A atuação dos Nobodys Bizness, banda de “blues” originária de Lisboa, marca a abertura da quinta edição do Festival Urbano de Música e Outras Coisas (FUMO), que tem início hoje, às 17h00, na Casa da Cultura, em Setúbal. A presença dos Black Bombaim e o regresso dos Linda Martini constituem outra novidade do FUMO, que decorre até 28 de junho, em Setúbal.

A banda de Barcelos esteve para marcar presença em anteriores edições do FUMO, mas só este ano se estreia no festival de Setúbal, no dia 27 de junho, pelas 21:30, no renovado Quartel do 11, um espaço que também é utilizado pela primeira vez para este tipo de concertos musicais.

Organizado pela Experimentáculo, associação cultural sem fins lucrativos, o FUMO tem um orçamento global de 15 mil euros, nos quais se inclui um apoio de 1.500 euros da Câmara de Setúbal, que também garante o apoio logístico. Além da presença dos Black Bombaim, estão previstos os regressos dos Linda Martini e de Noiserv, além dos Nobodys Bizness.

No dia 20 de junho, à noite, terá lugar um espetáculo com os Noiserv e Tio Rex & Hell Hound Banjo Duel, a partir das 21h30, no Auditório Municipal Charlot. Os Tio Rex darão um concerto exclusivo no FUMO, ao lado de Hell Hound, apenas com banjos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A banda Ash is a Robot, que também vai marcar presença no Fórum Luísa Todi, no dia 27 de junho, depois da atuação dos Black Bombaim e dos espanhóis Trono de Sangre, tem, para oferecer, um álbum de edição limitada, apenas disponível no festival. Do programa desta quinta edição do FUMO faz ainda parte um espetáculo de Celina Piedade, no Museu do Trabalho, a partir das 21h30 do próximo dia 21.

O festival termina a 28 de junho, com um concerto dos Linda Martini, no Fórum Luísa Todi. As entradas para os diferentes espetáculos custam entre os três e os dez euros, mas este ano a organização promete também disponibilizar uma “passe” válido para todos os concertos, com o preço único de 25 euros.