É Van de Beek para o mundo do futebol. Van de Beek, o médio do Ajax. Van de Beek, o médio da seleção holandesa. Van de Beek, elemento importante de uma geração promissora da Holanda que também inclui De Jong e De Ligt. Mas fora dos relvados, rodeado de câmaras, microfones e perguntas atropeladas por outras, só responde por um nome: Donny. O jogador de 22 anos olha de imediato quando ouve o primeiro nome e não o apelido e recebe todos os pedidos com simpatia.

A temporada que agora termina foi a época de revelação de Van de Beek. O médio holandês foi crucial ao longo do ano no xadrez montado por Erik ten Hag no Ajax, chegou às meias-finais da Liga dos Campeões com a equipa de Amesterdão e esteve na final da Liga das Nações com a seleção. Depois de conquistar a Liga holandesa e a Taça da Holanda com o clube (e já após falhar a passagem à final da Champions, ao perder com o Tottenham), aquele que é atualmente um dos melhores médios a atuar na Europa não conseguiu carimbar o primeiro troféu da carreira ao nível de seleções. A Holanda perdeu com Portugal na final da Liga das Nações e voltou a adiar o fim do jejum que dá dura há 31 anos, quando venceu o Europeu, num percurso que o selecionador Ronald Koeman considera em construção mas ainda longe dos objetivos.

“Nunca é bom perder finais. Demos tudo aquilo que tínhamos mas foi difícil. É difícil perder. Mas também não fizemos tudo aquilo de que somos capazes”, disse Van de Beek ao Observador, com um semblante carregado e visivelmente triste. O médio do Ajax faz parte do novo grupo de jogadores holandeses que está a tentar colocar a Laranja Mecânica novamente na alta roda do futebol internacional e garante que “confia” nos colegas e na equipa técnica. “Acho que podemos voltar a lutar por finais. Há cerca de um ano a situação era muito difícil, toda a gente viu que as coisas não estavam fáceis. Mas acho que já mostramos que estamos de volta e que jogamos melhor futebol e que somos um grupo mais coeso. Confio em nós”, acrescentou.

Parte de uma equipa onde De Jong já está garantido no Barcelona desde janeiro e De Ligt é um dos pratos fortes do mercado de verão que agora arrancou, a verdade é que Van de Beek tem passado um pouco ao lado dos rumores de transferências que pairam à volta do Ajax. Ainda assim, o médio tem sido constantemente associado ao Chelsea, ao Barcelona e até ao Real Madrid – mas não deixa escapar nenhuma pista. “Não sei o que vai ser o meu futuro, não posso falar sobre isso ainda. Tenho contrato com o Ajax e estou muito feliz”, explicou.

E o Ajax, pode voltar a lutar pela Liga dos Campeões como fez esta temporada? “Sim, acho que sim, claro que sim. Temos jogadores muito bons e um grupo muito forte. O clube é muito importante e essa possibilidade existe sempre”, garante Van de Beek, que marcou à Juventus em Turim nos quartos de final da Champions e foi o melhor jogador da equipa holandesa na primeira mão das meias-finais com o Tottenham. Donny não é tão falado como De Jong e não é tão falado como De Ligt – mas é mais um talento em bruto saído da formação do Ajax que promete conquistar a Europa assente na enorme temporada que realizou e que agora termina.