Uma instalação do artista Pedro Vaz, resultado de uma viagem pedestre ao chamado “teto da Europa”, o maciço do Monte Branco, é inaugurada na quinta-feira, no Museu do Chiado, em Lisboa, inserida na programação do Festival Temps d´Images. Intitulado “Tour du Mont-Blanc”, o projeto artístico criado este ano resulta de uma viagem realizada pelas montanhas do Monte Branco, que atravessam três países: França, Itália e Suíça.

Trata-se de uma vídeo-instalação, com cerca de uma hora de duração que tem a particularidade de ser exibida em dupla projeção sobre madeira, no jardim de esculturas do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado (MNAC-MC). A obra foi criada depois de uma travessia de 174 quilómetros que durou 12 dias, e durante a qual o artista fez um levantamento fotográfico a partir de uma regra de distâncias definida pela dimensão da própria natureza envolvente.

Entre cada distância, Pedro Vaz tirou duas fotografias, respetivamente, o lado esquerdo e o lado direito da paisagem, de modo a cobrir todo o ângulo de visão frontal. Por essa razão, a obra requer um suporte específico de projeção, constituído por duas grandes telas de madeira – que quando juntas constituem um panorama – unidas ao centro por um ângulo de 120 graus para respeitar exatamente o ângulo que distanciou nas captações, esquerda e direita, durante o percurso.

As imagens focam as paisagens das grandes montanhas nevadas dos Alpes, dos seus glaciares, florestas nativas e planícies rochosas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Pedro Vaz, nascido em Maputo, em 1977, vive e trabalha em Lisboa, é graduado em Artes Plásticas e Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. O artista foi premiado este ano no concurso internacional Beers Contemporary Award for Emerging Art, em Londres.

Recebeu apoio para o desenvolvimento do projeto “Tour du Mont-Blanc” da Fundação Calouste Gulbenkian e da Duplacena, organizadora do Festival Temps d´Images, que está a decorrer em 12.ª edição, até 10 de janeiro de 2015, com uma programação de espetáculos, instalações, conferências e exibição de filmes em vários espaços culturais da capital.