Apps

24 horas a programar em simultâneo no Porto, Recife, Utrecht e Santander

Quatro cidades recebem este fim-de-semana uma maratona de programação e o Porto é uma delas. O Hackacity põe criativos de quatro países a programar em simultâneo, durante 24 horas.

Bloomberg via Getty Images

Começa às 18h00 de sábado e acaba às 18h00 de domingo. Este fim de semana, o Porto vai estar ligado a Olinda/Recife (Brasil), Santander (Espanha) e Amersfoort/Utrecht (Holanda) para uma maratona de programação que desafia programadores, designers, criativos e empresários dos quatro pontos do mundo a desenvolverem aplicações para melhorar a qualidade de vida nas cidades. Em simultâneo. Em 24 horas, os participantes vão ter de criar soluções com impacto local e usando tecnologia big data fornecida pelos responsáveis.

O desafio chama-se Hackacity e já vai na segunda edição. A primeira, organizada pela 7Graus — uma empresa portuguesa especialista no desenvolvimento e distribuição de conteúdo online, que em 2015 faturou 2,3 milhões de euros e cresceu 408% — e pela Câmara Municipal do Porto, pôs 40 criativos a desenvolverem 10 apps na cidade do Porto, em junho do ano passado. Este ano, o desafio mantém-se, mas é alargado a outros pontos do mundo. A 27 e 28 de maio, os empreendedores portugueses, brasileiros, espanhóis e holandeses programam em simultâneo.

Temos os dados, temos a tecnologia. Faltam as pessoas para implementar soluções”, diz Rui Marques, diretor executivo da 7Graus.

As soluções que os responsáveis procuram podem cobrir vários aspetos e serviços da cidade, como cuidados de saúde, gestão de tráfego e estacionamento e informação turística. O objetivo é “contribuir para a ligação e modernização de infraestruturas, tecnologias e serviços dos principais setores urbanos, melhorando a qualidade de vida, competitividade e sustentabilidade das cidades” em que o desafio decorre.

O evento conta com o apoio da Comissão Europeia, da plataforma Fireware — um software que providencia aos concorrentes um conjunto de interfaces de programação para apps que facilitam o desenvolvimento de “aplicações inteligentes” para diferentes domínios, segundo os responsáveis —, da iniciativa Open & Agile Smart Cities, do projeto GrowSmarter e da Ubiwhere, que fornece aos participantes apoio técnico e dados relativos à mobilidade, turismo, ambiente e segurança das cidades.

As inscrições para o evento encerram esta quarta-feira, 25 de maio, e os prémios já são conhecidos: os programadores que desenvolvam a melhor solução serão premiados com um smartwatch Pebble Time. Para os segundos e terceiros classificados, estão reservados um computador Raspberry — concebido para a aprendizagem de programação — e uma Nerf Gun, respetivamente. A atribuição dos vencedores será feita por um júri de três elementos, composto por Paulo Calçada, chefe do departamento de Inovação da Câmara Municipal do Porto, Ricardo Vitorino, da Ubiwhere, e Rui Marques, líder executivo da 7Graus.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Texto editado por João Cândido da Silva
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: gcorreia@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)