Durante a vista do Benfica ao Estádio do Restelo na última sexta-feira, em que os encarnados golearam o Belenenses por 5 bolas a 0, Renato Sanches atingiu o jogador Fábio Sturgeon na cara na jogada que viria a dar o segundo golo à equipa da Luz. No final do encontro, o jogador dos azuis do Restelo ilibou o jovem médio em declarações à Sporttv: “No movimento de corrida, (Renato Santos) atingiu-me com o braço na cara. Não foi intencional e ele pediu-me desculpa. Era falta mas o árbitro não considerou, talvez para amarelo mas não para vermelho. O jogo seguiu e até tivemos a bola em nosso poder antes do golo”.

Ora, o presidente do Sporting não deixou a afirmação passar em claro e, através do Facebook, Bruno de Carvalho utilizou uma expressão popularizada por Scolari para denunciar a situação: “O Benfica tem o direito de preferência sobre 4 jogadores do Belenenses. Um deles é Sturgeon. Será que por isso existe uma notícia cujo título é: Sturgeon iliba Renato Sanches? Lembram-se da rábula ‘e o burro sou eu?'”.

Agora, foi a vez do diretor de comunicação do Benfica, João Gabriel, a vir a público responder ao líder do clube de Alvalade através do Twitter. Pegando também na citação do treinador brasileiro e antigo selecionador nacional, Gabriel diz que a frase, no caso do presidente do Sporting, “devia perder o ponto de interrogação”: