Momentos-chave
Histórico de atualizações
  • Este liveblog fica por aqui. Poderá continuar a acompanhar a atualidade sobre a pandemia da Covid-19 nesta ligação.

    Fauci acredita que EUA podem ter Covid-19 como “endémica” na próxima primavera

    Até breve!

  • Profissionais de saúde matam cão enquanto a dona está em quarentena

    Uma residente da cidade de Shangrao, na China, revelou que o seu animal de estimação foi espancado até à morte no seu apartamento, enquanto estava de quarentena num hotel que não permitia animais.

    Profissionais de saúde matam cão enquanto a dona está em quarentena

  • Cerca de 60% dos portugueses com mais de 80 anos já receberam reforço da vacina. Falta vacinar 200 mil

    O número foi avançado em entrevista à RTP3 pelo coordenador da task force para o processo de vacinação, que reconheceu que tem havido alguma dificuldade em chamar as pessoas para a terceira dose.

    Cerca de 60% dos portugueses com mais de 80 anos já receberam reforço da vacina. Falta vacinar 200 mil

  • Sistema de justiça em condições de voltar a funcionar em emergência pandémica

    Ministra da Justiça diz que há condições de voltar ao modelo “que vigorou durante o estado de emergência, em que se privilegiou o trabalho remoto e os meios tecnológicos à distância”.

    Sistema de justiça em condições de voltar a funcionar em emergência pandémica

  • Capital dos EUA retira obrigatoriedade de uso de máscara em espaços interiores

    A capital dos Estados Unidos, uma das zonas com medidas de combate à pandemia de Covid-19 mais severas, retira na próxima semana a obrigatoriedade de uso de máscara em espaços interiores, anunciou hoje a presidente da câmara.

    As empresas privadas poderão, contudo, continuar a impor o uso de máscara aos trabalhadores, e a obrigatoriedade manter-se-á nos transportes públicos, dentro das escolas, creches, bibliotecas, lares de terceira idade e também em alguns edifícios públicos.

    A capital federal dos Estados Unidos tinha decretado no final de julho a obrigatoriedade do uso de máscara para as pessoas vacinadas e não-vacinadas, perante o aumento das infeções de Covid-19 ligadas à variante Delta, mais contagiosa.

  • Marcelo Rebelo de Sousa defende reposição do uso de máscara na rua: "Isso é evidente"

    O Presidente da República considera que o uso obrigatório de máscara na rua. Deixa um apelo para tomar medidas “calmamente”.
    “Temos uma vacinação que não tínhamos”, disse.

    Marcelo Rebelo de Sousa defende reposição do uso de máscara na rua: “Isso é evidente”

  • Marcelo diz que é preciso esperar pela reunião do Infarmed e apela à serenidade

    O Presidente da República disse que é preciso esperar pela reunião com os especialistas do Infarmed, esta sexta-feira, e apelou à calma e serenidade.

    Questionado sobre o aumento dos casos de Covid-19 em Portugal ao início da noite desta terça-feira, Marcelo Rebelo de Sousa lembrou que, há um ano, a situação era muito mais complicada.

    “Estamos com valores de cerca de 1.500 [novos casos diários], há um ano estávamos com seis mil nesta altura. Há um ano estávamos com 80 e tal mortos [por dia]. Temos uma vacinação que não tínhamos”, afirmou.

    “Vamos ponderar calmamente, serenamente”, apelou. “Então se atuará em conformidade.”

  • Hospital de Braga já definiu medidas para enfrentar eventual nova vaga

    O Hospital de Braga definiu um conjunto de medidas que constituem o módulo outono/inverno do Plano de Contingência e que contempla, também, medidas em caso de recrudescimento da Covid-19, foi hoje anunciado.

    Em resposta escrita à Lusa, o hospital sublinha que “continua atento” à evolução epidemiológica da Covid-19 no país e na região e, caso se venha a justificar, reavaliará a reorganização interna das áreas e circuitos definidos. Poderá também reforçar as medidas de proteção e segurança até agora implementadas.

