Uma viagem, cinco semanas, três continentes, cinco cidades e 20 artistas comprimidos num só disco. Foi assim que “Atlas”, disco de estreia de Branko, um dos fundadores dos Buraka Som Sistema, se tornou num roteiro sonoro da aventura do produtor português pelo mundo, absorvendo a atmosfera musical de cada cidade visitada. De Amesterdão, passando por Nova Iorque até Lisboa, sempre acompanhado por músicos locais, a viagem que construiu o álbum foi documentada em “Atlas Unfolded”, uma série de episódios que o Observador vai transmitir na próxima semana.

Apresentado pela Red Bull Music Academy, “Atlas Unfolded” é uma webserie de 5 episódios que acompanha a viagem de João Barbosa (Branko) e o seu processo criativo por cada cidade. Guiado e inspirado por artistas locais, a aventura de Branko passou por Lisboa, Cidade do Cabo (África do Sul), Nova Iorque (Estados Unidos da América), São Paulo (Brasil) e Amesterdão (Holanda). Branko conta que quis “desafiar a noção que tudo já foi feito” na música.

Cada episódio mostra “um work-in-progress genuíno”, com “colaborações espontâneas” e “conversas noite adentro com beatmakers locais” sobre novos estilos emergentes nas “cidades a que cada um chama casa.” Entre as participações está Mayra Andrade, cabo verdiana comparada a Cesária Évora, o duo eletrónico norte-americano Princess Nokia, o rapper sul-africano Okmalumkoolkate e os brasileiros MC Bin Laden Maurício Takara, baterista experimental.

Entre 31 de agosto e 4 de setembro, às 15h00, poderá acompanhar a viagem de Branko. Cada episódio, uma cidade. E a coincidir com o episódio final da série, dia 4 de setembro, Branko lança “Atlas” no Boiler Room de São Paulo, também transmitido em direto pelo Observador.

Este é o teaser de “Atlas Unfolded”:

Texto editado por Pedro Esteves