O músico norte-americano Bob Dylan lança o seu próximo disco, intitulado “Rough and Rowdy Ways”, no dia 19 de junho, tratando-se do primeiro álbum de originais desde “Tempest”, de 2012.

Dylan, 79 anos, que anunciou esta sexta-feira o lançamento do novo disco, divulgou também mais um tema inédito – “False Prophet” – o terceiro que o músico apresenta desde o passado mês de março.

Anteriormente Bob Dylan divulgou “Murder Most Foul“, uma canção de 17 minutos que aborda o assassínio do presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy; e “I Contain Multitudes”, um título inspirado no poema “Sond of Myself” de Walt Whitman.

Bob Dylan lança canção nova oito anos depois. Tem quase 17 minutos

Apesar de não ter sido confirmado oficialmente, supõe-se que os temas “Murder Most Foul”, “I Contain Multitudes” e “False Prophet” integram o novo álbum de Bob Dylan. No serviço da aplicação Apple Music surge “Rough and Rowdy Ways” como um álbum composto por dez canções e onde constam os três temas recentemente divulgados.

A página oficial do músico na internet refere que “Rough and Rowdy Ways” é um álbum duplo que também vai ser editado em vinil. Na sua conta na rede social, o artista também partilhou a novidade.

Publicação de Bob Dylan no Instagram

Vencedor do Prémio Nobel da Literatura, Bob Dylan prevê realizar vários concertos em vários pontos dos Estados Unidos durante o verão.

Mesmo assim, as datas precisas ainda não foram confirmadas porque dependem das normas de confinamento e de proibição de concertos aplicadas pelas autoridades como medidas contra a propagação da pandemia do novo coronavírus.

O mais recente disco de Dylan data de 2017, de nome “Triplicate”, o primeiro triplo álbum de carreira, com 30 versões de clássicos da música norte-americana,

Nos últimos anos, o músico tem vindo também a publicar álbuns com gravações ao vivo de muitos dos concertos que tem dado nas últimas décadas.

Bob Dylan foi distinguido em 2016 com o Nobel da Literatura por “ter criado novas formas de expressão poéticas no quadro da grande tradição da música americana”.