Adeus Irmãos Grimm, olá John Lennon.

Uma lei no Reino Unido estenderá o currículo dos alunos GCSE (o equivalente ao nosso terceiro ciclo do Ensino Básico) e incluirá o estudo de três canções do aclamado álbum dos Beatles “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, de temas de Santana e do compositor Haydn. Serão estudados os significados das canções e os seus ensinamentos.

Se pudéssemos largar as histórias encantadas com uma lição de moral, como as dos irmãos Grimm, e pudéssemos ensinar através de música, além dos Beatles recomendados no Reino Unido, que canções escolheríamos?

O Observador sugere 14 canções com ensinamentos importantes para qualquer criança. Ou jovem. Ou adulto.

Lição 1: A vida merece ser celebrada

LOUIS ARMSTRONG — WHAT A WONDERFUL WORLD

O mundo não é só guerra. Há beleza. E amor. É isso que ensina a voz de Louis Armstrong em “What a Wonderful World”. Um marco na história da música e um hino ao lado mais encantador do mundo.

“A cor dos arco-íris tão bonitos no céu / também está na face das pessoas que vão passando / eu vejo pessoas a apertarem as mãos e a dizerem “como estás?” / eles estão realmente a dizerem ‘eu adoro-te'”

A canção, escrita por Bob Thiele e George David Weiss, quis ser um antídoto para o clima de tensão racial e política que se vivia nos Estados Unidos da América em 1967, devido à Guerra Fria e ao racismo. Basta recordar que só em agosto de 1967 foi escolhido o primeiro juiz norte-americano de raça negra, Thurgood Marshall. E nunca é demais lembrar que isto aconteceu há apenas meio século.

Lição 2: O futuro é imprevisível

B FACHADA – FUTURO

https://www.youtube.com/watch?v=DOYw0czqFLc

Viver também é uma continua gestão entre aquilo que podemos ser, aquilo que queremos ser e aquilo que acabamos por ser. Porque o que seremos é sempre uma incógnita. Esta é uma das morais do álbum que B Fachada, um dos “cantautores” mais celebrados da nova fornada da música nacional, fez para crianças. Mas a mensagem toca também aos adultos.

“Terei primas terei festas/ terei muito ou pouco amor / terei doenças de cabeça / será que chego a ser avô / vou só ser aquilo que gosto / ou vou gostar daquilo que sou”

É em forma de interrogação que “Futuro”, esta música do disco “B Fachada é Pra Meninos”, dá lições sobre as interrogações que todos colocamos sobre o futuro.

Lição 3: Os amigos são das coisas mais importantes da vida

JORGE PALMA – O BAIRRO DO AMOR

https://www.youtube.com/watch?v=mwDhWCY9qnk

O “Bairro do Amor”, para além de dar nome ao disco mais popular do Jorge Palma, é também uma canção com uma forte mensagem de união. Através da descrição de um bairro utópico onde “há ternura em cada olhar” e o “sol parece maior”, Palma invoca a necessidade de ter amigos. Porque é preciso não ter medo de desabafar “de café em café”, “de bar em bar”.

“Eh, pá, deixa-me abrir contigo / desabafar contigo / falar-te da minha solidão / Ah, é bom sorrir um pouco / descontrair-me um pouco / eu sei que tu compreendes bem”

Lição 4: Nem sempre podes ter o que queres

ROLLING STONES – YOU CAN’T ALWAYS GET WHAT YOU WANT

Esta gravação de 1969, o lado B da “Honky Tonk Women”, é uma introdução às mudanças que a sexualidade, as drogas e a política trouxeram à década de 60: entre o otimismo e a desilusão da guerra. Nesta canção dos Rolling Stones, “You Can’t Always Get What You Want”, a verdadeira (e importante) mensagem está no refrão: “Nem sempre podes ter o que queres”.

Lição 5: Vale a pena ser perseverante e nunca desistir

ZECA AFONSO – A FORMIGA NO CARREIRO

Zeca Afonso é uma das figuras mais cruciais da história da música nacional. Apesar da forte carga política que estão nas suas canções, há letras como morais e exemplos. A “formiga no carreiro” é uma das fábulas mais cantadas de Zeca que elogia a perseverança e a ideia de nunca se desistir.

