Cultura

As seis melhores séries de comédia de 2014

Seis séries concorrem esta segunda-feira à noite pelo Emmy de melhor comédia. Consegue decidir? O Observador resume o essencial de cada uma delas e explica onde pode ver cada série.

9 dos 16 críticos consultados pelo Rotten Tomatoes apostam na vitória de "Orange is the New Black"

©Divulgação

Autores
  • Sara Otto Coelho
  • Catarina Falcão
  • Milton Cappelletti

A 66ª edição dos Emmys vai premiar, esta segunda-feira à noite, as melhores séries norte-americanas, e que são seguidas com atenção um pouco por todo o mundo. Há seis séries a concorrer ao Emmy de série cómica e outras tantas a disputar o Emmy de melhor série dramática. Se por vezes fica perdido com as várias séries e temporadas, o Observador reuniu o essencial de”Orange Is the New Black”, “Louie”, “Silicon Valley”, “Veep”, “A Teoria do Big Bang” e “Uma Família Muito Moderna”.

Orange Is the New Black

onde_ver2

Sem transmissão em Portugal

temporada_atual2
Segunda. A terceira temporada estreia nos Estados Unidos em 2015

porque_nao_perder3
Veni, vidi… vici? À primeira temporada, “Orange is the New Black” chegou, viu e, de acordo com o popular site Rotten Tomatoes, vai vencer o Emmy de melhor série de comédia. As nomeações em mais 11 categorias justificam-se pelas paixões que Piper Chapman (Taylor Schilling) desperta, após ter sido condenada a vestir de laranja (a cor do uniforme prisional norte-americano) depois de ter sido apanhada com uma mala com dinheiro proveniente do tráfico de droga.

Sillicon Valley (1)

onde_ver2

A primeira temporada estreia a 11 de setembro no canal TVséries

temporada_atual2
Primeira. A segunda tem estreia prevista nos EUA na primavera de 2015

porque_nao_perder3
Os ‘geeks’ são os novos ‘cool’ e Silicon Valley, meca tecnológica californiana onde estão instaladas empresas como o Facebook e a Google, é o cenário ideal para esta série que retrata a ascensão de seis programadores que sonham com o lançamento da própria empresa. O mundo competitivo da alta tecnologia parece ser aquele em que as pessoas mais qualificadas para alcançarem o sucesso são as menos capazes de lidar com ele, o que faz com que “Silicon Valley” ganhe especial interesse. A nomeação para cinco Emmy traduz isso mesmo. Christopher Evan Welch, o ator que interpretou a ersonagem Peter Gregory, morreu vítima de cancro no pulmão, após a produção do quinto episódio. Algumas cenas foram reescritas, mas a saída da personagem só deverá entrar no guião na segunda temporada.

Veep02

onde_ver2
TVséries

temporada_atual2
Terceira

porque_nao_perder3
Ser presidente dos EUA parece um dos trabalhos mais interessantes do mundo (como se pode constatar na série “West Wing” ou “Os Homens do Presidente”), mas e vice-Presidente? Alguma criança sonha ser vice-Presidente? Não, muito menos Selina Meyer (Julia Louis-Dreyfus) que tinha como principal objetivo chegar à Sala Oval. Agora é vice-Presidente e conta com a equipa mais disfuncional de Washington para a ajudar (ou atrapalhar) a chegar ao cargo de Presidente. Há situações incómodas com eleitores, visitas oficiais ao estrangeiro que dão para o torto, gincanas na Casa Branca e muitas gargalhadas do lado de cá do ecrã. Entre as nove nomeações para estes Emmys, de ressalvar a de Tony Hale que interpreta o assistente pessoal Gary Walsh.

Louie2

onde_ver2
O canal Fx transmitiu as primeiras três temporadas mas por enquanto não há previsão de novas exibições

temporada_atual2
Quinta. A sexta temporada deverá estrear no primeiro trimestre de 2015

porque_nao_perder3
Com cinco nomeações, entre as quais de melhor ator de comédia, “Louie” é o retrato da vida de Louis CK, comediante divorciado que vive em Nova Iorque com as duas filhas. Um retrato entre o real e o fictício – nunca se sabe bem onde está a fronteira – que já lhe valeu, por exemplo, o Emmy de melhor argumento. Mas dificilmente será Louis a subir ao palco do Nokia Theatre para receber o Emmy de melhor série cómica.

A Teoria do Big Bang (Big Bang Theory)

onde_ver2
A sexta temporada começa na RTP2 a 30 de agosto e no AXN White a 6 de setembro

temporada_atual2
A oitava temporada estreia em setembro deste ano nos Estados Unidos

porque_nao_perder3
Foi a série mais vista da temporada 2013/2014 nos canais abertos nos Estados Unidos e a equipa já renovou até à 10ª season. Sheldon, o investigador pouco social, é um dos anti-heróis mais adorados da comédia, mas é a combinação de ‘geeks’, vizinhas, relações, termos científicos e familiares loucos que a torna única. Esta noite, o ator Jim Parsons pode levar para casa o quarto Emmy de Melhor Ator de Comédia. O galardão vai ficar bem junto do Globo de Ouro de melhor ator que também já tem em casa.

Uma Família Muito Moderna (Modern Family)

onde_ver2
A quinta temporada está a repetir na Fox Life. É também neste canal por cabo que será exibida a season 6, ainda sem data anunciada

temporada_atual2
A sexta temporada estreia em setembro nos Estados Unidos

porque_nao_perder3
Phil Dunphy. Se a personagem aluada de Ty Burrell não é motivo suficiente, há toda uma panóplia de familiares – uns mais disfuncionais do que outros – cuja evolução acompanhamos há cinco anos. O pequeno Luke já não é tão pequeno assim. Lily, a bebé adotada por Mitchell e Cameron, cresceu e já fala a linguagem do sarcasmo. Jay Pritchett e Gloria (interpretada pela escultural Sofia Vergara) também se veem a braços com um novo rebento. O humor negro e subliminal já valeu a “Uma Família Muito Moderna” o Globo de Ouro de melhor comédia e quatro Emmy de melhor série de comédia, incluindo no ano passado. Será quem vem aí o quinto?

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)