O treinador do Real Madrid, Carlo Ancelotti, disse hoje que “não se pode pedir mais” ao futebolista internacional português Cristiano Ronaldo, isentando-o de qualquer responsabilidade nos insucessos de fim de época do clube espanhol.

“A temporada de Cristiano chegou a um ponto em que já marcou tantos golos que lhes perdi a conta. Fez o máximo no sentido de ajudar a equipa a conquistar títulos. A ele não se pode pedir mais do que fez este ano”, defendeu Ancelotti.

O técnico do Real Madrid também não considerou que na base do insucesso tenha estado a componente física, mas reconheceu que as lesões que afetaram alguns jogadores influentes contribuíram para os falhanços na conquista do título espanhol e na revalidação da Liga dos Campeões.

“Até estamos melhor fisicamente do que no ano passado, mas tivemos uma quebra de forma em fevereiro que coincidiu com as lesões de jogadores importantes como Modric, Ramos e James. A equipa não está cansada”, argumentou.

Ancelotti disse que já fez “a análise” do desempenho da equipa da capital espanhola durante esta época e chegou à conclusão que “é preciso alterar pequenos detalhes”, até porque continua a pensar que a sua “filosofia de trabalho é a mais correta”.

 

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR