Logo Observador
Música

Diretor de arte de “A Guerra dos Tronos” Paul Ghirardani dá conferência em Lisboa

216

O diretor de arte da série "A Guerra dos Tronos", Paul Ghirardani, vai estar no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, a 17 de maio, para dar uma conferência, anunciou a organização.

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

A conferência, sobre os bastidores das cidades da série, que cruzam realidade e ficção, acontece no âmbito da Trienal de Arquitetura de Lisboa.

Após esta conferência da 3.ª edição do ciclo “Distância Crítica”, Paul Ghirardani conversará com o arquiteto português Manuel Graça Dias, respondendo também a questões do público.

“A Guerra dos Tronos” é uma série de televisão criada por David Benioff e D. B. Weiss com base na série de livros A Song of Ice and Fire, de George R. R. Martin, e tem sido rodada no Canadá, na Croácia, na Islândia, na Malta, em Marrocos, em Espanha, no Reino Unido, nos Estados Unidos e na República da Irlanda.

A primeira temporada da série estreou-se em 17 de abril de 2011, tendo sido já exibidas seis temporadas, com grande sucesso, estando o primeiro episódio da sétima previsto para 16 de julho, com transmissão em Portugal no dia seguinte, no canal Syfy.

Diplomado em Design Tridimensional pela Kingston School of Arts no Reino Unido, Paul Ghirardani trabalha desde 1998 em cinema e televisão tendo conquistado cinco Primetime Emmys e dois America Awards.

O objetivo das conferências “Distância Crítica” é, segundo a organização, proporcionar um espaço de diálogo entre o público e os arquitetos convidados, e nesta terceira edição foram alargados os temas de debate “para além da arquitetura dita real, abrindo-se agora espaço para os que operam no campo ficcional através da cenografia e ensaios de alta tecnologia”.

Neste novo ciclo, que se realiza entre 2017 e 2019, a Trienal aponta que foram selecionados autores cuja prática e a consistência de uma longa carreira são reconhecidas pela crítica, tornando-se referências do pensamento e prática no panorama mundial da arquitetura.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

Já não há vida para além do défice

Rui Ramos

O plano é claro: viabilizar o regime português, não através da iniciativa dos cidadãos em Portugal, mas das transferências europeias, confiando na velha complacência de Bruxelas. 

Crónica

Um certo tempo

Miguel Tamen

O que é dizer uma coisa? Se eu contei um segredo a mim próprio não posso ser acusado de bisbilhotice ou de traição: não disse nada.