Momentos-chave
Histórico de atualizações
  • Vamos encerrar por aqui este liveblog, que acompanhou a atualidade relacionada com a Covid-19 ao longo desta terça-feira.

    Continue a seguir-nos, por favor, nesta nova ligação.

    AstraZeneca garante que irá cumprir meta de entrega de vacinas à Europa

    Muito obrigado!

  • Covid-19. Dinamarca aprova confinamentos e hospitalizações forçadas

    O parlamento da Dinamarca aprovou hoje uma nova lei de gestão de epidemias que prevê confinamentos e hospitalizações forçadas, mas não a vacinação obrigatória para a covid-19, ao contrário do projeto-lei.

    Aprovada ao fim de cerca de 4 meses de discussão parlamentar acesa, a nova legislação substitui um pacote legislativo temporário aprovado em março do ano passado, no início da pandemia de covid-19.

    Indivíduos que estejam infetados com uma doença infecciosa poderão agora ser obrigados a confinamento ou hospitalização pelas autoridades.

  • Covid-19. Sociedade Brasileira de Virologia admite "grande probabilidade" de variante de Manaus se tornar dominante em Portugal

    O presidente da Sociedade Brasileira de Virologia alerta que variante de Manaus pode tornar-se dominante em Portugal. Flávio Guimarães da Fonseca diz ainda que a pandemia no Brasil “continua intensa”.

    Covid-19. Sociedade Brasileira de Virologia admite “grande probabilidade” de variante de Manaus se tornar dominante em Portugal

  • Alentejo é a região com maior percentagem de pessoas vacinadas com a primeira dose (7%)

    O Alentejo volta a ser a região onde a percentagem de população vacinada com a primeira dose é mais elevada (7%). Já 4% tem a vacinação completa. Ao todo, foram administradas 51.347 doses.

    Mas é em Lisboa e Vale do Tejo que o número de vacinas administradas é maior (221.815). Receberam a primeira inoculação 4% da população.

  • Na faixa etária dos 65 aos 79 anos, a vacina chegou a 2% da população

    Já no caso da população entre os 65 e os 79 anos, 24.108 pessoas completaram a vacinação (2% da população neste grupo), mais 6.927 cidadãos.

    Neste grupo, receberam a primeira dose 36.921 pessoas, mantendo-se a percentagem de cerca de 2% da população nesta faixa etária que já teve a primeira inoculação.

  • 19% da população com 80 ou mais anos recebeu a primeira dose da vacina

    Na análise por idades, o relatório semanal da DGS sobre a vacinação em Portugal revela que 8% da população com 80 ou mais anos recebeu as duas doses da vacina contra a Covid-19, ou seja, mais 9.479 pessoas do que na semana anterior (no último relatório, 7% da população neste grupo etário tinha a vacinação completa).

    Neste grupo etário, a percentagem de pessoas com apenas uma dose da vacina subiu de 12% para 19% no espaço de uma semana: até domingo, 126.259 pessoas neste grupo tinham recebido uma dose da vacina, mais 46.485 do que na semana anterior.

    Já no caso da população entre os 65 e os 79 anos, 24.108 pessoas completaram a vacinação (2% da população neste grupo), mais 6.927 cidadãos.

    Neste grupo, receberam a primeira dose 36.921 pessoas, mantendo-se a percentagem de cerca de 2% da população nesta faixa etária que já teve a primeira inoculação.

  • 248.708 pessoas já têm a vacinação completa, 3% da população portuguesa

    A DGS acaba de divulgar o relatório semanal sobre a vacinação em Portugal. Segundo o documento, até domingo, já receberam as duas doses da vacina 248.708 pessoas (3% da população portuguesa). São mais 46.565 vacinados do que o total contabilizado na semana passada.

    Já 433.475 pessoas têm a primeira dose (4% do total), mais 96.701 do que na semana anterior.

  • Covid-19: Centro Hospitalar Médio Tejo anuncia retoma progressiva da atividade assistencial

    O Centro Hospitalar do Médio Tejo anunciou hoje a “retoma progressiva da atividade assistencial”, com o regresso dos serviços de Ortopedia e Cardiologia à Unidade Hospitalar de Abrantes, e a retoma dos horários normais aos Serviços de Urgência Básicas.

