O treinador Lito Vidigal disse esta segunda-feira que o Vitória de Setúbal vai fazer tudo para derrotar o Sporting de Braga, na partida dos oitavos de final da Taça de Portugal em futebol, marcada para terça-feira, no Bonfim.

Apesar dos elogios que tece ao adversário, o técnico dos setubalenses prometeu, em conferência de imprensa, um Vitória a lutar pela passagem aos quartos de final de uma competição que o clube já venceu por três vezes (1965, 1967 e 2005).

“O Braga tem vindo há 10 anos a crescer de forma progressiva. É uma equipa forte e, aos poucos, vai até roçando a possibilidade de ser campeão. No entanto, já perdeu este ano (1-0 no reduto do FC Porto) e a nossa intenção é competir para tentar vencer. Sabemos que há diferenças, mas, dentro do que somos, queremos seguir em frente”, disse.

Para surpreender os bracarenses, Lito Vidigal salientou a necessidade de a sua equipa não alterar a postura que tem tido até aqui na presente temporada.

“O importante é sermos iguais a nós próprios e não perdermos a identidade. A equipa tem trabalhado muito e tido uma atitude fantástica. É uma equipa leal, porque disputa todos os lances com intensidade, mas sem maldade nenhuma, apesar de muitas vezes quererem fazer parecer o contrário”, lamentou.

O treinador considera mesmo que o Vitória de Setúbal tem sido prejudicado pela ideia que se tenta passar de que a sua equipa é agressiva em excesso e maldosa. “É uma mentira e não deixo que isso aconteça, porque os meus jogadores têm de ser protegidos e são profissionais extraordinários. Às vezes, as calúnias levam a que os árbitros marquem faltas aos meus jogadores que eles não cometem. Reforço que a minha equipa é competitiva, briosa, humilde, muito trabalhadora, intensa e extremamente respeitosa”, disse.

Lito Vidigal considera que o avançado brasileiro Dyego Sousa, que já marcou 14 golos pelo Sporting de Braga na presente época, é uma ameaça para a sua equipa, mas assegura que o brasileiro não terá uma atenção especial.

“O Dyego (Sousa) é o melhor ponta de lança a atuar neste momento em Portugal, mas não vamos olhar para ele de forma diferente. Respeitamo-lo, como fazemos com toda a equipa do Braga. Acima de tudo, vamos olhar para a nossa equipa e perceber de que forma é que podemos ganhar este jogo”, vincou.

Questionado sobre a notícia da doença do defesa Nuno Pinto, que no domingo anunciou uma interrupção na carreira por estar a lutar contra um linfoma na região inguinal, o treinador considera que a melhor solução é não falar mais no assunto. “Não devemos falar mais sobre isso e sim ajudar o Nuno (Pinto), dando-lhe o nosso apoio pessoal, presença, conforto, carinho e amor”, afirmou.

Vitória de Setúbal e Sporting de Braga defrontam-se na terça-feira, pelas 19h00, no Estádio do Bonfim, em Setúbal, em partida dos oitavos de final da Taça de Portugal.