Arte Urbana

Obras de Banksy estarão em Lisboa entre junho e outubro. É mais uma exposição não autorizada pelo artista

Chama-se "Banksy: Génio ou Vândalo?" e pode ser visitada entre 14 de junho e 27 de outubro. Incluirá "mais de 70 obras originais", cedidas não pelo artista mas por "vários colecionadores privados".

Banksy

Entre 14 de junho e 27 de outubro, mais de 70 obras do artista de rua inglês Banksy estarão em exposição em Lisboa, mais particularmente na Cordoaria Nacional. Apresentada como “a primeira grande exposição de Banksy em Portugal”, a mostra incluirá obras agrupadas sem o aval do artista, cedidas por “vários colecionadores privados internacionais”. A própria promotora da exposição, em comunicado enviado às redações, reconhece que tal como outras exposições “dedicadas anteriormente a Banksy” mas não organizadas por ele, esta mostra “não é autorizada pelo artista”.

As obras de Banksy em exposição serão “esculturas, instalações, vídeos e fotografias” que serão “exibidas em Portugal pela primeira vez”, em mostra erigida “com a colaboração da Lilley Fine Art / Galeria de Arte Contemporânea”.

Uma impressionante instalação audiovisual especialmente criada para esta exposição irá acolher os visitantes, revelando pistas sobre o misterioso artista, destacando as suas peças mais importantes e enquadrando a sua carreira invulgar, não sem controvérsia. Entre as obras mais reconhecidas da exposição está a serigrafia original da série “Menina com um balão”, semelhante à recentemente destruída pelo próprio artista em uma ação inédita na Sotheby’s, a leiloeira londrina”, refere o comunicado.

A exposição em causa, que terá Alexander Nachkebiya como curador, já causou polémica no passado. O artista inglês repudiou por exemplo a sua montagem em Moscovo, defendendo que nunca apoiaria que se cobrasse dinheiro para poder ver as obras que criou (apesar de estas serem negociadas no mercado de arte). Embora tenha desaprovado a exposição, Banksy fez ainda assim um comentário irónico e bem-humorado sobre ela, à data: “Não estou certo de que seja a pessoa certa para me queixar de que pessoas juntem fotografias sem permissão”. Em Moscovo, a exposição recebeu cerca de 200 mil visitantes nos primeiros dois meses, refere o The Guardian.

Artista de rua vincadamente político, cuja identidade tem sido motivo de dúvida e investigação (até ver infrutífera) há vários anos, Banksy é um dos artistas mais populares e mediáticos do presente. A sua popularidade tem sido aliás alimentada pelo mistério em torno da sua identidade, mas foram as obras e a originalidade nos métodos de produção e propagação das mesmas que o tornaram numa das figuras maiores da arte urbana mundial.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: gcorreia@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)