A portuguesa Kazzify, que desenvolveu uma plataforma para facilitar a compra e venda de casas sem a intervenção e o custo de um intermediário, vai iniciar atividade. O objetivo, refere a empresa em comunicado, é “vender imóveis de forma rápida e fácil sem as pesadas comissões”, mas assegurando a “total transparência” para os utilizadores. Para isso, o serviço da Kazzify terá um comissão fixa de 1.999 euros, independentemente do tipo de imóvel, que será cobrado caso haja uma transação efetiva, ou seja, a venda do imóvel.

Do lado do vendedor, a Kazzify, que está disponível online ou através de uma app, oferece serviços como fotografias profissionais do imóvel, visitas virtuais, uma planta 3D e a divulgação em vários sites e portais, bem como o acesso ao perfil do potencial comprador e apoio na gestão do processo de venda. Já o comprador “poderá obter uma maior margem pela redução do valor da comissão e obter toda a informação da casa necessária”. Assim, comprador e vendedor podem negociar diretamente mas o processo de venda é todo monitorizado.

O desenvolvimento do conceito e modelo Kazzify resultou de uma análise aprofundada do mercado português e da possibilidade de integrar novos modelos de negócio em combinação com uma larga experiência no setor imobiliário e nas diversas vertentes do negócio”, explicou Vasco Pereira Coutinho, administrador da Kazzify, citado em comunicado.

O facto de a empresa cobrar uma comissão fixa pelo seu serviço mostra, nas palavras de Vasco Pereira Coutinho, que se trata de uma alternativa “ao modelo tradicional em alguns países na Europa”. “Queremos juntar este conceito de comissionamento à tecnologia de ponta e ser um motor de aceleração digital de negócios num dos mais importantes setores da economia”, acrescentou o administrador.

A Kazzify conta atualmente com uma equipa de cinco pessoas, liderada por Marta Gonçalves, e atua no distrito de Lisboa e Porto.