O treinador do Benfica afirmou este sábado que os ‘encarnados’ vão ser fiéis à sua ideia de jogo no ‘clássico’ de domingo, garantindo que não espera um FC Porto fragilizado pela goleada sofrida em Munique.

“O Benfica vai ser igual a si mesmo. Tem uma ideia de jogo e um ADN que não muda pelo nome dos adversários. O que pode mudar é estratégia de jogo. Não vamos mudar nada na nossa forma de jogar, o que pode mudar é a maneira de anular o adversário ou algum aspeto que achamos que podemos explorar”, disse Jorge Jesus, em conferência de imprensa.

Jesus garantiu que a equipa do Benfica, que parte para o jogo com três pontos de vantagem, continua a pensar jogo a jogo, explicando que o ‘clássico’ da 30.ª ronda é mais uma etapa na caminhada para o título que a equipa ambiciona conquistar.

“Faltam cinco jornadas e vamos continuar a pensar como sempre fizemos, jogo a jogo. Esta é mais uma etapa de um campeonato em que queremos chegar à meta em primeiro. Respeitamos o FC Porto e de certeza que vamos ter um ‘clássico’ com três grandes equipas”, defendeu.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O técnico do Benfica referiu também que o extremo argentino Salvio continua em dúvida e que apenas no domingo vai saber se poder contar com o jogador.

“Vamos tentar recuperar o Salvio até ao último momento e penso que vai ser convocado, tal como vou convocar 60 mil adeptos para nos poderem ajudar. Se o Salvio não puder jogar, joga outro. De certeza que vamos jogar com ‘onze'”, frisou.

O técnico ‘encarnado’ espera um adversário forte, referindo que a equipa e os adeptos vão ter que estar preparados para momentos do jogo em que o FC Porto poderá estar por cima do Benfica.

“Espero encontrar um FC Porto forte. Tem uma grande equipa e excelentes jogadores. Vai bater-se pela vitória como nós e espero que o Benfica seja melhor que o FC Porto. O FC Porto também nos vai apertar e temos que ter capacidade para aceitar esses momentos que o adversário esteja por cima, mas queremos chegar ao fim do jogo e ter a chave para ganhar”, disse.

Jorge Jesus afirmou que vi o FC Porto com o Bayern Munique, em que os ‘dragões’ foram goleados por 6-1, mas referiu que não acredita que o seu adversário esteja fragilizado.

“Claro que perder não é a mesma coisa que ganhar. A derrota mexe sempre com a equipa, mas é só nos primeiros dias. No jogo, não vamos sentir nenhuma fragilidade do FC Porto porque foi goleado em Munique. Podemos sentir fragilidades se nós tivermos capacidade para isso”, concluiu.

O encontro entre o Benfica e o FC Porto, da 30.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, realiza-se domingo, a partir das 17:00, no Estádio da Luz, em Lisboa, com arbitragem do portuense Jorge Sousa.