Histórico de atualizações
  • Vamos encerrar por aqui este liveblog, que acompanhou a atualidade relacionada com a pandemia de Covid-19 ao longo deste sábado.

    Continue a seguir-nos nesta nova ligação.

    Covid-19. Mais de três quartos da população da China totalmente vacinada

  • Brasil regista 328 mortes e quase 12 mil casos

    O Brasil, um dos países mais atingidos pela pandemia de Covid-19 no mundo, registou 328 mortes e 11.866 novos casos nas últimas 24 horas, num momento em que os números continuam a baixar, segundo dados do governo.

    Segundo o boletim divulgado este sábado pelo ministério da Saúde, o Brasil registou, desde o início da pandemia até agora, 609.388 mortes e 21.874.324 casos de infeção pela doença.

    Estes dados confirmam que o gigante latino-americano, com 213 milhões de habitantes, é o segundo país do mundo em número de mortes por Covid-19, ultrapassado apenas pelos Estados Unidos, e o terceiro em total de infetados pela doença, atrás dos EUA e da Índia.

    Apesar dos totais acumulados, o número médio de mortes e casos mantém-se nos seus níveis mais baixos há vários meses, tendo caído quase 80% desde junho passado.

    O número médio de mortes nos últimos sete dias foi de 242, ligeiramente acima dos 222 de quarta-feira, mas ainda assim o terceiro mais baixo em quase 19 meses.

    A 12 de abril, no auge da segunda vaga da pandemia, o Brasil teve uma média recorde de 3.124 mortes por dia numa semana, um número quase catorze vezes superior ao deste sábado.

  • Justiça dos EUA suspende vacinação obrigatória em empresas pretendida por Biden

    WUm tribunal federal norte-americano suspendeu a obrigação de vacinação instaurada pelo Presidente Joe Biden para os funcionários de empresas com mais de 100 pessoas.

    Justiça dos EUA suspende vacinação obrigatória em empresas pretendida por Biden

  • Covid-19. Moçambique regista um morto e 15 novos casos

    Moçambique regista um morto de covid-19 e 15 novos casos de infeção, de acordo com o boletim diário do Ministério da Saúde sobre a pandemia.

    Covid-19. Moçambique regista um morto e 15 novos casos

  • Covid-19. Madeira regista uma morte e 43 novos casos nas últimas 24 horas

    A Madeira registou, nas últimas 24 horas, uma morte associada à Covid-19 e 43 novos casos, contabilizando agora 301 casos ativos, indicou a Direção Regional da Saúde (DRS).

    Covid-19. Madeira regista uma morte e 43 novos casos nas últimas 24 horas

  • Madeira regista uma morte e 43 novos casos

    A Madeira registou, nas últimas 24 horas, uma morte associada à Covid-19 e 43 novos casos, contabilizando agora 301 casos ativos, indicou hoje a Direção Regional da Saúde (DRS).

    Dos 43 novos casos, oito são importados e os restantes são de transmissão local, de acordo com o boletim epidemiológico diário, acrescentando que há este sábado mais 11 doentes recuperados e uma morte a registar.

    Trata-se de um doente de 63 anos, com comorbilidades associadas, que estava no internado no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal.

    A DRS referiu também que há 301 casos de Covid-19 ativos, dos quais 30 são importados e 271 de transmissão local.

    Relativamente ao isolamento dos casos ativos, 12 pessoas estão hospitalizadas no Hospital Dr. Nélio Mendonça, duas delas em cuidados intensivos, e 24 doentes cumprem isolamento numa unidade hoteleira dedicada, permanecendo os restantes em alojamento próprio.

    “No total, há 543 situações que se encontram hoje em apreciação pelas autoridades de saúde, estando estas relacionadas com viajantes identificados no aeroporto, contactos com casos positivos ou outras situações reportadas à linha SRS24 ou provenientes dos vários postos de testagem”, acrescenta a DRS.

    Estão também a ser acompanhados 455 contactos de casos positivos pelas autoridades de saúde da região e 34.842 viajantes com recurso à aplicação “Madeira Safe”.

    A Madeira regista desde o início da pandemia 12.337 casos confirmados de Covid-19, 11.958 recuperações e 78 óbitos associados à doença.

  • Moçambique regista um morto e 15 novos casos

    Moçambique regista este sábado um morto de Covid-19 e 15 novos casos de infeção, de acordo com o boletim diário do Ministério da Saúde sobre a pandemia.

    A vítima mortal foi um homem moçambicano de 57 anos, cujo óbito foi declarado na sexta-feira.

    Moçambique tem um total acumulado de 1.934 mortes e 151.367 casos de Covid-19, dos quais 98% estão recuperados e seis internados.

