O Brasil, finalista vencido em 2007, juntou-se hoje ao detentor do título Japão nos oitavos de final do Mundial feminino de futebol, ao vencer a Espanha por 1-0, na segunda jornada do Grupo E.

Depois do triunfo por 2-0 sobre a Coreia do Sul a abrir, as ‘canarinhas’ superiorizaram-se às europeias pela margem mínima, graças a um tento apontado quase em cima do intervalo, aos 44 minutos, por Andressa Alves.

O Brasil passou a somar seis pontos, contra um da Costa Rica e da Espanha e nenhum da Coreia do Sul, sendo que as costa-riquenhas defrontam ainda hoje as asiáticas.

No Grupo F, a Colômbia surpreendeu, ao vencer a França, terceira do ‘ranking’ mundial por 2-0, com tentos de Lady Andrade, aos 19 minutos, e Catalina Ume, aos 90+3.

As colombianas assumiram o comando do agrupamento, com quatro pontos, contra três das gaulesas e da Inglaterra, que se relançou na corrida ao apuramento, ao vencer o México por 2-1, depois do desaire com a França por 1-0.

Fran Kirby (71 minutos) e Karen Carney (82) materializaram a vitória das britânicas, que ainda sofreram nos instantes finais, depois de Fabiola Ibarra reduzir (90+1).

Na sexta-feira, o Japão, detentor do título, tornou-se a primeira seleção a qualificar-se para os oitavos de final, ao vencer os Camarões por 2-1, na segunda jornada do Grupo C.

Num dia em que a Suíça fez história, ao golear o Equador por 10-1, as nipónicas garantiram cedo a sua segunda vitória na prova, graças aos tentos de Aya Sameshima, aos seis minutos, e Yuika Sugasawa, aos 17.

Em ‘cima’ da hora, aos 90 minutos, a suplente Ajara Nchout ainda reduziu para as africanas, mas já não evitou a vitória do Japão, que na primeira ronda tinha batido a Suíça por 1-0.