    Em comunicado, o Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), que agrega as unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas, no distrito de Santarém, refere que, na sequência da evolução da pandemia de covid-19, iniciou na semana passada “a retoma progressiva da sua atividade assistencial”.

    Assim, é acrescentado, “os serviços que foram transferidos, temporariamente, regressaram aos locais de origem”.

  • Não há residentes em Portugal que estejam em tratamento à Covid-19

    O Governo garantiu hoje que não existem residentes em Portugal em tratamento à Covid-19 no estrangeiro e destacou a cooperação intra-europeia que tem mostrado “grande solidariedade” no combate à pandemia do novo coronavírus.

    A garantia foi dada pelo chefe da diplomacia portuguesa, Augusto Santos Silva, numa audição presencial, a requerimento do Partido Social Democrata (PSD), na Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas da Assembleia da República.

    “Não há nenhum [residente em Portugal em tratamento à Covid-19 no estrangeiro). Não há necessidade, felizmente, de ter isso agora em conta”, sublinhou Santos Silva.

  • Covid-19. Brigadas de Intervenção Rápida ativadas nos lares 431 vezes desde outubro

    As Brigadas de Intervenção Rápida (BIR), criadas para atuar em caso de surto de Covid-19 nos lares de idosos, foram ativadas 431 vezes desde outubro, mês em que começaram a funcionar, revelou hoje o último relatório do estado de emergência.

    A partir do dia 1 de outubro entraram em funcionamento as BIR que permitem responder às necessidades das respostas sociais que, por situação de surto, tenham as equipas de recursos humanos comprometidas, tendo sido já ativadas 431 brigadas”, precisa o relatório referente ao estado de emergência entre 16 e 30 de janeiro e entregue na Assembleia da República.

  • Covid-19. Assembleia Municipal de Lisboa aprova medidas de apoio às famílias e empresas

    A Assembleia Municipal de Lisboa (AML) aprovou hoje novas medidas de apoio às famílias e às empresas da cidade, que incluem apoios a fundo perdido no valor de 20 milhões de euros, no âmbito da pandemia de Covid-19.

    A proposta da autarquia lisboeta, apreciada em sessão plenária da AML, teve a abstenção de dois deputados municipais independentes e os votos favoráveis das restantes forças políticas e eleitos independentes.

  • Covid-19. PSD preocupado com 20 mil consultas por realizar no hospital de Leiria

    Os deputados do PSD eleitos pelo círculo de Leiria anunciaram hoje a preocupação com as 20 mil consultas que estão por realizar face à Covid-19, após uma reunião com a administração do Centro Hospitalar de Leiria.

    Os deputados adiantaram, numa nota de imprensa, “com milhares de consultas e cirurgias ainda por realizar, 20 mil consultas no caso do Centro Hospitalar de Leiria, a aposta na contratualização com privados e terceiro setor ajudou a mitigar alguns destes impactos”.

    Os deputados também ficaram preocupados com o “elevado número de profissionais de saúde” que ainda não foram vacinados contra a Covid-19.

  • Covid-19. Bombeiros da região de Lisboa transportaram mais de 2.500 doentes entre 16 e 30 de janeiro

    Os bombeiros da região de Lisboa e Vale do Tejo efetuaram, entre 16 e 30 de janeiro, mais de 2.500 transportes de doentes suspeitos e confirmados de Covid-19, segundo o último relatório do estado de emergência hoje divulgado.

    O relatório referente ao estado de emergência entre 16 e 30 de janeiro e entregue na Assembleia da República indica que, durante este período, foi operacionalizada, numa parceria entre a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e INEM, com o apoio dos corpos de bombeiros, uma estrutura de triagem inicial no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, para fazer face “ao elevado fluxo de doentes ao serviço de urgência”.

  • Covid-19. Cidades do norte de França em risco de confinamento local

    Algumas cidades francesas, como Dunquerque e Lille, podem adotar nos próximos dias um confinamento local semelhante ao que vai ser aplicado em Nice, quando a França regista mais de 85 mil mortos devido ao vírus, segundo as autoridades nacionais.

