Rádio Observador

Hollywood

O que aconteceu à cara de Renée Zellweger?

1.715

Depois de meses sem ser vista num evento público, Renée Zellweger apareceu com... uma "nova" cara. A atriz que dá vida à famosa personagem Bridget Jones está irreconhecível.

Renée Zellweger, 45, é conhecida por sofrer transformações em nome da arte de representar. Foi o que aconteceu quando vestiu a pele da trapalhona Bridget Jones, papel para o qual terá ganho entre 10 e 13 quilos, e em Chicago, onde mostra uma silhueta completamente oposta. Mas agora a mudança de visual vai mais longe: há meses que a atriz não era vista em público, escreve o Telegraph, pelo que foi com surpresa que jornalistas e fãs deram de caras com… a “nova” cara de Zellweger.

A atriz marcou presença, esta segunda-feira, na passadeira vermelha da iniciativa anual Elle Women In Hollywood Awards, que vai na 21º edição, e deixou todos de boca aberta — não é exagero, até porque a notícia está a circular na imprensa internacional a qual, na sua maioria, coloca a seguinte questão: “O que aconteceu à cara de Renée?”.

A estrela de Jerry Maguire dificilmente parece a mesma pessoa e há quem diga que chegou a ser confundida, no evento, com a colega de profissão Cameron Diaz. Diz ainda o Telegraph que apresenta estranhas semelhanças com a também atriz Robin Wright, com um pouco de Daryl Hannah e… Cameron Diaz.

Apareceu na companhia do namorado, Doyle Bramhall, e a usar um vestido preto até ao joelho, sapatos Louboutin e um clutch a condizer. Mas o conjunto vale de pouco perante um rosto que levanta muitas dúvidas. O Daily Mail pediu ao médico Alex Karidis, da Karidis Clinic, em Londres, para comentar a nova aparência. O profissional acredita que Renée poderá ter feito um lifting das pálpebras porque “a distância entre as sobrancelhas e os olhos é muito mais pequena do que antes”. De acordo com o médico consultado, o facto que não haver muitas rugas de expressão na testa pode indicar o uso de Botox.

O site da revista Quem, da Globo, diz que a atriz tem chamado atenção nos últimos anos pelos procedimentos estéticos de que tem sido alvo e recorda que em 2013 foi fotografada com o rosto visivelmente alterado. Passado um ano a conversa ganha outras proporções e chegou, inclusive ao Twitter.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)