Histórico de atualizações
  • Bom dia!

    Muito obrigada por nos ter acompanhado neste liveblog.

    Esta quinta-feira será aqui, neste link, que poderá aceder às principais notícias sobre a pandemia.

    Duas doses da vacina podem reduzir quase para metade hipótese de “Covid de longa duração”

  • Escolas são "bom exemplo" de como lidar com pandemia

    António Sales aponta as escolas como “um bom exemplo” na resposta à pandemia, uma vez que a taxa de positividade nas instituições de ensino é “muito baixa”.

    Escolas são “bom exemplo” de como lidar com pandemia

  • Angola com 237 novos casos e mais dez óbitos nas últimas 24 horas

    As autoridades sanitárias de Angola anunciaram hoje 237 novos casos confirmados, dez óbitos e 148 recuperados, nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde Pública.

    Os dados reportados distribuem os casos pelas províncias de Luanda (124), Namibe (32), Benguela (18), Huíla (17), Bié (14), Huambo (13), Zaire (6), Cabinda (4), Moxico (4), Cunene (2), Lunda Sul (2) e Uíje (1), com idades entre um mês e 101 anos, sendo 125 do sexo masculino e 112 feminino.

  • Cabo Verde com 152 infetados e uma morte em 24 horas

    Cabo Verde registou mais 152 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, e uma morte, elevando para 35.506 o acumulado de casos desde março de 2020, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde.

    De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde, os laboratórios de virologia do arquipélago processaram 1.566 amostras desde terça-feira, com uma taxa de positividade global de 9,7%.

  • Portugal entrega mais 200 mil doses de vacinas a Angola na quinta-feira

    Portugal vai entregar a Angola na quinta-feira mais 200.000 doses de vacinas da AstraZeneca, totalizando assim quatro lotes com 570.000 doses, anunciou hoje a embaixada de Portugal em Luanda

    O apoio de Portugal ao Plano Nacional de vacinação contra a Covid-19 de Angola iniciou-se em julho, tendo sido entregues outros três lotes de vacinas num total de 370.000 doses, a que se vão juntar mais 200.000 vacinas, acompanhadas do material necessário para a sua administração.

    As vacinas vão ser entregues pelo Encarregado de Negócios da Embaixada de Portugal em Angola, José Manuel Correia, à ministra angolana da Saúde, Sílvia Lutucuta, na quinta-feira às 21:30, no Aeroporto 4 de Fevereiro.

  • Madeira com 24 novos casos e 220 situações ativas sinalizadas

    A Madeira registou 24 novos casos de Covid-19 e mais 35 recuperados nas últimas 24 horas, num dia em que estão sinalizadas 220 situações ativas e cinco pessoas hospitalizadas na região, revelou a Direção Regional da Saúde (DRS).

    No boletim sobre a situação epidemiológica na Madeira pode ler-se que hoje “há a reportar 24 novos casos de infeção por SARS-CoV-2 na região, que passa a contabilizar 11.308 casos confirmados de Covid-19” desde o início da pandemia.

    A DRS indica que, destes novos casos diagnosticados, 22 são de transmissão local e apenas dois são importados,ambos da região Norte do país.

    No mesmo documento é referido que as autoridades de saúde da Madeira têm identificados 220 infetados ativos, dos quais 173 resultaram de transmissão local e 47 importados.

  • DGS recomenda terceira dose para doentes imunodeprimidos com mais de 16 anos

    A Direção-Geral da Saúde (DGS) passou a recomendar, para as pessoas com mais de 16 anos e em condições de imunossupressão, a administração de uma dose adicional de vacina contra a Covid-19.

    A norma atualizada esta quarta-feira, prevê a administração de uma dose de vacina de mRNA com um intervalo mínimo de 3 meses, após a última dose do esquema vacinal anteriormente realizado.

    Entre as pessoas elegíveis estão as que realizaram transplantes de órgãos sólidos; pessoas com infeção VIH com contagem de linfócitos T-CD4+ <200/μL; doentes oncológicos e pessoas com algumas doenças auto-imunes que tenham efetuado tratamentos.

  • ECDC só recomenda terceira dose da vacina para doentes imunodeprimidos

    O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças admite terceira dose de reforço da vacinação apenas para pacientes imunodeprimidos, uma vez que não há provas que seja necessário para todos.

    ECDC só admite terceira dose da vacina para doentes imunodeprimidos

  • Espanha regista 6.818 novos casos e 132 mortes nas últimas 24 horas

    A Espanha registou 6.818 novos casos de Covid-19 e 132 mortes nas últimas 24 horas, mantendo em queda a incidência acumulada em 14 dias por cada 100.000 habitantes, situando-se nos 221,7 casos, segundo dados do Ministério da Saúde.