    A medida poderá ser tomada uma vez que o número de casos ultrapassa os 900 por 100 mil habitantes e os casos da variante do Reino Unido já perfazem quase metade dos novos casos detetados.

  • Covid-19. Governo dos Açores solicitou reforço de policiamento em Rabo de Peixe

    O Governo dos Açores solicitou o reforço de vigilância da PSP no território em que se mantém uma cerca sanitária na vila de Rabo de Peixe, revelou hoje o presidente da comissão de acompanhamento da pandemia, Gustavo Tato Borges.

    Foi […] pedido à PSP que fizesse um esforço para poder andar pelas ruas onde existem mais casos e poderem, de uma forma dissuasora, elucidar e ajudar as pessoas a que permaneçam em casa e cumpram com o recolhimento obrigatório, porque sem este cumprimento a vila de Rabo de Peixe vai continuar numa situação muito dramática”, disse o presidente da Comissão de Acompanhamento da Luta contra a Pandemia nos Açores, em conferência de imprensa em Angra do Heroísmo.

  • Covid-19: São Tomé e Príncipe com quatro óbitos num dia, maior número de sempre

    São Tomé e Príncipe registou nas últimas 24 horas quatro óbitos associados à Covid-19, o maior número num dia desde o início da pandemia, em março de 2020, elevando o total para 26 mortes, segundo as autoridades são-tomenses.

    Com estes quatro novos óbitos, sobe para sete o número de vítimas mortais numa semana.

    Fonte governamental reconheceu hoje à Lusa que é a primeira vez que São Tomé e Príncipe regista uma quantidade “tão elevada de óbitos num só dia”, desde que surgiu a pandemia em meados de março do ano passado.

  • Covid-19: Forças Armadas já visitaram 2.124 lares, restando apenas 38

    As Forças Armadas já realizaram ações de formação em 2.124 lares, restando apenas 38 para atingir o objetivo de visitar todas as instituições deste tipo do país, informou hoje o ministro da Defesa.

    “Foram já visitados 2.124 lares, de norte a sul do país, faltando apenas 38 para se completar esta ação”, adiantou o ministro João Gomes Cravinho, que está hoje a ser ouvido na comissão de Defesa Nacional, na Assembleia da República.

    Fazendo um balanço geral do apoio das Forças Armadas à pandemia da Covid-19, Gomes Cravinho salientou as “centenas de militares envolvidos no apoio aos lares”, em ações de sensibilização e formação, “num esforço pedagógico extremamente importante para podermos viver em segurança com este vírus”.

  • Covid-19. França regista mais de 20.000 novos casos nas últimas 24 horas

    Foram detetados 20.064 novos casos de Covid-19 em França, segundo os dados do governo francês. Após os cerca de 4.000 casos de ontem, os valores voltam a fixar-se na média da semana passada, em torno dos 20.000 casos.
    Foram ainda anunciados 431 óbitos.
    A França passa assim a casa dos 85.000 mortos.

  • Covid-19: Angola chega às 500 mortes associadas à doença

    Angola alcançou hoje as 500 mortes associadas à Covid-19, ao registar mais um óbito nas últimas 24 horas, além de 36 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, anunciaram as autoridades de saúde angolanas.

    Segundo o boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde Pública, as novas infeções foram detetadas em Luanda (31), Huambo (2), Benguela (2) e Namibe (1), em pessoas com idades entre 3 e 72 anos, sendo 20 homens e 16 mulheres.

  • Confederação dos Agricultores diz que verbas do PRR devem ser "mais dirigidas às empresas"

    A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) também defende que as verbas do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) sejam mais “dirigidas às empresas” e aplicadas em “mecanismos perfeitamente definidos em colaboração com vários setores”. E que sejam rápidas a chegar porque “as empresas não estão em condições” de esperar, disse Eduardo Oliveira e Sousa.

    O presidente da CAP considera que os “dois terços” de verbas alocados “a grandes investimentos do Estado” devem ser “mais repensados” de forma a “dividir ou alocar verbas que promovam as empresas neste futuro tão difícil”. E sublinha que os apoios devem ser mais diretos. “Todo o setor empresarial nacional precisa de ser ajudado em simultâneo. São as empresas que criam emprego e valor”, afirmou.

1 de 4