O Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, em Lisboa, inaugura esta sexta-feira, às 19h00, uma exposição do artista André Cepeda, reabrindo no sábado ao público dois pisos no edifício da rua Serpa Pinto.

“André Cepeda. Depois” é o título desta exposição, com um conjunto de fotografias recentes realizadas no Porto, e curadoria de Sérgio Mah, que ficará patente até 25 de setembro.

O Museu do Chiado tinha encerrado para obras no final de março e, no sábado, para esta exposição, reabrem dois pisos.

As galerias de exposição do edifício na rua Serpa Pinto deverão reabrir na totalidade a 17 de junho.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As obras visam a criação de uma ligação interna dos dois edifícios do Museu do Chiado – o da rua Serpa Pinto e o da rua Capelo -, e obrigaram ao encerramento das galerias de exposições dos três pisos do primeiro edifício, há pouco mais de dois meses.

No sábado reabrem dois pisos com esta exposição do artista André Cepeda – nascido em Coimbra, em 1976 -, com a nova série de fotografias do Porto, cidade onde vive e que é tema recorrente do seu trabalho artístico.

Nas imagens surgem ruas desertas, fachadas de edifícios, construções rudimentares, monumentos e ruínas, materiais e objetos abandonados “em cenários temperados pela melancolia e pela sensação de vazio”, segundo um texto do curador sobre a exposição.

De acordo com o gabinete de comunicação do Museu do Chiado, até à normalização do funcionamento das exposições, o valor do bilhete normal de ingresso tem um desconto de 50 por cento.