“A formiga no carreiro / vinha em sentido contrário / caiu ao Tejo / ao pé dum septuagenário / Larpou trepou às tábuas / que flutuava nas àguas / e de cima duma delas / virou-se pró formigueiro / mudem de rumo / Já lá vem outro carreiro ”

Lição 6: Dar e partilhar sabe bem

NOAH AND THE WHALE – GIVE A LITTLE LOVE

É normal se estiver a reconhecer este som de algum lado. Esta canção já apareceu em várias campanhas de solidariedade. É um dos temas do álbum de estreia dos britânicos Noah and The Whale, “Peaceful, the World Lays Me Down”, que conta com a voz da “cantautora” Laura Marling. “Give a Little Love” representa a importância de dar e de partilhar, para poder receber.

“Se tu deres um pouco de amor, tu podes receber um pouco do teu amor”

Lição 7: Os bens materiais não são assim tão fundamentais

TALKING HEADS – ONCE IN A LIFETIME

Uma ideia há muito repetida, mas que é sempre bom passar aos mais novos: a felicidade não depende dos bens materiais. Nos versos de David Byrne, os objetos acumulam-se mas acabam por deixá-lo “into the blue again”, sentido um enorme vazio. Mostra-se ainda perdido na vida, onde os objetos valiosos de nada lhe valem.

“Podes-te encontrar ao volante de um grande automóvel / e podes-te encontrar numa casa bonita, com uma mulher bonita / E podes-te perguntar: Bem… como cheguei aqui?”, ouve-se na canção dos Talking Heads “Once in a Lifetime”.

Lição 8: Tudo o que fazes tem consequências

ANTÓNIO VARIAÇÕES — O CORPO É QUE PAGA

Quem te avisa teu amigo é. E António Variações, o falecido e excêntrico cantor português dos anos 80, avisa no divertido clássico da música portuguesa “O Corpo é que Paga”: podes divertir-te, mas há consequências. Como tudo na vida. O peso dos excessos do passado chegam sempre.

“Quando a cabeça não tem juízo / Quando te esforças mais do que é preciso / O corpo é que paga”

Lição 9: A mudança faz parte da vida

DAVID BOWIE — CHANGES

“Changes” é um dos pontos altos do disco “Hunky Dory” do icónico David Bowie. Por detrás de uma sonoridade única, está uma das mais importantes lições do crescimento: o tempo passa e a mudança faz parte da vida.

Lição 10: Toda a gente gosta de homenagear a mãe. Podes também fazê-lo

CARLOS DO CARMO – BALADA PARA UMA VELHINHA

É pela voz do premiado fadista português Carlos do Carmo que surge esta lição sobre o amor materno. Mas não faltam canções, mais pomba ou mais elitistas, sobre o tema. Na “Balada para uma velhinha”, a mãe é o centro da letra.

“Se essa velhinha fosse, a mãe que eu quero, a mãe que eu tinha, não havia no mundo outra mais bela”
“E, em volta do seu banco, os malmequeres e as andorinhas provam que a minha mãe nunca morreu.”

Lição 11: Depois do conflito de gerações, podes dar-te bem com os teus pais

CAT STEVENS — FATHER AND SON

É um clássico e uma das canções mais ouvidas e cantadas, um sucesso de karaoke. Em causa estão os valores paternais e os conselhos dos pais.

“Não é altura para mudar / relaxa leva as coisas com calma / ainda és jovem, isso é culpa tua / há tanto que ainda tens por fazer”, canta Cat Stevens em “Father and Son”

Lição 12 : O tempo passa rápido

PINK FLOYD — TIME

Time” é a quarta-faixa do lendário álbum dos Pink Floyd “The Dark Side of The Moon” (1973). A letra de Roger Waters guarda uma importante reflexão sobre a vida: aproveita bem a vida porque o tempo passa rápido.

“Tu és jovem e a vida é longa, há tempo para matar hoje / e um dia tu apercebes-te que 10 anos passaram / Ninguém te disse quando devias correr. Perdeste o tiro do começo”

Lição 13: Não desistas daquilo em que acreditas

MUMFORD&SONS — HOLD ON TO WHAT YOU BELIEVE

Os britânicos “Mumford&Sons” já vão em três álbuns, vários estádios esgotados e têm dos fãs mais fieis do mundo. No  EP “Love Your Ground” a canção “Hold on to What You Believe” ordena: “Agarra-te ao que acreditas, mesmo quando a escuridão te roubar a visão”.

Lição 14: Olha sempre para o lado positivo da vida

MONTHY PYTHON — LIFE OF BRIAN

É na cena final de “Life of Brian” que os Monty Python crucificados aconselham a olharmos para o lado positivo da vida. Um conselho brilhante para um final brilhante.

Texto editado por Filomena Martins.