Naomi Watts faz 50 anos esta sexta-feira. Pode não ser a estrela mais proeminente de Hollywood, mas a sua carreira no cinema tem sido constante, à exceção da interrupção feita entre 2007 e 2009, período em que foi mãe duas vezes. No grande ecrã, já trabalhou com realizadores como David Lynch, Peter Jackson, Woody Allen, Alejandro Iñárritu e David O. Russel.

Hoje é uma estrela de Hollywood, mas Naomi começou no mundo dos anúncios publicitários. Embora a sua nacionalidade seja britânica, cresceu entre o Reino Unido, onde tem as suas raízes mais forte no País de Gales, e a Austrália. A mãe teve a sua cota parte no arranque da carreira de Naomi. Foi depois de ter começado a trabalhar em guarda-roupa para publicidade e televisão, que Watts começou a ter aulas de representação e a aparecer em casa dos australianos, quer através de filmes, quer através de campanhas publicitárias.

https://www.youtube.com/watch?v=vPjhK1J0TNQ

Em 1986, estreia-se com o filme For Love Alone. Num dos anúncios que protagonizou, ainda no final dos anos 80, foi uma secretária enérgica que recusou um jantar com Tom Cruise para comer um belo assado com a família. Era um anúncio à carne de borrego, portanto. Curiosamente, desenvolveu cedo uma amizade com Nicole Kidman. Ligadas pelas raízes australianas, sempre que se encontram em entregas de prémios, são quase sempre fotografadas juntas.

No cinema, o nome Naomi Watts começou a tornar-se sonante em meados dos anos 2000. Contudo, em 2001, surpreendeu tudo e todos ao protagonizar o filme Mulholland Drive, de David Lynch, inicialmente rejeitado no formato de série. O contacto entre realizador e atriz terá algo muito parecido com amor à primeira vista. Lynch terá atribuído o papel a Watts após uma simples entrevista, sem ver trabalhos anteriores da atriz. A partir daí, a sua popularidade na indústria foi crescendo. 21 Gramas, The Ring, King Kong, J. EdgarDiana e O Impossível foram filmes que a celebrizaram. O primeiro e o último, por sinal, valeram-lhe as duas únicas nomeações para os Óscares, em 2003 e em 2012, ambas na categoria de Melhor Atriz Principal. Nunca ganhou.

No filme Diana, de 2013, Naomi Watts desempenhou o papel de Princesa de Gales © Getty Images

Naomi pode não ser a figura mais marcante de sempre no grande ecrã, tão pouco um ícone de moda quando pisa uma passadeira vermelha, mas uma qualidade é preciso reconhecer-lhe: a coerência. Ao longo dos últimos dez anos, a fórmula base da sua imagem manteve-se — silhuetas esguias, maquilhagem neutra. À exceção do preto, o seu guarda-roupa rege-se por uma escala de nudes, do bege mais tímido ao dourado mais exuberante, passando pelos rosas suaves. Na edição deste do Festival de Cinema de Veneza, Naomi Watts percorreu a red carpet noite após noite, no papel de jurada. Ao mesmo tempo que confirmou a sua predileção por marcas como Armani e Michael Kors, vimo-la vestir criações de Dolce & Gabbana, Christian Dior, Valentino e Prada.

Tal como a sua carreira, também a vida pessoal de Watts tem decorrido sem sobressaltos. Desde pequena que soube bem o que é estar próxima do meio artístico. A mãe era vendedora de antiguidades e figurinista. O pai trabalhou durante anos como agente e engenheiro de som para os Pink Floyd. Chega mesmo a haver uma fotografia de Naomi, ao colo da mãe, no livro Inside Out, a autobiografia da banda pelo baterista Nick Mason.

Em 2014, no desfile de Calvin Klein Collection, em Nova Iorque, ao lado de Lupita Nyong’o e Anna Wintour © Larry Busacca/Getty Images for Mercedes-Benz Fashion Week

O primeiro namoro já enquanto estrela de Hollywood foi com o ator Heath Ledger. Os dois formaram um casal entre agosto de 2002 e maio de 2004. Um ano depois, a atriz a sua relação mais duradouro até à data, com o ator, argumentista, produtor e realizador Liev Schreiber. Estiveram juntos durante 11 anos, com direito a várias aparições em passadeiras vermelhas. Tiveram dois filhos: Sasha nasceu em 2007 e  Samuel Kai em 2008. Depois da rodagem do filme O Véu Pintado, de 2006, Naomi afirmou ter-se aproximado do budismo, embora não se tenha convertido propriamente à religião. Em 2006, tornou-se embaixadora do Programa Conjunto das Nações Unidas para o HIV.

Na fotogaleria, reunimos algumas imagens de Naomi Watts ao longo dos últimos 25 anos. Dos primeiros anos de carreira, ainda na Austrália, à chegada a Hollywood, veja a evolução do estilo da atriz que celebra, esta sexta-feira, 50 anos.