Mais de vinte poemas inéditos do poeta chileno Pablo Neruda foram encontrados durante uma revisão dos arquivos do autor e vão ser publicados no final deste ano na América Latina, segundo informou hoje a editora Seix Barral.

De acordo com a informação fornecida pela editora à agência Efe, os poemas foram encontrados pela Fundação Pablo Neruda numas caixas que continham manuscritos das obras do poeta e Prémio Nobel da Literatura.

A publicação deste material inédito de Neruda, o mais importante achado até agora do poeta, vai coincidir com o 110.º aniversário do seu nascimento e o 90.º aniversário da publicação de “Vinte poemas de amor e uma canção desesperada”.

Para a Seix Barral, a certificação da autoria dos poemas encontrados torna esta descoberta a “maior da literatura latino-americana dos últimos anos” e num “acontecimento literário de importância universal”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A relevância deste achado está também, segundo a editora, no facto de os poemas encontrados terem sido escritos depois de “Canto geral” (1950), na época de maturidade de Pablo Neruda.

Neftalí Ricardo Reyes Basoalto (Pablo Neruda) nasceu a 12 de julho de 1904 no Chile e morreu em 1973, dois anos depois de ter sido galardoado com o Prémio Nobel da Literatura.