Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A empresa que já possuiu uma grande quota do mercado dos smartphones tem vindo a passar por um período menos bom. Esta quarta-feira John Chen, chefe administrativo, informou que “a empresa planeia encerrar por completo o fabrico de hardware, passando essa função a terceiros”.

Depois do lançamento do DTEK50, um smartphone da BlackBerry com o sistema operativo Android, a empresa decidiu começar a fornecer algumas partes do seu sistema operativo (BlackBerry OS) para ser utilizado por outros dispositivos com o sistema da Google.

Apesar destas mudanças, a marca confirma que não vai deixar de existir no mercado. Apesar de já não ser a responsável pelo fabrico, a empresa afirma que vai continuar a aparecer no mercado e a garantir o mesmo nível de qualidade e confiança que sempre teve associado à BlackBerry.

Caso esta medida não seja suficiente para equilibrar as contas, Chen confirmou que a BlackBerry se irá retirar, por completo, do mercado dos smartphones.

James Yesh, diretor financeiro, irá abandonar a empresa por razões pessoais.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR