Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O príncipe Philip deu entrada esta terça-feira à noite no Hospital King Edward VII, em Londres, confirmou entretanto o palácio de Buckingham, citado pela imprensa britânica.

Aos 99 anos, e a caminho de atingir a marca do centenário, a 10 de junho, o marido da rainha Isabel II terá seguido o conselho do seu médico e sido internado depois de sentir uma “indisposição”. A decisão foi tomada como uma “medida de precaução”.

De acordo com um porta-voz do palácio, o duque de Edimburgo “deverá permanecer no hospital alguns dias para ser observado e repousar”.

À Sky News, uma fonte da casa real britânica adiantou que a indisposição do príncipe não está relacionada com a Covid-19 nem teve carácter de urgência — o duque não terá precisado de ajuda para se dirigir ao hospital, tendo seguido para o destino de automóvel. Enquanto isso, Isabel II permanece em Windsor, onde o casal tem permanecido em contexto de pandemia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Retirado dos compromissos oficiais desde 2017, Philip protagonizou uma rara aparição num evento no passado verão.

Príncipe Philip: 5.496 discursos, 22.219 eventos e muitas gafes

Não é a primeira vez que o duque dá entrada no hospital King Edward VII, também pelo seu próprio pé e como medida preventiva. Em dezembro de 2019, quando se encontrava em Sandringham, dispensaria ambulância quando rumou à capital britânica para observação e tratamento de um problema de saúde pré-existente por conselho do seu médico privado. Quatro noites depois, regressaria à residência privada da monarca britânica, em Norfolk, na véspera de Natal.

O historial clínico mais recente não fica por aqui. Em fevereiro desse ano, surgira a notícia de que o duque abdicara da sua carta de condução depois de ter estado envolvido num acidente de carro com outra viatura.

Aos 97 anos, Príncipe Philip sai ileso de acidente de automóvel perto de Sandringham

Em 2011 recebeu tratamento por causa de uma artéria bloqueada e no ano seguinte foi obrigado a falhar o concerto do Jubileu de Diamante da Rainha na sequência de uma infeção urinária. Em 2013 foi internado para ser operado ao abdómen e em 2014 foi novamente operado à mão direita.

Isabel II e o marido foram vacinados contra a Covid-19 em janeiro passado. Buckingham anunciava então que tomara a rara iniciativa de comentar a saúde da monarca para evitar imprecisões e especulações, explicando que a rainha decidira avisar a toma da sua dose da vacina.