Logo Observador
Liberalismo

O menor dos problemas de Passos é a CM de Lisboa

O problema do PSD é que não tem coragem, e não tem capacidade, para mobilizar o eleitorado em torno da ideia de um país com mais liberdade, onde o Estado mande menos para a economia poder crescer mais

Política Económica

A falta de razão de Dijsselbloem

Como mostra o livro Poupança e Financiamento da Economia Portuguesa, a responsabilidade pelo endividamento externo é do Estado e das empresas; as famílias viveram dentro das suas possibilidades.

Sexismo

Incursão da Ordem dos Médicos pela misoginia

O parecer da Ordem dos Médicos é filho dileto de sexismo puro e retinto. Pior: é misoginia. Mas vamos lá ignorá-lo e concentrarmo-nos no escândalo com o alegado sexismo do caracolinhos holandês.

Direitos Humanos

Quando o relativismo é uma forma de absolutismo

O universalismo dos direitos humanos não incita os seres humanos a abdicarem da sua cultura. Diremos mais: a diversidade cultural é enriquecedora para a concetualização dos direitos humanos universais

União Europeia

Por uma Europa que não seja para Catarina Martins

Catarina Martins exige a saída portuguesa da moeda única – para defender o que chama “Estado social”. Mas não sabe ela que o abandono do euro significaria o colapso venezuelano do seu Estado social?

Família

Avós e netos

Impressiona sempre conhecer avós com abertura de espírito para acolher cada um dos seus netos. Esta maneira de acolher todos, fazendo sentir a cada um que é especial, é fabulosa.

União Europeia

O fim da União

Paulo de Almeida Sande

Os adversários da UE chamam-lhe nomes. Centralizadora, burocrática, obsoleta. É extraordinária, mas também reveladora, a linguagem usada pelos inimigos da liberdade, da tolerância, da união e da paz.

101
Crónica

O desporto

Miguel Tamen

Ao ouvir falar desportistas nem mesmo alguém disposto a considerar os benefícios do desporto entreterá a noção de que as suas almas se possam encontrar numa posição de sanidade. 

Londres

O 22 de Março

Gonçalo Dorotea Cevada

Ontem estava em Londres e o pânico que senti não foi diferente do medo que tive a 22 de Março de 2016 quando estava em Bruxelas. Tenho medo de morrer mas não posso nem quero deixar de viver.

381
Terrorismo

Londres e a irrealidade

Paulo Tunhas

O que se sabe de certeza certa é que o canibalismo islamista voltou a atacar. Como sabemos o que vem a seguir: a exibição ritual de piedade genérica e avisos contra a ameaça da “deriva islamofóbica".

1.238
Londres

Outros dias

Maria João Avillez

Metrópole criativa, oferta cultural imbatível, sede da melhor imprensa do mundo, permanente espectáculo – da rua a Buckingham Palace. Com ou sem Brexit. Diário de uma semana em Londres.