  • Efeito da pandemia nas contas públicas foi de 5.120 milhões de euros até setembro

    O efeito direto da pandemia de Covid-19 na conta das Administrações Públicas (AP) foi de 5.120 milhões de euros até setembro, de acordo com cálculos da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO).

    Segundo os técnicos do parlamento, que dão apoio aos deputados da Comissão de Orçamento e Finanças (COF), “este é o montante da redução no saldo causado diretamente por todas as operações económicas com registo conhecido”.

    Essas operações são as que têm “reflexo no saldo global (4.612 milhões de euros), operações de despesa em ativos financeiros (93 milhões de euros), e operações extraorçamentais (despesa líquida de 415 milhões de euros)”.

  • Incidência em Espanha sobe para 88,6 casos, mais 50% do que no início do mês

    A incidência acumulada de contágios de Covid-19 em Espanha subiu para 88,6 casos diagnosticados por cada 100.000 habitantes nos últimos 14 dias, mais 50% do que no início do mês, anunciaram hoje as autoridades de saúde.

    Apesar do aumento dos contágios, a situação hospitalar não se tem agravado muito, havendo uma ocupação média de 4,68% de camas nas unidades de cuidados intensivos, ainda abaixo de 5% considerado o patamar de risco.

    Por outro lado, a Espanha registou 4.091 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas e mais 29 mortes.

  • UTAO estima em 6.014 milhões de euros impacto orçamental direto da pandemia em 2021

    A Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) estimou hoje que o impacto direto da pandemia de Covid-19 nas contas públicas seja de 6.014 milhões de euros este ano, de acordo com um relatório hoje publicado.

    Segundo o relatório que analisa a evolução orçamental de janeiro a setembro de 2021, “a estimativa dada à estampa no presente documento foi atualizada para 6.014 milhões de euros, o que representa uma revisão em alta de 923 milhões de euros nas medidas com impacto direto no saldo global”.

  • Casa Aberta disponível para maiores de 75 anos para dose de reforço e vacina da gripe a partir de hoje

    A modalidade “Casa Aberta” ficou hoje disponível para maiores de 75 anos, informou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

    A organização apela ainda para que antes de se dirigirem ao Centro de Vacinação da sua área de residência, as pessoas que queiram tomar a terceira dose e a vacina da gripe consultem “o respetivo horário de funcionamento” em https://covid19.min-saude.pt/casa_aberta/.

  • Surto de Covid-19 no IPO de Lisboa. Há 21 doentes e profissionais de saúde infetados no serviço de Otorrinolaringologia

    Doze doentes do serviço de Otorrinolaringologia e nove profissionais de saúde testaram positivo no IPO de Lisboa. Surto teve origem num doente à espera de cirurgia. IPO está a funcionar normalmente.

    Surto de Covid-19 no IPO de Lisboa. Há 21 doentes e profissionais de saúde infetados no serviço de Otorrinolaringologia

  • Médicos de saúde pública avisam que não se pode baixar a guarda

    O presidente da Associação de Médicos de Saúde Pública considerou hoje ser “virtualmente impossível” tornar a repetir-se a situação pandémica vivida no início do ano devido à elevada cobertura vacinal, mas avisou que “não é para baixar a guarda”.

    Em declarações à agência Lusa sobre a situação epidemiológica em Portugal, Ricardo Mexia afirmou que o aumento do número de casos de Covid-19 “era previsível” fruto do inverno e da retoma de um conjunto de atividades.

    “Felizmente este aumento é, principalmente, à custa da incidência, do número de novos casos. Em relação à mortalidade e à severidade (procura de cuidados de saúde e internamentos), apesar de tudo não estão a crescer de uma forma tão rápida como a incidência, o que também é expectável fruto da cobertura vacinal elevada da população”, adiantou.

  • Evolução da doença no Alto Minho “controlada” apesar de “ligeiro aumento” de casos

    A administração da Unidade Local de Saúde do Alto Minho disse hoje que a evolução da Covid-19 na região “está controlada”, apesar de um “ligeiro aumento” de casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2.

