Momentos-chave
Histórico de atualizações
  • Este liveblog fica por aqui. Continue a acompanhar-nos aqui:

    Covid-19. Brasil aproxima-se das 477 mil mortes desde o início da pandemia

  • Mais um positivo na seleção espanhola: Diego Llorente

    Depois de Sergio Busquets, também Diego Llorente testou positivo à Covid-19, tornando-se no segundo jogador da seleção espanhola a contrair o vírus.

    Busquets acusou positivo dois dias depois do jogo com Portugal, na passada sexta-feira, dia 4 de junho.

    Todos os jogadores portugueses foram testados depois disso tendo dado negativo. Soube-se entretanto que todos eles tinham sido vacinados durante o mês de maio.

    A Seleção Nacional já foi vacinada contra a Covid-19

  • Portugal recebe na próxima semana primeiros turistas com certificado de vacinação

    Siza Vieira anunciou que visitantes provenientes dos EUA “com duas vacinações completas de uma marca reconhecida pela EMA poderão fazer viagens não-essenciais” para Portugal a partir de segunda-feira.

    Portugal recebe na próxima semana primeiros turistas com certificado de vacinação

  • Lisboa não avança no desconfinamento. Estas são as restrições que continuarão a vigorar

    O teletrabalho continua obrigatório (e não recomendado) sempre que possível. O comércio continua a ter de encerrar mais cedo. E os restaurantes e espectáculos não podem prolongar-se depois das 22h30.

    Lisboa não avança no desconfinamento. Estas são as restrições que continuarão a vigorar

  • Lisboa "não irá progredir relativamente ao desconfinamento", anuncia Fernando Medina

    A região de Lisboa “não irá progredir relativamente ao desconfinamento”, anunciou o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, na TVI 24. “Lisboa não tem condições de fazer esse avanço”, reforçou, citando a situação epidemiológica na região para explicar que não haverá um alívio semelhante ao que acontecerá em outras regiões do país.

    As regras de contenção da pandemia — no que respeita, por exemplo, aos horários de funcionamento de estabelecimentos como restaurantes — deverão assim manter-se inalteradas na região.

  • Itália com mais 1900 casos e 102 mortes

    Os mais recentes números da pandemia em Itália totalizam 102 mortos e mais 1900 casos de infeção.

    O país conta com 25% da população imunizada, o que corresponde a 13 milhões de pessoas já com as duas doses da vacina.

    O número total de casos de contágio é de 4.235.592.

  • Taxa de incidência baixa em Espanha

    Segundo dados do jornal El País, que cita os mais recentes números do ministério da saúde espanhol, nas últimas 24 horas morreram 73 pessoas em Espanha.

    O número de novos contágios é de 3.504.

    Quanto ao número de vacinados, foram administradas mais 465.056 doses da vacina nas últimas 24 horas.

    A incidência acumulada baixa dois pontos, situando-se em 113 casos por cada 100.000 habitantes, nos últimos 14 dias.

  • Taxa de incidência em França baixa 23,5%

    Segundo o governo de França, o número de novos casos de Covid-19 foi de 6816 casos, registando-se ainda 76 mortes, menos 36,1% do que nos últimos sete dias.

    A taxa de incidência baixou para 72 casos por 100.000 habitantes.

    O número de infetados sobe, assim, para os 5.713.917. O número médio de hospitalizações continua a descer, registando-se mais 394, menos 22,8% nos últimos sete dias.

  • Guiné-Bissau regista mais três casos positivos

    A Guiné-Bissau registou mais três casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo dados divulgados esta terça-feira pelo Alto Comissariado para a Covid-19.

    Segundo os dados, na segunda-feira, foram registados mais três casos para um total acumulado de 3.790 e realizados 243 testes.

    O Alto Comissariado para a Covid-19 indica também que mais duas pessoas foram dadas como recuperadas da doença para um total acumulado de 3.535 e que há 181 casos ativos no país. Segundo o boletim diário, quatro pessoas estão internadas devido à doença.

  • Madeira regista quatro novos casos e contabiliza menos de 100 ativos

    A Madeira registou esta terça-feira quatro novos casos de Covid-19 e 15 recuperados, anunciou a Direção Regional da Saúde (DRS), referindo que a região contabiliza atualmente 97 casos de infeção ativos.

    Entre os novos positivos, há a registar um caso importado da região de Lisboa e Vale do Tejo. Os restantes três são de transmissão local, “na sua maioria já associados a contactos de casos positivos”.

    Com 15 recuperações nas últimas 24 horas, a Madeira contabiliza até à data 9.338 pessoas recuperadas. O arquipélago assinala também 72 mortos associados à doença.

