Nem toda a gente teve a sorte de nascer fotogénica, mas numa altura em que as selfies são quem mais ordena, o que não falta são truques. Tyra Banks, apresentadora do programa America’s Next Top Model, inventou o smizing — arte de sorrir com os olhos — e Kim Kardashian pôs meio mundo a definir os contornos da cara com maquilhagem. Outras técnicas passam por escolher o melhor ângulo da cabeça e da cara, de forma a evidenciar o queixo, recorrer aos milagrosos filtros ou fazer a chamada duck face. E agora, como se tudo isto não bastasse, há aind o squinching, que em português se poderia traduzir por encolher ou contrair.

https://instagram.com/p/5uEsHELRle/?taken-by=rtl2news

A expressão foi inventada em 2013 pelo fotógrafo Peter Hurley, que resolveu revisitar a técnica que pressupõe “elevar e apertar as pálpebras inferiores e deixar as superiores descaírem apenas um bocado”. Para o fotógrafo, esta é a forma mais fácil e mais eficiente de transmitir confiança — acreditando que esta vem dos olhos –, definir a cara e, claro, ficar bem numa fotografia.

Como seria de esperar, muitas são as celebridades que já aderiram à moda, entre elas as modelos Karlie Kloss e Cara Delevingne ou a atriz Mila Kunis. Até porque, segundo o que a dermatologista Rachel Nazarian disse à Marie Claire, a técnica não provoca rugas, uma vez que “a tendência pede um relaxamento parcial dos músculos”. Ou seja, é uma espécie de dois em um: fica bonita e a pele agradece.

Se pretende adotar a moda e não sabe como, um bom conselho é começar a praticar à frente do espelho. Outro é aprender com quem sabe melhor. Pode ver o tutorial de Peter Hurley (aqui) ou fotografias de celebridades nas redes sociais. Talvez até já use a técnica e nem saiba.