    Estes valores elevam o total de infeções para 4.861.883 e o total de óbitos para 84.472, enquanto os novos contágios indicam um retrocesso na evolução da pandemia, com números idênticos aos de final de junho.

    Segundo as autoridades, a pressão nas unidades de cuidados intensivos dos hospitais está a diminuir lentamente (16,6% de ocupação), mas as comunidades da Catalunha e de Madrid permanecem acima da média, com 31,2% e 28,5%, respetivamente, destas camas hospitalares ocupadas por doentes Covid-19.

  • Mais de 7,5 milhões de pessoas com vacinação completa

    Mais de 7,5 milhões de portugueses já têm a vacinação completa contra a Covid-19 e cerca de 8,6 milhões já receberam pelo menos uma dose da vacina, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

    Segundo o relatório semanal da DGS sobre a vacinação que arrancou a 27 de dezembro de 2020, 73% da população portuguesa já concluíram o seu processo vacinal contra o vírus SARS-CoV-2 e 83% já foram inoculados com a primeira dose.

    Por faixas etárias, o maior crescimento em relação à semana anterior registou-se nos jovens entre os 12 e os 17 anos, estando agora vacinados com pelo menos uma dose 461.578 (74%), percentagem que baixa para os 07% no que se refere à vacinação completa.

  • LVT e Norte já administraram mais de 10 milhões de doses

    Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram administradas 5.107.054 de doses, sendo que 81% das pessoas têm pelo menos uma dose e 72% apresentam o esquema vacinal completo.

    Na região Norte também foram administradas mais de 5 milhões de doses (5.152.369, um ligeiro acréscimo face a LVT), com 86% das pessoas a ter a vacinação iniciada e 75% a vacinação completa.

    A região Centro já administrou 2.416.380 doses, onde 74% da população apresenta a vacinação completa. No Alentejo e no Algarve foram administradas cerca de 600 mil doses, respetivamente (nenhuma das regiões ultrapassou, por enquanto, a fasquia das 700 mil doses). Nos Açores e na Madeira, 72% e 74% das pessoas têm a vacinação completa.

    Na última semana foram atribuídas na região Norte 152.827 doses de vacinas contra a Covid-19, bem como 69.290 no Centro, 149.309 em Lisboa e Vale do Tejo, 17.481 no Alentejo, 18.820 no Algarve, 14.976 nos Açores e 7.3744 na Madeira.

  • 83% da população portuguesa com pelo menos uma dose e 73% com vacinação completa

    De acordo com o mais recente Relatório de Vacinação avançado pela Direção-Geral da Saúde, 83% dos portugueses (8.607.939) têm pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19, enquanto 73% da população (7.576.336 pessoas) apresenta a vacinação completa.

    As pessoas entre os 65 e os 79 anos e também acima dos 80 apresentam uma taxa de vacinação de 99%, tendo em conta aquelas que já receberam pelo menos uma dose, mas também as que apresentam o esquema vacinal completo.

    As percentagens também se mostram elevadas face à faixa etária dos 50 aos 64 anos, com 98% a terem uma dose e 96% a vacinação completa.

    Considerando as idades compreendidas entre os 12 e os 17 anos, 74% dos jovens já receberam pelo menos uma dose e apenas 7% apresentam a vacinação completa.

    Portugal já recebeu mais de 17 milhões de doses reportadas pelo Infarmed, sendo que foram distribuídas até ao momento pouco mais de 15 milhões de doses.

  • Mais dois mortos e 438 infetados em Moçambique

    Moçambique registou mais dois óbitos devido à Covid-19 e 438 infetados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

    As duas vítimas mortais, de nacionalidade moçambicana, tinham 61 e 70 anos e os óbitos foram declarados na terça-feira, referiu o ministério, em nota de atualização de dados sobre a pandemia.

    Segundo o documento, o país eleva o total acumulado de mortes para 1.866 e o de casos para 146.754, 91% dos quais recuperados da doença.

    Moçambique tem um total de 10.484 casos ativos e, destes, 121 estão internados.

  • "Podia estar a começar ensaios clínicos", em vez disso vacina portuguesa contra a Covid-19 está "congelada"

    A vacina da Immunethep, empresa portuguesa em Cantanhede, podia entrar este mês na fase de ensaios clínicos, no entanto não tem meios suficientes.

    Bruno Santos, diretor-geral da startup, admite que são precisos “20 milhões” de euros para fazer avançar a vacina, 20 milhões que ainda não chegaram à empresa.

    Aquela que seria a primeira vacina portuguesa contra a Covid-19 está “congelada”.

