié (4), Cuando Cubango (4), Moxico (4), Malanje (1) e Lunda Norte (1), sendo 120 do sexo masculino e 93 do sexo feminino, com idades entre dois meses e 85 anos.

  • Espanha com mais 7.767 casos e 194 mortes

    Espanha registou nas últimas 24 horas 7.767 novos casos de Covid-19 e 194 mortes, o segundo maior número desde o início da quinta vaga da pandemia no país, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

    Segundo o mais recente boletim publicado pelo ministério, a incidência acumulada a 14 dias desceu 8,4 pontos, para os 233,7 casos por cada 100.000 habitantes.

  • Vacinação de pessoas recuperadas antecipada

    A partir de amanhã, dia 1 de setembro, será possível a vacinação de todos os utentes recuperados após 90 dias da notificação do caso, anuncia a task force.

    Para tal basta que esses utentes se desloquem a qualquer centro de vacinação de Portugal continental à sua escolha, recorrendo à modalidade “Casa Aberta”.

    Até agora, os doentes recuperados tinham de esperar seis meses após o diagnóstico de Covid-19 antes de ser vacinados, mas esse intervalo foi, assim, reduzido para três meses.

  • São Tomé e Príncipe com 15 casos e três recuperações em 24 horas

    São Tomé e Príncipe registou mais 15 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e uma recuperação nas últimas 24 horas, elevando o total de infetados desde o início da pandemia para 2.608, anunciaram hoje as autoridades do país.

    De acordo com o boletim divulgado pelo Ministério da Saúde de São Tomé e Príncipe, o país não registou qualquer morte nas últimas 24 horas, mantendo-se este número nos 37.

  • Angola realiza sorteio para incentivar população a vacinar-se

    O governo angolano aprovou a realização de um sorteio nacional para incentivar à vacinação da população, uma vez que “a adesão não está a ser positiva”.

    Angola realiza sorteio para incentivar população a vacinar-se

  • Dados de testes da Covid-19 de 700 mil franceses divulgados na internet

    700 mil nomes, datas de nascimento, moradas, números de telefone e resultados de testes à Covid-19 foram tornados públicos devido a uma falha na transmissão às autoridades governamentais.

    Dados de testes da Covid-19 de 700 mil franceses divulgados na internet

  • Delta é a única variante em circulação em Portugal

    A variante Delta do vírus SARS-CoV-2 é a única em circulação em Portugal. É responsável por 100% das infeções em todas as regiões do país, anunciou o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge.

    Delta é a única variante em circulação em Portugal

  • Boletim. Número de novos recuperados é quase o dobro do número de novas infeções

    Nas últimas 24 horas houve mais 3.389 pessoas a recuperar da Covid-19, face às mais 1.908 que ficaram infetadas — o que significa que o número de novos recuperados é quase o dobro do número de novas infeções.

    Desde o início da pandemia, houve 1.037.927 pessoas a ficarem infetadas em Portugal. Dessas, 17.743 morreram e 976.097 recuperaram da doença — ficando a sobrar as 44.087 pessoas que ainda se encontram infetadas neste momento.

  • Boletim. Há quase dois meses que número de doentes em UCI não era tão baixo

    Nas últimas 24 horas houve 13 doentes a deixar os cuidados intensivos. Desde março que não havia tantas pessoas a deixar a UCI num único dia.

    Estão agora 136 pessoas internadas em cuidados intensivos. É preciso recuar quase dois meses, a 8 de julho, para encontrar um valor tão baixo como este.

  • Boletim. Casos ativos baixam e regressam a valores do início do mês

    Há 44.087 casos ativos em Portugal. São menos 1.494 do que no balanço anterior — já não havia descida tão elevada como esta há duas semanas. Além disso, desde 7 de agosto, data em que havia 44.018 casos ativos.

  • Boletim. Maior parte dos novos casos registados no Norte

    Das 1.908 novas infeções registadas nas últimas 24 horas, a maior parte ocorreram no Norte (744), o que faz subir para 399.633 o número total de casos desde o início da pandemia.

    Ainda assim, é Lisboa e Vale do Tejo que contabiliza o maior número de infeções desde sempre, com 402.852, embora esta terça-feira tenha registados menos novos casos do que no Norte: 619, face aos 744 do Norte.

    Segue-se o Centro com mais 292 novos casos, o Algarve com mais 141, o Alentejo com mais 82, a Madeira com mais 21 e os Açores com mais nove.

  • Boletim. Maioria das vítimas tinham mais de 70 anos. Houve uma morte nos Açores

    Das 13 vítimas mortais registadas nas últimas 24 horas, 11 tinha mais de 70 anos: sete delas eram mulheres com mais de 80 anos; três eram mulheres entre 70 a 79; e ainda um homem entre 70 a 79 anos.

    As restantes duas vítimas mortais estavam em faixa etárias inferiores: um homem com idade entre os 50 e os 59 e uma mulher entre os 60 e os 69.

    Dos 13 mortos relatados no boletim, sete foram declarados na região de Lisboa e Vale do Tejo, que totaliza assim 7.588 vítimas mortais desde o início da pandemia — é a região onde houve mais mortes. As restantes foram registadas no Algarve, onde morreram três pessoas, no Norte, onde morreram mais duas, e nos Açores, onde morreu uma.

  • Boletim. Internamentos descem: há 677 pessoas internadas, 136 em UCI

    Depois de uma subida registada no último balanço, o boletim da DGS desta terça-feira mostra que os internamentos desceram. Há agora 677 pessoas internadas — menos 28 do que ontem. Dessa, 136 estão em cuidados intensivos — menos 13 desde o último balanço.

1 de 2