Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

“Ficaste em silêncio ou foste silenciada?” A pergunta feita por Oprah Winfrey marca o arranque de um de dois teasers da entrevista que vai para o ar na norte-americana CBS no próximo dia 7 de março. Não se conhece, por enquanto, a resposta de Meghan Markle, mas restam poucas dúvidas sobre o quão explosiva esta entrevista poderá ser: não só porque passou de 90 minutos para duas horas, como pelo facto de Winfrey esclarecer que não há tópicos de conversa proibidos.

Os vídeos de poucos segundos revelam pouco, mas revelam o suficiente para aumentar o burburinho em torno da tão aguardada entrevista. A certa altura Oprah parece citar Meghan, esta que terá dito que os 20 meses enquanto membro sénior da realeza foram “quase impossíveis de sobreviver”. A apresentadora e entrevistadora norte-americana não faz por menos e chega a comentar que, no decorrer da entrevista, são ditas coisas “chocantes”.

Uma das intervenções de Harry também é conhecida, ele que num dos vídeos é visto a dizer que o grande receio era que a história se repetisse, numa clara alusão à morte da mãe, a princesa Diana, que perdeu a vida há 23 anos em Paris. O duque afirma ainda que deixar a família real foi “incrivelmente difícil”. Noutro, o príncipe diz estar “muito aliviado e feliz” por estar sentado a conversar na companhia de Meghan, “porque não consigo nem imaginar como deve ter sido para ela [Diana] passar por este processo sozinha há tantos anos”. “Porque tem sido incrivelmente difícil para nós os dois, mas, pelo menos, temo-nos um ao outro.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nos trailers, uma Meghan visivelmente grávida surge a usar um vestido preto da Armani, avaliado em 4.700 dólares (quase 4 mil euros). A duquesa não chega a dizer nada nos curtos vídeos, mas é possível perceber que, a determinada altura, é apenas ela quem está a ser entrevista pela amiga Oprah nos jardins da sua mansão em Montecito, na Califórnia. De acordo com a Page Six, os duques não vão ser pagos pela entrevista.

Rainha fala à nação no dia da entrevista dos Sussex a Oprah

Segundo o Daily Mail, esta terá sido, na opinião da própria Oprah Winfrey, a melhor entrevista que já fez — esse é, pelo menos, o relato da melhor amiga Gayle King. A entrevista está marcada para as oito da noite de domingo (à uma da manhã de segunda-feira, no Reino Unido), sendo que, no mesmo dia, a rainha Isabel II fala à nação. Sabe-se que a conversa com os duques de Sussex terá sido reeditada ou mesmo parcialmente regravada devido à reação que obteve no seio da família real e na sequência da hospitalização do duque de Edimburgo, de 99 anos.

O certo é que a polémica conversa surge dias depois da participação de Harry no programa “Late Late Show”, apresentado pelo britânico James Corden. Ao longo de 17 minutos de conversa, Harry comenta que a mudança para a Califórnia foi mais “dar um passo atrás” do que deixar a realeza — no programa percebe-se ainda que Meghan trata o marido pela alcunha “Haz” e que a rainha ofereceu ao neto, pelo Natal, uma máquina de fazer waffles. O duque de Sussex comenta ainda, questionado por Corden, como a pressão de estar em Londres estava a destruir a sua saúde mental e condena os media “tóxicos”.