  • Cabo Verde com 11 infetados em 24 horas

    Cabo Verde registou 11 infetados com o novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19, nas últimas 24 horas, elevando para 38.253 o acumulado de casos desde março de 2020, divulgou este sábado o Ministério da Saúde.

    De acordo com o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, os laboratórios de virologia do arquipélago processaram 363 amostras desde sexta-feira, com uma taxa de positividade global para o novo coronavírus de 3%.

    Foram registados casos de Covid-19 nas ilhas de Santiago (três), Fogo (dois), Santo Antão (dois), São Vicente (dois) e Sal (um) de São Nicolau (um).

    Nas últimas 24 horas foram dadas como recuperadas da doença em Cabo Verde 14 pessoas e manteve-se em 349 o acumulado de óbitos por complicações associadas à Covid-19, além de 15 por causas externas, desde o início da pandemia.

    Cabo Verde passa a contar com um acumulado de 38.253 casos de infeção pelo novo coronavírus, SARS-CoV-2, desde 19 de março de 2020 (quando foi diagnosticado o primeiro infetado no arquipélago), distribuídos por todos os 22 municípios das nove ilhas habitadas, segundo os dados do Ministério da Saúde.

  • Ucrânia regista novo máximo de mortes

    A Ucrânia registou 793 mortes por Covid-19 este sábado, o que representa um novo máximo devido a esta doença infecciosa desde o início da pandemia em março de 2020.

    Na sexta-feira, este país eslavo registou 729 mortes atribuídas à Covid-19.

    Segundo dados das autoridades de saúde sanitárias, divulgados no seu canal no Telegram, o número de casos confirmados de Covid-19 no país nas últimas 24 horas foi de 25.063.

    Nas últimas semanas o número de infeções aumentou, colocando o sistema médico do país sob forte pressão.

    A Ucrânia registou 3.174.223 infeções e 75.346 mortes por covid-19 desde o início da pandemia.

    Com uma população de 44 milhões apenas cerca de 7,7 milhões de cidadãos já receberam o esquema vacinal completo, embora o país tenha disponíveis quatro diferentes vacinas contra o coronavírus. A Ucrânia tem a segunda taxa mais baixa da Europa depois da Arménia.

  • Áustria proíbe entrada em cafés e restaurantes a não-vacinados

    O governo austríaco anunciou uma série de novas medidas de combate à Covid-19. A mais relevante é a proibição de acesso a vários serviços a pessoas não-vacinadas, numa tentativa de aumentar a taxa de vacinação — atualmente nos 64%, um dos valores mais baixos da Europa Ocidental, de acordo com a Reuters.

    Os austríacos que não se vacinarem contra a doença estão agora proibidos de entrar em cáfes, restaurantes, bares, hotéis, cabeleireiros, cinemas e teatros. Estão também proibidos de participar em eventos com mais de 25 pessoas.

    As medidas foram anunciadas depois de se terem registado esta sexta-feira 9.388 novos casos, um valor próximo do máximo de casos registados no país (9.586).

    Para além da proibição de acesso a pessoas sem vacina, o uso de máscara FFP2 passa a ser obrigatório numa série de espaços públicos como bibliotecas, museus e transportes.

  • Boletim DGS: quatro das cinco vítimas mortais tinham entre 70 e 79 anos

    Nas últimas 24 horas morreram quatro homens (entre os 70 e os 79 anos) e uma mulher (com 80 ou mais anos).

    Três das mortes ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, uma no Norte do país e outra no Alentejo.

  • Boletim DGS: Lisboa e Vale do Tejo com 39% dos novos casos

    No que toca à distribuição geográfica dos novos casos, Lisboa e Vale do Tejo continua a concentrar cerca de metade das infeções, com 465 dos 1.197 novos casos, o que diz respeito a 39% das novas infeções.

    Logo atrás está o Norte do país, com 300 infeções, o que corresponde a 25%.

    O Centro é a terceira região com mais casos, totalizando 278 novas infeções. Segue-se o Algarve com 70, o Alentejo com 39, a Madeira com 25 e Açores com 20.

  • Boletim DGS: há mais 1.020 recuperados e mais 172 casos ativos

    Neste momento há 33.039 casos ativos de infeção pelo SARS-CoV-2 em Portugal (são mais 172 face ao dia anterior).

    Nas últimas 24 horas foram 1.020 as pessoas que recuperaram da doença.

    No total, recuperados ascendem a 1.045.297 — num universo de 1.096.534 infeções.

  • Boletim DGS: internamentos em queda pelo terceiro dia consecutivo

    O número de doentes internados com Covid-19 nos hospitais portugueses desceu para 323 (são menos 22 face ao dia anterior).

    Nos cuidados intensivos estão 62 pessoas, menos 4 do que ontem.

    Este é o terceiro dia consecutivo com quedas nos internamentos.

