O Cinema São Jorge, em Lisboa, está pronto a receber a primeira edição do Festival Internacional de Cinema Chinês e Lusófono. Entre 23 e 29 de junho, o objetivo é dar a conhecer os diferentes olhares do cinema chinês e do cinema de origem lusófona, cuja temática seja a China e a influência oriental nas respetivas sociedades.

O português Jorge Álvares foi o primeiro europeu a chegar à China por mar. 500 anos depois, os laços entre os dois países continuam a estreitar-se, desta vez com um festival de cinema. Composto por longas e curtas-metragens de ficção e documentário, há três secções distintas: “China País Multi-Cultural e Multi-Étnico”, “Macau” e “A Indústria Cinematográfica Contemporânea na China e nos Países Lusófonos de Ambiência Chinesa”. Paralelamente à exibição dos filmes serão organizados três colóquios sobre as secções mencionadas.

Para a abertura, segunda-feira, às 21h30, no São Jorge, foi escolhido o filme “Três Tempos” (Zui hao de shi guang). Realizado por Hou Hsiao Hsien, e exibido no festival de cinema de Cannes, em 2005, o filme divide-se em três episódios diferentes, passados em épocas distintas. Às 23h30 é hora de celebrar o início do evento com a presença de um DJ no foyer do Cinema.

Na terça-feira, os dois filmes exibidos pertencem a realizadores portugueses. O primeiro, “Amor de Dedinhos de Pé”, ocupa a sala Manoel de Oliveira, às 21h30, e recupera o filme que Luís Filipe Rocha fez em 1993. Na sala 3, às 21h45, o público vai poder ver a história de uma emigrante chinesa de 17 anos, no filme “China China” realizado por João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata, em 2008.

Na quarta-feira, destaque para o filme “A Última Vez Que Vi Macau”, de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata. Para ver às 21h30. Quinta-feira, o filme “Roulette City”, de Thomas Lim, vai ser o centro das atenções, às 21h30. O filme passa-se em Macau, cidade onde os casinos espreitam a cada esquina.

O 1º Festival Internacional de Cinema Chinês e Lusófono continua por todo o fim-de-semana e inclui uma sessão de cinema infantil no domingo, às 11h30, com o filme “O Rei Macaco”. Às 18h00, o evento despede-se com o filme “Um Toque de Pecado”, que valeu ao realizador Jia Zhang-Ke o prémio de Melhor Argumento no festival de Cannes, em 2013.

Os bilhetes para cada filme custam dois euros, com desconto de 50% para reformados e estudantes. O programa completo pode ser consultado aqui.