As largas centenas de jovens que se encontravam na zona de Santos, em Lisboa, começam a dispersar pelas 23h00, hora em que os restaurantes e bares encerraram esta quinta-feira para evitar os ajuntamentos de milhares de pessoas.

Numa medida piloto que envolveu a junta de freguesia da Estrela e 13 empresários da área da restauração e bares de Santos foi decidido antecipar três horas o encerramento dos locais de hoje até domingo de modo a controlar os ajuntamentos noturnos que têm sido habituais naquela zona ribeirinha.

Além do encerramento dos estabelecimentos, a PSP destacou para a zona vários agentes que circulam em grupo e fiscalizam o cumprimento das regras e impedem os ajuntamentos.

Os jovens cumpriram as ordem dos donos dos estabelecimentos e saíram ordeiramente quando estes encerraram, constatou a Lusa no local.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Além da PSP estava no local uma equipa de fiscais para controlar o encerramento dos espaços na zona.

Nas últimas semanas, Lisboa tem registado situações de criminalidade violenta em contexto de diversão noturna, nomeadamente no Bairro Alto, Cais do Sodré e Santos, com ocorrências de esfaqueamentos.

O levantamento gradual das restrições em função da vacinação contra a covid-19 arrancou em 01 de agosto, com regras aplicáveis em todo o território continental, inclusive o limite de horário de encerramento até às 02h00 para a restauração.