O Ministério Público (MP) aconselhou esta quinta-feira a Câmara de Lisboa a “reponderar” o projeto de requalificação que envolve os terrenos da antiga Feira Popular, “com vista a acautelar possíveis ilegalidades”, indicou à Lusa a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Esta posição foi transmitida pelo MP num “conjunto de questões” que dirigiu esta quinta-feira à autarquia, a respeito do projeto conhecido como Operação Integrada de Entrecampos.

“No ofício indaga-se sobre a disponibilidade da Câmara Municipal de Lisboa para reponderar o procedimento com vista a acautelar possíveis ilegalidades”, pode ler-se numa resposta escrita enviada à Lusa, que indica que o documento foi endereçado ao líder do executivo municipal, o socialista Fernando Medina, com conhecimento da presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, Helena Roseta.

O segundo conjunto de questões sobre o projeto foi remetido pelo MP na véspera da hasta pública, relativa a duas parcelas e dois lotes de terreno em Entrecampos, onde se localizava a antiga Feira Popular.