    “Há um ligeiro aumento de casos, porém não é significativo. Este aumento foi gradual”, especifica a administração da ULSAM em resposta escrita, hoje, a um pedido de esclarecimento enviado pela agência Lusa.

    De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado pela ULSAM, os dez concelhos do distrito de Viana do Castelo tinham, na segunda-feira, 181 casos ativos. Com 81 infetados, Viana do Castelo é o concelho com maior número de casos ativos.

  • Madeira tem capacidade para disponibilizar 250 camas em hospitais

    O Serviço de Saúde da Madeira tem capacidade para disponibilizar 200 camas em enfermaria e 50 em cuidados intensivos para doentes com Covid-19, indicou hoje o secretário regional do setor, sublinhando que as adaptações serão feitas em função das necessidades.

    “Neste momento, temos 30 doentes internados — 25 em enfermaria normal, cinco em cuidados intensivos — e, sempre que seja necessário, disponibilizaremos áreas que anteriormente já estiveram afetas à Covid-19”, disse Pedro Ramos.

    O governante, que falava à margem da apresentação do projeto “Geração Mais Saúde”, no Funchal, indicou que o aumento do número de casos e de mortes associados à Covid-19 na região autónoma, nas últimas semanas, era “expectável” e “acompanha a tendência nacional e internacional”.

  • Brasil avança com dose de reforço e encurta intervalo de vacinação

    O Governo brasileiro anunciou hoje doses de reforço das vacinas contra a Covid-19 para toda a população maior de 18 anos e a redução de seis para cinco meses no intervalo mínimo para a nova imunização.

    Desde o fim de setembro, o Brasil indicava doses de reforço das vacinas contra a Covid-19 em pessoas acima de 60 anos e que integravam grupos de risco.

    O governante acrescentou que pessoas vacinadas há mais de cinco meses com a segunda dose, independentemente da idade, já poderão recorrer aos locais de vacinação para tomar um nova dose.

  • Irlanda reativa recolher obrigatório para hotelaria devido a aumento de casos

    O Governo irlandês apresentou hoje uma série de medidas para combater o aumento de novos casos de Covid-19, determinando que bares, discotecas e restaurantes serão obrigados a encerrar à meia-noite a partir de quinta-feira.

    O Governo também decidiu que, a partir de sexta-feira, os trabalhadores podem desempenhar as suas funções a partir de casa, a menos que seja imprescindível a sua presença no local de trabalho.

    O executivo de Martin salientou ainda que será obrigatória a apresentação de certificados europeus de vacinação nas salas de teatro e de cinema, como já era em toda a hotelaria e restauração, embora os cabeleireiros e os ginásios continuem isentos do documento.

    Os últimos números oficiais dão conta de 4.570 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, enquanto o número de hospitalizados aumentou para 622, 40 a mais do que no dia anterior.

  • Região Centro com quase 400 novos casos (pouco menos do que Norte), LVT com mais de 500

    No que toca à distribuição geográfica dos novos casos, Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a região do país com maior número de casos diários de infeção detetados: nas últimas 24 horas foram mais de 550 (556).

    Norte é a segunda região com mais novos casos, com 472 novas infeções detetadas.

    O Centro é a terceira região com mais casos: em 24 horas foram ali identificados quase 400 casos novos (388). Segue-se o Algarve com 131, o Alentejo com 36, a Madeira com 64 e os Açores com 46.

  • Boletim DGS. Há mais 1.770 recuperados e menos 86 casos ativos

    Neste momento há 38 272 casos ativos de infeção pelo SARS-CoV-2 em Portugal (são menos 86 face ao dia anterior).

    Nas últimas 24 horas foram 1.770 as pessoas que recuperaram da doença.

    No total, recuperados ascendem a 1 milhão (1 053 609) — num universo de mais de 1 milhão e 100 mil infeções (1 110 155).

    Em Portugal já morreram mais de 18 mil pessoas (18 274) infetadas pelo novo coronavírus.

1 de 3