Passadeira Vermelha

Elle, Selena e Farahani. Cannes já começou e dá lugar às novas

Elle Fanning deslumbrou, Selena Gomez estreou-se e a iraniana Golshifteh Farahani provou que Cannes também se faz de outras latitudes. O festival arrancou esta terça-feira. Veja as imagens.

Costuma primar pela discrição, mas na passadeira vermelha da grande noite de abertura das hostilidades no Festival de Cinema de Cannes, foi impossível ignorar Elle Fanning. Quase sempre irrepreensível em eventos de moda e em outros momentos dignos de cauda, a atriz de 21 anos, a mais nova dentro do júri desta edição, tem chamado atenções desde que aterrou na riviera francesa. Porém, ontem ao entardecer, o brilho do seu Gucci esvoaçante conseguiu ofuscar praticamente tudo e todos. A prova de que o batalhão de fotógrafos se rendeu ao look, coroado com um coque hollywoodesco e joias Chopard, está num arquivo carregado de imagens para a posteridade da jovem estrela.

“The Dead Don’t Die”, de Jim Jarmusch, foi o filme que inaugurou o festival, e para além da presença do elenco a noite contou com uma série de celebridades, habituais nesta montra de estilo de glamour… à francesa. Selena Gomez pisou pela primeira vez o tapis rouge, em Louis Vuitton, enquanto novas caras como a iraniana Golshifteh Farahani, em Givenchy, e Araya Hargate, em Ralph & Russo, também chamam atenções.

Mas Cannes não abre mão das suas veteranas. Julianne Moore seguiu a receita infalível para qualquer mulher ruiva e vestiu-se de verde, uma criação de alta-costura da Dior. Chloë Sevigny, pouco convencional, exibiu um Saint Laurent, cheia de atitude. Tilda Swinton brilhou num dos seus designers de estimação, Haider Ackermann.

As manequins, como sempre, formam uma espécie de campeonato à parte. Também raramente exibem outfits irrepreensíveis, verdade seja dita. A noite de abertura contou com a presença de Alessandra Ambrosio, com um vestido branco esvoaçante (e com uma penugem pelo meio) da dupla Ralph & Russo, Izabel Goulart, que optou pela sobriedade de uma criação Etro, o anjo da Victoria’s Secret Romee Strijd, que escolheu um modelo da mesma marca, e Barbara Meier, ela que, de todas as opções que tinha à disposição, escolheu um designer libanês especializado em vestidos de noiva.

Na fotogaleria, reunimos estes e outros visuais da primeira de muitas noites em Cannes. O festival arrancou esta terça-feira e prolonga-se até dia 25 de maio.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)