    Numa altura em que Portugal se aproxima de 85% da população vacinada, a Immunethep quer apostar em dois mercados: na venda de vacinas a “países em desenvolvimento” e a países que procurem “uma terceira dose, mais resistente contra novas variantes”.

    Ouça aqui a entrevista na íntegra a Bruno Santos, na Rádio Observador.

    “Podia estar a começar ensaios clínicos”, em vez disso vacina portuguesa contra a Covid-19 está “congelada”

  • Moçambique ultrapassa um milhão de vacinados

    Moçambique ultrapassou o cumulativo de um milhão de pessoas completamente vacinadas contra o novo coronavírus, o que corresponde a 6,3% da população com mais de 15 anos, anunciou hoje o Ministério da Saúde, em comunicado.

    Moçambique tem 1.076.968 pessoas completamente vacinadas”, declarou o ministério no documento.

    Segundo as autoridades de Saúde, o cumulativo de vacinados corresponde a 6,3% dos 17 milhões de pessoas, com mais de 15 anos, previstas imunizar até ao final de 2022, no âmbito do Plano Nacional de Vacinação.

  • Autoridades japonesas encontram partículas pretas em frasco da vacina da Moderna

    O Japão relatou um novo caso de contaminação que envolve a vacina da Covid-19 da Moderna. De acordo com a agência Reuters, este é o quarto incidente em menos de uma semana.

    As autoridades de Kanagawa encontraram várias partículas pretas num frasco da vacina da Moderna durante uma verificação antes do seu uso — o restante lote ficou por inutilizar, mas cerca de 3.790 pessoas já tinham recebido injeções do mesmo lote.

    Covid-19: Japão suspende novos lotes de vacinas da Moderna por suspeitas de contaminação

    No último fim de semana, as autoridades da região de Okinawa, também no Japão, suspenderam o uso da vacina após a descoberta de lotes contaminados.

    A decisão surgiu dias após a abertura de uma investigação a cargo do Ministério da Saúde japonês à morte de dois homens, de 30 e 38 anos, que receberam a vacina da Moderna, provenientes de lotes com 1,63 milhões de doses, após relatos da presença de impurezas em algumas embalagens do produto.

  • Das 14 mortes, 6 foram em Lisboa e Vale do Tejo

    O maior número de mortes foi na região de Lisboa e Vale do Tejo, a mesma onde houve maior número de novos casos. Alentejo, Açores e Madeira não registaram qualquer óbito.

    Depois de Lisboa e Vale do Tejo, as regiões com mais diagnósticos positivos foram o Norte, o Centro e o Algarve, as únicas zonas onde os novos casos chegaram aos 3 dígitos.

    O número de mortos por região:

    • Norte: 3
    • Centro: 2
    • LVT: 6
    • Algarve: 3

    O número de infeções por região:

    • Norte: 495
    • Centro: 205
    • LVT: 572
    • Alentejo: 74
    • Algarve: 168
    • Açores: 16
    • Madeira: 35

  • Boletim DGS. Vítimas mortais tinham todas mais de 50 anos

    A maioria dos óbitos foram registados em pessoas com mais de 80 anos. Na divisão por sexo, das 14 vítimas a lamentar, 8 eram homens e 6 eram mulheres.

    Óbitos por faixa etária:

    • Com mais de 80 anos: 1 homem e 4 mulheres
    • Entre os 70 e os 79 anos: 2 homens
    • Entre os 60 e os 69 anos: 2 homens e 2 mulheres
    • Entre os 50 e 59 anos: 3 homens

  • Boletim DGS. Incidência desce para os 303,5 casos, R(t) mantém-se nos 0,98 a nível nacional

    A incidência (o número de novos casos nos últimos 14 dias por 100.000 habitantes) é agora de 303,5 casos por 100 mil habitantes a nível nacional (na última atualização, de terça-feira, estava nos 312,7) e de 310,2 no continente (até aqui estava nos 297,7).

    Já o índice de transmissibilidade — o R(t) — mantém-se em 0,98 a nível nacional e no continente continua nos 0,99.

    Fonte: DGS

  • Boletim DGS. Há 131 doentes em cuidados intensivos

    Há 681 pessoas internadas devido à Covid-19 em Portugal, um aumento de 4 em relação à véspera, segundo o boletim desta quarta-feira. Destes doentes, 131 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), o que significa que há menos cinco camas ocupadas do que na véspera. Na terça-feira, havia 677 pacientes internados, 136 deles em cuidados intensivos.

    O boletim mostra ainda que 978.462 pessoas recuperaram da infeção desde o início da pandemia no país. Só nas últimas 24 horas, registaram-se mais 2.365 casos de recuperação — ontem foram 3.389.

1 de 2