A Switch, a consola híbrida da empresa de videojogos japonesa Nintendo, permite jogar com ligação a uma televisão ou em modo portátil. Desde que foi lançada em 2017, bateu recordes de vendas e o novo conceito trouxe lucros históricos à Nintendo. Agora, esta quarta-feira, a empresa anunciou uma nova versão, a Switch Lite, para jogar apenas em modo portátil, mas mais leve e mais barata. Chega às lojas a 20 de setembro.

A Switch Lite, ao contrário da Switch normal, não vem equipada com um adaptador para o modo TV e os comandos Joy-Con estão embutidos na consola (na original são amovíveis). Apesar de esta versão “não oferecer a possibilidade de ser ligada a uma televisão”, como diz a empresa em comunicado, vai ser mais barata, mais pequena e vai ter mais bateria. De resto, faz tudo o que a consola normal já faz e utiliza os mesmo cartuchos de jogos já disponíveis para a Switch original que funcionem em modo portátil (a maioria).

Segundo a Nintendo, ainda não há preço anunciado para Portugal. Contudo, nos EUA, a consola vai estar à venda por 199,99 dólares. Apesar de a conversão não ser direta, o valor costuma ser semelhante em euros, pelo que a Lite deverá custar em Portugal entre 180 a 210 euros, quase 100 euros mais barata do que a Nintendo Switch original.

[O vídeo em que a Nintendo revela a Switch Lite:]

O Financial Times já tinha divulgado no início do ano que a Nintendo estava a desenvolver duas novas versões da Switch, uma versão portátil, que é esta Switch Lite, e uma versão mais desenvolvida da atual com mais bateria e um ecrã maior, que ainda não foi anunciada. Ao apostar numa versão da Switch apenas portátil a Nintendo está a focar-se num mercado em que tem sido líder desde 1989, o das consolas portáteis. Em novembro, a empresa vai lançar uma nova edição do Pokémon, um jogo que tem saído apenas para as consolas portáteis da Nintendo e que foi um motor de vendas para o Game Boy, a Nintendo DS e a Nintendo 3DS.