  • Reino Unido regista novamente mais de 6.000 casos diários

    Segundo o governo britânico, o número de casos diários de infetados no país situou-se esta terça-feira nos 6.048, além de 13 mortos.

    Aumenta, assim, o número de casos para um total de 4.528.442 infetados no Reino Unido desde o início da pandemia.

    Quanto aos números diários da vacinação, foram inoculadas com a primeira dose mais 112.941 pessoas.

    No total, o número de pessoas com a primeira dose é de 40.573.517, enquanto 306.068 já receberam as duas doses da vacina.

  • Portugal já realizou cerca de 12 milhões de testes, mais de metade este ano

    Portugal já realizou cerca de 12 milhões de testes à Covid-19 desde o início da pandemia, sendo que mais de metade (53%) foram feitos nos primeiros cinco meses deste ano, disse esta segunda-feira o coordenador da “task-force” da testagem.

    “O mês de janeiro foi o mês em que mais testámos, mais de 1,6 milhões”, afirmou Fernando Almeida na Comissão Eventual para o acompanhamento da aplicação das medidas de resposta à pandemia da doença Covid-19 e do processo de recuperação económica e social, onde foi ouvido a pedido do PSD.

    O coordenador da “task-force” para a promoção do “Plano de Operacionalização da Estratégia de Testagem em Portugal” precisou que 22 de janeiro foi o dia em que foram realizados mais testes (77 mil), adiantando que nessa altura a taxa de positividade atingiu os 20,2%.

    Realçou o “grande esforço” que a “task-force” tem feito para manter os níveis de testagem: “Em abril chegámos a fazer quase 99 mil testes, mas aqui com uma diferença significativa em que a positividade era apenas de 0,8%”. Em média, foram feitos 40 a 50 mil testes por dia, uma média que tem sido mantida semanalmente, adiantou Fernando Almeida.

  • Vacina da Janssen recomendada a todos os homens com mais de 18 anos

    A vacina da Janssen contra a Covid-19 passa a ser recomendada a todos os homens com idade igual ou superior a 18 anos, segundo a norma da Direção-Geral da Saúde, atualizada esta terça-feira.

    No caso das mulheres, esta vacina continua a ser recomendada apenas para as que têm mais de 50 anos.

    Vacina da Janssen contra a Covid-19 recomendada para homens a partir dos 18 anos

  • Quase 25 mil testes realizados em Lisboa e Vale do Tejo entre 27 de maio e 7 de junho

    Perto de 25 mil testes à Covid-19 foram realizados em Lisboa e Vale do Tejo entre 27 de maio e 7 de junho, com uma taxa de positividade de 0,17%, segundo dados divulgados pela task-force do plano de testagem.

    No âmbito do Plano de Intervenção de Testagem na Região de Lisboa, foram realizadas 51 iniciativas nesta região, que tem merecido “alguma preocupação acrescida” devido ao aumento do número de casos, disse o coordenador da task-force para a promoção do “Plano de Operacionalização da Estratégia de Testagem em Portugal”, Fernando Almeida, na Assembleia da República.

    Ouvido na Comissão Eventual para o acompanhamento da aplicação das medidas de resposta à pandemia da doença Covid-19 e do processo de recuperação económica e social, a requerimento do PSD, Fernando Almeida afirmou que estão a “testar significativamente” na região de Lisboa e Vale do Tejo, que nas últimas 24 horas registou 348 novos casos de infeção com o coronavírus SARS-CoV-2, de um total de 598 registados em todo o país.

    Os 24.690 testes realizados entre 27 de maio e 7 de junho, foram feitos em zonas de concentração e convívio, interfaces de transportes, zonas de grande circulação, restauração, estabelecimentos de educação e ensino, táxis e viaturas TVDE, entre outros contextos.

  • Alentejo e região Centro mais adiantadas na vacinação. Algarve, Açores e Lisboa e Vale do Tejo mais atrasadas

    Em termos geográficos, as regiões Centro e Alentejo são as que estão mais avançadas no processo de vacinação das suas populações — algo que poderá estar relacionado com características demográficas. Já as regiões de Algarve, Açores e Lisboa e Vale do Tejo estão mais atrasadas.

    O Alentejo é a região onde uma maior percentagem da população já foi vacinada: 47% (47 pessoas em cada 100) já receberam pelo menos uma primeira dose e 27% estão totalmente vacinadas. Logo a seguir surge a região Centro, com 44% das pessoas com primeira dose recebida e 27% totamente vacinadas.

    Em contraponto, na região de Lisboa e Vale do Tejo — a que concentra atualmente um número mais elevado de casos diários de infeção — só 37% das pessoas receberam uma primeira dose e só 19% (menos de uma em cada cinco) estão totalmente vacinadas.

