O super-herói americano Batman comemora 75 anos. Apesar do dia oficial da personagem ser apenas no próximo dia 23,  a DC Entertainment e a Warner Bros organizaram um mês de comemorações onde os fãs poderão ficar mais de perto do universo do herói-morcego, como ver vários Batmóvel e adereços usados nos filmes. Serão lançados um livro de banda desenhada e um DVD de edição especial e limitada, escreve esta sexta-feira a Time.

O homem morcego foi criado em maio de 1939 pelas mãos de Bob Kane e Bill Finger, quando a editora DC Comics encomendou a produção de um novo super-herói aproveitando a popularidade do Super-homem, lançado um ano antes.

No entanto, ao invés do Super-homem que usava um uniforme colorido, mostrava o rosto e deslocava-se durante o dia, o Batman foi idealizado e construído usando um uniforme escuro, o rosto escondido por uma máscara e deslocar-se-ia apenas de noite, pela escuridão.

Mais de meio século passou e este super-herói está mais do que nunca na moda, devido à capacidade de adaptar-se às mudanças tecnológicas e às contínuas exigências dos fãs.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Batman venceu, sem qual margem para dúvida, a passagem do tempo, regenerando-se, transpondo-se da banda desenhada para a televisão e para as salas de cinema. A criação de diferentes e novas personagens, tais como Robin ou a Mulher Gato ou, ainda, a criação de jogos eletrónicos e a feitura de novos filmes foram mais um contributo para a constante popularidade.

O ator Danny DeVito, que interpretou o vilão Pinguim no filme “Batman – O Retorno”, dirigido por Tim Burton em 1992, explicou o porquê do sucesso da personagem numa entrevista dada à AFP. “O mundo não tem heróis. Olhamos para nossos líderes e não existe realmente ninguém em quem se possa ter esperança”, disse o ator .

Em 2016, chegará aos cinemas um  filme novo, no qual Batman (Ben Affleck) contracenará, pela primeira vez, com o Superman (Henry Cavill).