  • Boletim DGS. Mais 1.197 casos e 5 mortos por Covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas


    Nas últimas 24 horas foram registados 1.197 novos casos de Covid-19 em Portugal, segundo a informação que acaba de ser divulgada pela Direção-Geral de Saúde (DGS).

    Na sexta-feira contabilizaram-se 1.289 casos e nove mortes. Há precisamente uma semana eram 911 casos.

    Desde o dia 3 de novembro, quarta-feira, que Portugal regista casos diários acima dos 1.000.

    Os dados da DGS assinalam, também, 5 mortes cuja causa foi atribuída à infeção pelo novo coronavírus.

  • Açores registam 24 casos nas últimas 24 horas

    A Autoridade Regional de Saúde registou nos Açores, nas últimas 24 horas, 24 casos de Covid-19, sendo 17 em São Miguel, quatro em Santa Maria, dois em São Jorge e um na Terceira, resultantes de 1.027 testes realizados.

    De acordo com o boletim diário, por concelhos, em São Miguel foram registados 13 casos em Ponta Delgada, dois na Lagoa e dois no concelho da Ribeira Grande.

    Em Santa Maria, os quatro casos registados foram-no no concelho de Vila do Porto, enquanto em São Jorge há um caso no concelho de Velas e outro no concelho da Calheta, sendo que a Terceira regista um caso no concelho de Angra do Heroísmo.

    Estão internados três doentes, todos no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, e recuperaram da doença 16 pessoas.

    Os Açores registam 179 casos, sendo 148 em São Miguel, 15 na Terceira, 10 no Faial, quatro em Santa Maria e dois em São Jorge.

    Desde 31 de dezembro de 2020 e até 5 de novembro, foram vacinadas nos Açores 174.532 pessoas com a primeira dose (73,7%) e 197.297 com a vacinação completa (83,4%), no âmbito do Plano Regional de Vacinação.

  • Rússia volta a bater novo máximo diário de infeções: mais de 41 mil

    A Rússia voltou este sábado a bater um novo máximo de infeções com o SARS-CoV-2: foram registados mais 41.335 casos, acima do máximo anterior (40.993) de 31 de outubro. As autoridades do país revelaram ainda que morreram 1.188 pessoas nas últimas 24 horas, menos sete do que o máximo diário reportado na quinta-feira.

    O baixo nível de vacinação está a ser apontado como o principal fator a explicar a evolução da pandemia na Rússia, que começou a agravar-se em meados de setembro. Têm a vacinação completa cerca de 57,2 milhões de pessoas, menos de 40% da população do país (de cerca de 146 milhões).

    Os russos estão com ordens de recolhimento em vigor, desde que o presidente Vladimir Putin estabeleceu que entre 30 de outubro e 7 de novembro os trabalhadores não deveriam deslocar-se para o local de trabalhos, garantindo férias pagas.

  • Portugal realizou cerca de 40 mil testes por dia à Covid-19 em outubro

    Em outubro deste ano, Portugal realizou cerca de 40 mil testes à Covid-19 (excluindo os autotestes) por dia, num total de 1,25 milhões de testes feitos nesse mês. Segundo uma nota divulgada pela taskforce para a testagem, desde o início da pandemia foram realizados mais de 20 milhões de testes, 70% dos quais foram em 2021.

    Só este ano, foram feitos cerca de 48 mil testes por dia. Dos 20 milhões de testes feitos desde março de 2020, 14,3 milhões foram testes PCR e cerca de 5,7 milhões testes rápidos de antigénio de uso profissional.

    “A marca de 20 milhões de testes à COVID-19, alcançada a 4 de novembro de 2021, reflete o esforço de testagem levado a cabo em Portugal, desde o início da pandemia, esforço este reforçado a partir de março de 2021 com a implementação do Plano de Operacionalização da Estratégia de Testagem em Portugal”, refere a mesma nota.

  • Dez mortos na Índia em incêndio numa ala Covid-19

    Dez pessoas morreram na sequência de um incêndio numa ala destinada a doentes com Covid-19 de um hospital no estado indiano de Maharashtra.

    Segundo o The Guardian, que cita a New Delhi Television, cerca de 17 pacientes estavam na ala quando o incêndio começou. Dez pessoas perderam a vida e os restantes sete sobreviventes foram transportados para um outro hospital.

    O incêndio já foi dado como controlado e as causas ainda não foram determinadas. Está em curso uma investigação.

  • Convenção da Saúde quer entidade independente a avaliar gestão da pandemia

    Convenção Nacional de Saúde defendeu avaliação rigorosa e transparente da gestão da pandemia em Portugal por entidade técnica independente que permita retirar lições do combate à covid-19.

    Convenção da Saúde quer entidade independente a avaliar gestão da pandemia

1 de 2