    Nos Açores, a proporção é de 35% de pessoas com primeira dose e de 19% já vacinadas por completo. E no Algarve é de 34% de pessoas com primeira dose e 22% de pessoas totalmente vacinadas.

    Na região Norte, 38% de pessoas receberam uma primeira dose — um número muito semelhante ao que se verifica em Lisboa e Vale do Tejo — mas a percentagem de pessoas totalmente vacinadas é de 24%, significativamente mais do que em LVT (19%).

  • Fogareiros proibidos na via pública, operações STOP e restrições à circulação: as medidas para os Santos Populares em Lisboa

    A PSP e a Polícia Municipal divulgar o plano para a celebração dos Santos Populares em Lisboa, que vai contar com o “controlo de acesso” e “limitação rodoviária e pedonal” em várias partes da cidade.

    Fogareiros proibidos na via pública, operações STOP e restrições à circulação: as medidas para os Santos Populares em Lisboa

  • Vacinação intensificou-se em Portugal para quem tem 50's, 60's e 70's. Mas nos 65 a 79 anos, metade ainda não está totalmente vacinada

    A administração de vacinas por grupo etário populacional também se alterou ao longo da última semana. A vacinação intensificou-se nas faixas etárias dos 50 anos, 60 anos e 70 anos, embora sejam estes os grupos etários que mais carecem ainda de vacinas para se protegerem da Covid-19.

    Na faixa etária dos 80 anos ou mais, o grupo populacional mais débil e onde a infeção pelo novo coronavírus é mais letal, os níveis de proteção estão já elevados: 97% das pessoas receberam uma primeira dose, 92% das pessoas estão inteiramente vacinadas. Há uma semana, essa proporção era de 96% (primeira dose) e 91% (segunda dose).

    Na faixa etária dos 65 aos 79 anos, a segunda mais frágil em caso de infeção, 94% das pessoas em Portugal receberam uma primeira dose mas apenas metade (51%) têm a vacinação completa. Há uma semana essa proporção era de 93% com primeira dose e 42% com vacinação completa, o que significa um pequeno salto (de 42% para 51%) na percentagem de pessoas já inteiramente vacinadas.

    Na faixa etária dos 50 aos 64 anos, 59% das pessoas receberam uma primeira dose de vacinas e 26% das pessoas estão inteiramente vacinadas. Há uma semana a proporção era de 52% com primeira dose e 18% totalmente vacinadas, o que também significa um crescimento significativo no período de uma semana.

    A vacinação está mais atrasada, devido à prioridade dada à população de idade mais avançada, nas faixas etárias dos 25 aos 49 anos (15% com primeira dose, 9% totalmente vacinados), dos 18 aos 24 (5% com primeira dose, 3% totalmente vacinados) e até aos 17 anos (0% com primeira dose e 0% vacinados).

  • Quase um milhão de doses de vacinas por distribuir em Portugal

    No que se refere à diferença entre o número de doses de vacinas contra a Covid-19 recebidas em Portugal e o número de doses posteriormente distribuídas, há quase um milhão de doses de vacinas que chegaram mas ainda não foram administradas.

    O número de doses de vacinas que chegaram a Portugal é agora superior a 7.2 milhões (7 263 540). Dessas, foram distribuídas menos de 6.3 milhões (6 299 315).

  • Numa semana, mais de 330 mil pessoas passaram a estar totalmente vacinadas em Portugal

    O relatório de vacinação que a Direção-Geral da Saúde acaba de divulgar reporta ainda que ao longo da última semana, mais de 200 mil pessoas (222.341) receberam uma primeira dose de vacinas contra a Covid-19.

    Há agora quase 4 milhões de pessoas em Portugal com uma primeira dose recebida (3.986.585, equivalente a 39% dos portugueses).

    A variação ao longo da última semana foi maior, porém, no número de pessoas que em Portugal têm a vacinação completada: mais de 300 mil pessoas (333.769) passaram a estar totalmente vacinadas, não precisando de mais nenhuma dose adicional, ao longo da última semana. Existem agora mais de 2.3 milhões de pessoas (2.315.000) inteiramente vacinadas.

  • Vacinação em Portugal: 39% com 1ª dose, 23% (quase um em cada 4) inteiramente vacinados

    Em Portugal, 39% das pessoas já receberam uma primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 23% (quase um em cada quatro) estão completamente vacinados.

    Os dados acabam de ser divulgados pela Direção-Geral da Saúde, na sua atualização semanal da evolução do programa de vacinação contra a Covid-19 em Portugal.

1 de 3